Ligeirão de Curitiba ganha destaque na revista Time | Fábio Campana

Ligeirão de Curitiba ganha destaque na
revista Time

“Long Bus, Short Wait” (Ônibus Longo, Espera Curta) é o título da matéria na página 55 da revista Time, edição de 2 de maio, que destaca a solução encontrada pela prefeitura de Curitiba ao implantar o Ligeirão no sistema de transporte coletivo da capital do Paraná.

“Em 5 de abril, Luciano Ducci, o prefeito de Curitiba, Brasil, embarcou no maior ônibus urbano do mundo em sua viagem inaugural pela cidade, marcando mais um gol para o sistema de transporte da cidade”, diz a revista de 4 milhões de exemplares que circulam semanalmente em praticamente todos os países do mundo.

“Desenvolvido exclusivamente para rodar com biocombustível (feito com grãos de soja), o mega ônibus de 28 metros de comprimento pode carregar 250 passageiros ao mesmo tempo e fazer apenas 4 paradas ao longo de toda rota de 6 milhas (10 quilômetros). Com uma frota de 24 veículos, o sistema vai transportar uma média de 25 mil pessoas por dia”, escrevem Ayesha and Parag Khanna.

Sistema – A revista aponta a referência da capital do Paraná – implantou seu sistema de transporte coletivo no final da década de 60 – e aponta o uso dos BRT’s como solução inteligente para as grandes cidades. A Time diz que a rede de canaletas exclusivas para os ônibus (como os BRTs) em Curitiba formou o primeiro sistema de ônibus metronizado do mundo. “Mais de 2,3 milhões de pessoas viajam por dia nele, e Curitiba tem o menor nível de poluição atmosférica no Brasil”.

Modelo – “Pelo menos 83 cidades em todo o mundo copiaram o sistema de BRT´s de Curitiba”, diz a Time que argumenta: “com a população rural correndo para áreas urbanas, os desafios que milhares de cidades enfrentam são os congestionamentos e o trânsito. Só na China, 350 milhões de pessoas vão migrar das vilas para as cidades até 2030”.

“Em Guangzhou, uma das cidades com o crescimento mais rápido da China, o sistema de canaletas exclusivas transporta 800 mil passageiros em um dia e reduziu o tempo médio de deslocamento pela metade”.

A revista aponta ainda que grandes cidades dos EUA também estão prestando atenção no sistema adotado em Curitiba. “Em 15 de abril, a Autoridade de Trânsito de Chigago aprovou verba de U$1,6 milhão para analisar a implantação do sistema de canaletas exclusivas ao longo da Avenida Western. Só podemos esperar que a cidade de Nova York faça um movimento semelhante”.

Ônibus Longo, Espera Curta

Ayesha e Parag Khanna

Em 5 de abril, Luciano Ducci, o prefeito de Curitiba, Brasil, embarcou no maior ônibus urbano do mundo em sua viagem inaugural pela cidade, marcando mais um gol para o sistema de transporte da cidade.

Desenvolvido exclusivamente para rodar com biocombustível (feito com grãos de soja), o mega ônibus de 28 metros de comprimento pode carregar 250 passageiros ao mesmo tempo e fazer apenas 4 paradas ao longo de toda rota de 6 milhas (10 quilômetros). Com uma frota projetada de 24 veículos, o sistema vai transportar uma média de 25 mil pessoas por dia.

Curitiba pode ser considerada uma cidade inteligente e original. Nos anos 60, enfrentava a expansão acelerada e congestionamentos. O arquiteto Jaime Lerner respondeu com o Plano diretor de Curitiba, um plano urbano estratégico cuja peça central foi um sistema de transporte acessível e eficiente. Adotado em 1968, o plano diretor se tornou a pedra fundamental do projeto de Curitiba – e Lerner se tornou prefeito.

Uma das marcas da cidade são suas parcerias público-privadas. Na década de 1970, por exemplo, Curitiba estava se aproximando rapidamente 1 milhão de habitantes, o limite típico para a instalação de um sistema de metrô. No entanto, o preço era exorbitante, US$ 300 milhões.

Lerner apresentou ao setor privado, solução única: que eles junto com o governo, construíssem um sistema de ônibus rápido que teria todas as comodidades de um metrô – a velocidade, confiabilidade, acessibilidade e freqüência.

Empresas deveriam investir na frota de ônibus e o governo traçaria os itinerários. O resultado foi a rede de canaletas exclusivas para os ônibus, (as Bus Rapid Transit, BRTs) o que tornou o sistema o primeiro de ônibus metronizado do mundo. Mais de 2,3 milhões de pessoas viajam por dia nele, e Curitiba tem o menor nível de poluição atmosférica no Brasil.

Pelo menos 83 cidades em todo o mundo copiaram o sistema de BRT´s de Curitiba. Com a população rural correndo para áreas urbanas, os desafios que milhares de cidades enfrentam são os congestionamentos e o trânsito. Só na China, 350 milhões de pessoas vão migrar das vilas para as cidades até 2030.

Em Guangzhou , uma das cidades com o crescimento mais rápido da China, o sistema de canaletas exclusivas transporta 800 mil passageiros em um dia e reduziu o tempo médio de deslocamento pela metade.

