Norske informa benefícios do Paraná ao mercado | Fábio Campana

Norske informa benefícios do Paraná ao mercado

A Norske Skog divulgou na semana passada uma nota para o mercado financeiro de Oslo (Noruega) mencionando o benefício recebido pela empresa do Governo do Paraná. A indústria poderá compensar créditos de ICMS com pagamento da conta de energia, até o limite de R$ 1 milhão mensais. Além disso, a alíquota de ICMS que incide sobre a tarifa de energia terá desconto de até 40%. O comunicado faz parte da estratégia de reposicionamento da empresa, que passa por uma reestruturação global. Como a situação no Brasil era muito crítica antes do protocolo assinado com o governo, os executivos consideraram fundamental informar ao mercado que agora a unidade do Paraná ganhou mais competitividade e pode operar a plena capacidade.


6 comentários

  1. BORDUNA
    segunda-feira, 30 de maio de 2011 – 16:56 hs

    As empresas locais, quando em dificuldades também ganham esses benefícios? Não. Banana pra gente da casa. É por isso que o empresário local é uma espécie em extinção…Viva as multis e seu paraíso, o Paraná.

  2. Edilson
    segunda-feira, 30 de maio de 2011 – 17:17 hs

    O governo do Requião ficou 8 anos segurando para dar esse incentivo a Norske Skog Pisa, (papeleira que opera no municipio de Jaguariaíva). Prejudicou imensamente a empresa por puro capricho, com a mesma tendo inclusive que dispensar funcionários, por causa da baixa do dólar e os custo operacionais para se produzir o papel. Ainda bem que temos pessoas com visão para o futuro, como o Governador Beto Richa para acertar esses demandos do governo passado.

  3. FRANCISCO DE ASSIS.
    segunda-feira, 30 de maio de 2011 – 17:46 hs

    CARO EDILSON; O amigo está equivocado. Quem concedeu o benefício foi o Requião. O atual, apenas faz cortesia com o chapéu allheio. É bom você conferir.

  4. BORDUNA
    segunda-feira, 30 de maio de 2011 – 18:14 hs

    Haaaaaaaaaa, então foi Requião que favoreceu a empresa norueguesa? Nacionalista no discurso e entreguista na prática…Bem, mas o povo goshhhhhhhhhta, fê-lo Senador.

  5. luiz de paula
    segunda-feira, 30 de maio de 2011 – 18:25 hs

    Fabricante de papel jornal usado em todo país, como a saída é imune ela acumulava créditos de ICMS. Agora o paranaense pagará o pato, pois é alegria da empresa por um lado e do outro a falta de recursos nos cofres do Estado. O Brasil lia jornais e o paranaense arcará com o crédito….

  6. Marcelo Rocha
    terça-feira, 22 de janeiro de 2013 – 14:45 hs

    É um absurdo uma empresa ficar mendigando para poder usar os créditos de ICMS que tem. Se ela tem esses créditos é porque a legislação permite e é correto, e tem gente que ousa discutir isso. Absurdo sim é a política tributária do país. A burrice dos nossos administradores públicos. O mundo é globalizado agora, então se não nos cuidarmos, até o nosso jornal vai ser chinês. Quem tiver ouvidos que ouça. Requião, o Anibal Curi tá te chamando…

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*