Duas pessoas já foram ouvidas no caso Evandro | Fábio Campana

Duas pessoas já foram ouvidas no caso Evandro

Acontece agora o primeiro intervalo do julgamento de Beatriz Abagge. O primeiro a ser ouvido foi Arthur Drischel, um dos peritos criminais que participaram das investigações do desaparecimento de Evandro. Ele afirmou que no local – um matagal – onde o corpo foi encontrado não foi localizado nenhum vestígio do crime. “O mato não estava amassado e não encontramos nenhuma arma. Não acredito que o corpo tenha ficado ali mais do que uma noite”, disse o perito. Ele demonstrou dúvidas quanto ao corpo encontrado ser realmente de Evandro.

A segunda a ser ouvida foi, Beatriz Soutile França, a odontologista legal que fez o reconhecimento do corpo com bases nas informações passadas pela dentista da criança, através do exame da arcada dentária. Ao contrário do perito, a dentista afirmou ter certeza que o corpo analisado era de Evandro. “Tenho plena convicção do trabalho que realizei. O corpo era mesmo de Evandro”.


Um comentário

  1. TOMÁS DE TORQUEMADA
    sexta-feira, 27 de maio de 2011 – 18:20 hs

    O povo exige justiça! – Que tal a Lei do Talião a quem cometeu terrível crime? – Aí sim, a justiça estaria feita!

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*