Grandes cidades dos EUA também estão prestantando atenção neste movimento. Em 15 de abril, a Autoridade de Trânsito de Chigago aprovou verba de U$1,6 milhão para analisar a implantação do sistema de canaletas exclusivas (BRTs) ao longo da Avenida Western. Só podemos esperar que a cidade de Nova York faça um movimento semelhante.

Ayesha e Parag Khanna são diretores do Hybrid Reality Institute

Lições de urbanismo

Os ônibus mais espertos do mundo

O sistema de ônibus de Curitiba realmente se assemelha a um metrô, com faixas de trânsito exclusivas, venda de bilhetes pré-pago e sensores de ônibus que se comunicam com semáforos inteligentes, permitindo que os ônibus possam seguir em frente em velocidades contínuas.

Síndrome Chinesa

O trânsito intenso é endêmico no Reino Médio. É por isso que cidades de rápido crescimento, como Guangzhou estão adotando o sistema de BRT para levar centenas de milhares de passageiros por dia com mais rapidez.

Não desperdice, não quero

As parcerias público-privadas fazem as coisas funcionarem em Curitiba, onde as crianças são ensinadas a separar o lixo de materiais recicláveis ​​e depois ir para casa e ensinar os pais como fazê-lo também. (Como resultado, mais de 75% do total de lixo da cidade é reciclado.)


14 comentários

  1. maria cristina Tavares Seleme
    terça-feira, 10 de maio de 2011 – 20:03 hs

    É isso aí Prefeito Luciano!!!!!!!!!!
    Parabéns

  2. Paraná
    terça-feira, 10 de maio de 2011 – 22:17 hs

    Me orgulho muito de morar em ctba!!!!!!!!!!!

  3. Palhares
    terça-feira, 10 de maio de 2011 – 22:56 hs

    É por esta e muitas outras belas transformações que a Cidade de Curitiba esta recebendo que apoio a reeleição do Dro. luciano Ducci!

  4. Motoqueiro Infernal !!!
    quarta-feira, 11 de maio de 2011 – 9:03 hs

    Grande Urbanista, homem de visão… ainda lembro quando ele começou a implantar várias ciclovias em Curitiba… bons tempos…

  5. CAÇADOR DE PETISTAS
    quarta-feira, 11 de maio de 2011 – 9:24 hs

    Em Curitiba, a administração não é PT, por isso funciona epode servir de modelo..

  6. O curioso
    quarta-feira, 11 de maio de 2011 – 10:03 hs

    Só que usa o transporte coletivo conhece a realidade,
    Pelo menos o preço da pasagem é de 1º mundo,

  7. JAMELÃO
    quarta-feira, 11 de maio de 2011 – 11:03 hs

    A operação tapa buracos, começa em junho. Do ano que vem tá!

  8. RANCIARO
    quarta-feira, 11 de maio de 2011 – 11:22 hs

    Sinto-me orgulhoso de ser Curitibano. Nosso Prefeito e Governador trabalham visando o bem estar da população.

  9. Valter doBoquera
    quarta-feira, 11 de maio de 2011 – 15:41 hs

    E porque vcs não andam de ligeirão, e nem o reporte da TIME. Pois os onibus continuam lotados e o desconforto continua o mesmo. realmente o que é de primeiro mundo e o preço da passagem. Vamos para de ser enganados por essa midia comprada

  10. Teo
    quarta-feira, 11 de maio de 2011 – 16:02 hs

    Ótimo, tudo ok com os ônibus “expressos”! Que tal melhorar o resto da rede? A Av. Fredolim Wolf que passa por uma das áreas que mais crescem em Curitiba com centenas de novos empreendimentos imobiliários e faz ligação com Almirante Tamandaré, Santa Felicidade entre outros bairros, tem apenas uma linha que parte do centro da cidade (Bracatinga).
    Os ônibus vivem quebrando, são mal distribuídos e absolutamente lotados entre 18:00 e 19:00.
    O transporte de Curitiba pode até ser bom comparado com o péssimo serviço de outras cidades, mas isso é nivelar por baixo. É fazer propaganda de algo medíocre!
    Não basta ter meia dúzia de linhas que funcionem. É preciso um sistema inteiro que funcione!

  11. quarta-feira, 11 de maio de 2011 – 20:40 hs

    Bom a revista não faz propaganda de graça, convido o Ducci e o pessoal da urbs a ficar entre 16:00 e 18:30 horas no termnal do pinheirinho pra confirmar ao vivo o sofrimento do povão, faltam onibus neste horários, eo povão continua fazendo papel de sardinha como sempre, pena que o pessoal o Times não publicou isto tambem.

  12. Salete...
    quarta-feira, 11 de maio de 2011 – 21:58 hs

    Os buracos da minha rua já podem ser vistos da Lua.

    Rua Frei Teófilo no Capão Raso.

    E tem aquele esquema de tapar buracos, condição q só melhora o bolso do empreiteiro e encalomba a rua.

  13. Salete...
    quarta-feira, 11 de maio de 2011 – 21:59 hs

    O ligeirão aí da foto tem sinto de segurança?

  14. Norma
    quarta-feira, 11 de maio de 2011 – 23:26 hs

    Que foto linda! De quem é ?

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*