Coreia do Sul busca oportunidades de investimentos no Paraná | Fábio Campana

Coreia do Sul busca oportunidades de investimentos no Paraná

Em visita oficial ao Paraná, o embaixador da República da Coréia no Brasil, Kyonglim Choi, disse ao governador Beto Richa, nesta terça-feira (24), que irá trazer delegações de empresários coreanos interessados em instalar empreendimentos no Brasil. O diplomata esteve no Palácio das Araucárias e disse que gostou muito da infraestrutura e da formação cultural e educacional paranaenses, bem como da variedade de setores que formam a economia e das excelentes condições oferecidas pelo atual governo para receber novos investimentos.

“Hoje há empresas coreanas no Rio de Janeiro, São Paulo, Santa Catarina e Rio Grande do Sul. Em breve teremos no Paraná, onde a comunidade coreana é grande e está disposta a trabalhar para este objetivo e contribuir com a sociedade brasileira”, afirmou Kyonglim Choi. Segundo ele, o Paraná é muito interessante para empresas coreanas ligadas aos setores automotivo, da agroindústria e Tecnologia da Informação, tanto para investimentos diretos quanto para projetos de cooperação técnica.

O governador disse que o Paraná está de portas abertas e que já possui cadeias produtivas industriais das áreas de interesse das empresas coreanas. Richa também disse que todo esforço será feito para atender às necessidades de empreendedores que procurarem o Estado. “Aguardamos a presença dos empresários coreanos para começar a discutir formas de propiciar a vinda dessas empresas para o Paraná”, disse o governador.

O secretário da Indústria e Comércio e Assuntos do Mercosul, Ricardo Barros, acompanhou o encontro e destacou a importância do contato para fornecer ao empresariado coreano referências sobre o Paraná e os propósitos do governo. “Representantes de uma empresa coreana estiveram em Maringá para conhecer as condições da região e agora pedimos ao embaixador que interceda junto aos executivos, para que possamos receber essa indústria”, disse Barros.

Também participaram do encontro o cônsul-geral honorário da Coreia do Sul no Paraná, João Bosco Lee, e o conselheiro Hee Chul Kim.


2 comentários

  1. Borduna
    terça-feira, 24 de maio de 2011 – 17:47 hs

    Alguem poderia me dizer por que isso não é uma via de mão dupla? Ou seja, por que empresários paranaenses não investem na Coréia?

  2. ATITUDE
    terça-feira, 24 de maio de 2011 – 19:31 hs

    Enquanto isso o Governador não dá atenção ao Projeto de Revitalização da praia de Matinhos, quantos empregos estão sendo deixados de lado aqui no litoral? o dinheiro esta parado no SEDU e daqui a pouco se perde a verba e olhe que 20 milhões não é qualquer verba não. com a palavra o Sr. Governador!

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*