Consilux pode recorrer à Justiça contra rescisão do contrato | Fábio Campana

Consilux pode recorrer à Justiça contra rescisão do contrato

Foto Anderson Tozato

Ao que tudo indica o escândalo dos radares ainda vai dar muito pano pra manga. Ontem, o diretor presidente da Consilux, Aldo Vendramin, afirmou que a empresa ainda está analisando os termos da rescisção do contrato para decidir se aceita ou recorre à Justiça para pedir uma indenização pela quebra do contrato.

Com a repercussão negativa das denúncias, o prefeito Luciano Ducci (PSB) determinou o rompimento do contrato, ao mesmo tempo que pressionou sua base de apoio na Câmara Municipal para evitar a abertura de uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para investigar o caso. Na segunda-feira, a prefeitura anunciou a rescisão, apontando o pagamento do valor da indenização a partir de uma “perícia independente”. Dos R$ 7,6 milhões a serem pagos, R$ 6,5 milhões seriam a título de indenização pelo período de ocupação. Além disso, foram pagos R$ 76.751,80 de indenização por lucros cessantes e outros R$ 988.311,83 por serviços de manutenção remanescentes do contrato.

As declarações indicam que a Consilux só não recorrerá a Justiça se não quiser, já que a própria prefeitura afirma não haver qualquer indício de irregularidade no contrato. Além disso, a rescisão anunciada não inclui os direitos pelo desenvolvimento do programa que permite a operação do sistema. Especialistas apontam que em uma disputa judicial, o valor final da indenização pode chegar a mais de R$ 70 milhões, quase dez vezes o valor anunciado pela prefeitura.


5 comentários

  1. Renata
    quinta-feira, 19 de maio de 2011 – 16:31 hs

    Existe irregularidade na execução do Contrato, e isso tem que ser investigado e comprovado. Se o Duci não permitir a investigação são os bens dele e dos seus vereadores que devem ser transferidos para o pagamento da Consilux.

  2. Peterson, from Miami
    quinta-feira, 19 de maio de 2011 – 17:31 hs

    Se não há irregularidade, por que foi cancelado? Só para o Ducci fazer média? Campanha para reeleição? Que feio…….

  3. Pedro Rocha
    quinta-feira, 19 de maio de 2011 – 18:26 hs

    Muito estranho! O prefeito rescinde o contrato, mas monta uma tropa de choque para evitar uma CPI.
    Com ela, conseguiram que três denodados vereadores que haviam assinado a petição, foram regiamente admoestados para retirarem seus nominhos do papel, entre eles o tal Prof. Galdino. Que feio, professor. Quem não deve não teme. E se o bicho pegar na CPI, ótimo, sinal de que tem gato na tuba!

  4. O povo. Quem foi ?
    quinta-feira, 19 de maio de 2011 – 20:11 hs

    Quem foram os gênios que assinaram este contrato em nome do povo ?
    É como o caso dos pedágios em que se discute todos os dias uma forma de resolver, sem perguntar aos autores desta barbárie.
    Quem foi ?

  5. ELEITOR CURITIBANO
    quinta-feira, 19 de maio de 2011 – 20:53 hs

    Esse inteligente do DUCCI,espere vencer o contrato,pois com certeza o Sr.Aldo vai recorrer,afinal de contas a CONSILUX,esta em dia com o cumprimento de contrato e a prestação de serviços é primordial.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*