Valorização recorde do real em relação ao dólar | Fábio Campana

Valorização recorde do real em relação ao dólar

Eduardo Cucolo da Folha

O real nunca esteve tão valorização em relação ao dólar. Cálculos da Funcex (Fundação Centro de Estudos do Comércio Exterior) com base na taxa real de câmbio mostram que o poder de compra da moeda brasileira praticamente dobrou em relação ao verificado em julho de 1994, início do Plano Real.

Segundo a Funcex, é como se o dólar estivesse 50% mais barato do que naquela época. Ou seja, o brasileiro pode comprar o dobro do que compraria com os mesmos reais. Se for considerado o mês de dezembro de 1998, véspera da liberação do câmbio, o dólar estaria cerca de 40% mais barato.

A taxa real efetiva do dólar é apenas uma das formas usadas para se calcular a relação entre duas moedas. Nesse caso, são consideradas as taxas de câmbio e inflação em 13 países e o peso de cada um nas relações comerciais com o Brasil.

O levantamento mostra que o real está em um patamar recorde de valorização em relação ao dólar no período analisado, que começa em 1985.

Em sua visita ao país, Barack Obama elogiou a democracia brasileira e sinalizou interesse no petróleo e pré-sal
Entre os motivos para essa valorização da moeda brasileira está a forte entrada de dólares no país no primeiro trimestre deste ano. Foram US$ 35,6 bilhões, maior valor da série iniciada em 1982 pelo Banco Central. É também mais que o dobro do recorde anterior, verificado no mesmo período de 2006 (US$ 17,7 bilhões). A entrada de dinheiro cresceu no início da semana, um dia antes de o governo anunciar novas medidas cambiais.

Outra forma de medir o nível da taxa de câmbio é utilizar a paridade de poder de compra (PPC), que considera uma cesta de produtos em cada um dos países.

É o caso do índice Big Mac, divulgado pela revista “The Economist”, que mede o preço do sanduíche nos EUA e Brasil em dólar e mostra um real sobrevalorizado.
O economista Flávio Samara, da consultoria LCA, utiliza também o PPC calculado pelo FMI. Nesse caso, a paridade estava perto do valor negociado no mercado no final de 2010 (R$ 1,66). Para dezembro de 2011, a projeção mostra uma taxa de R$ 1,71.

“Dependendo da metodologia, podemos ter uma leitura diferente. Acreditamos que o real está sobrevalorizado. O valor justo hoje seria mais próximo de R$ 1,70 ou R$ 1,75”, diz Samara.

Ele calcula ainda que, se fossem consideradas variáveis como fluxo cambial, preço de commodities e risco país, o dólar poderia cair para patamar de R$ 1,50, o que só não acontece por contas das intervenções e medidas cambiais do governo.


8 comentários

  1. CAÇADOR DE PETISTAS
    segunda-feira, 11 de abril de 2011 – 9:31 hs

    A “marolinha”, esta de volta. É obvio, que depois de uma necessária e tardia recuperação do crédito a partir do 2º mandato do Ditador Fascista Lula, a qual se tornou possível com a abundância de dólares no mercado, a partir de 2005, e com a redução da nossa taxa de risco, o POPULISTA LULA exagerou na dose e queimou quase todas as fichas do crédito, inclusive de forma ilícita, como mostra a reportagem do Estadão, razão pela qual o malaco Lula está sendo investigado pelo Ministério Público.

    Mas, e porque o malaco Lula não fez nada para conter a inflação? Curta e grossa é a resposta. Porque tais medidas não dão “ibope”. Desindexar a economia mexe com interesses, reduzir a meta de inflação exige austeridade do governo, reduzir o crédito significa reduzir o ritmo de crescimento, tudo o que Mentiroso Lula não queria, principalmente no ano das aleições pois, com tcerteza prejudicara a sua cândidat desqualificada Dilma. O pior é que os que sabem votar, pagam pelos imbecis que acreditaram nesta mentira chamada Lula.

  2. PT -DILMA- LULA E AS MENTIRAS
    segunda-feira, 11 de abril de 2011 – 9:37 hs

    A irresponsabilidade do desgoverno do mentiroso Lula da Silva, fica novamente clara aqui, pois a pressão inflacionária dava sinais já no final do governo PETISTA, não só pela forte demanda interna, acelerada desnecessariamente pela exagerada irrigação de crédito, como pelo aumento da demanda mundial. Aliás, o ministro Mantega já está jogado a culpa pela inflação no mercado internacional, mas o aumento da demanda do mundo por alimentos era mais que previsível.

    PT?, nunca mais.

  3. MAROLINHA?
    segunda-feira, 11 de abril de 2011 – 9:41 hs

    Pelo bem do Brasil, acima de qualquer interesse partidário, muito mais agora que o populista Lula da Silva esta fora do governo, apesar de deixar esta herança maldita que é a ameaça da volta da inflação, tomara que o esta mulçher que, foi empurrada goela abaixo, consiga frear mais esta tendência negativa da nossa economia, pois o controle da inflação foi nossa maior conquista desde a democratização, condição sine qua non para um crescimento sustentável.

    Lula e PT, nunca mais.

  4. marcio silveira
    segunda-feira, 11 de abril de 2011 – 9:41 hs

    Existe engano na informação – no início do plano real o dolar
    valia apenas R$ 0,94… –

  5. LULA O KARA -INFLAÇÃO DE VOLTA
    segunda-feira, 11 de abril de 2011 – 9:51 hs

    Eu já sabia desde do ano passado que isso iria acontecer, a despesas do governo eram altíssima para garantir a eleição de sua candidata, as pessoas são ingênuas com a euforia de gastos e se esquecem do inferno da inflação é terrível para os pobres, pois os pobres perdem mais com o aumento dos preços. Enquanto existir pessoas ingênuas que acreditam em mentiras de governos populistas tipo Lula a Silva, em época de elicão, o Brasil não ira pra frente. Penso que, chega de PT.

  6. gilberto
    segunda-feira, 11 de abril de 2011 – 12:31 hs

    sim senhores, toda essa crise mundial inclusive o terremoto no japão e as dificuldades dos paises europeus com certeza é culpa do PT, Lula e agora Dilma. Precisamos urgentemente um governo de direita totalitario no pais para salvar o mundo!!!!

  7. Silva
    segunda-feira, 11 de abril de 2011 – 16:22 hs

    Hoje , 11 de abril 2011 temos o dolar no paralelo a R$ 1,66..para qualquer pessoa com um minimo de 2 neuronios sabe que isto é uma ilusao !!! As pessoas estao felizes fazendo compras no exterior e no Paraguai ….o Brasil em 8 anos produziu algum milagre que justifique esse dolar tao baixo ?? Nao senhores !!! Tem sacanagem vindo aí !!! E das grandes …se nada for feito..quebramos daqui a 5 anos !!!

  8. Silva
    segunda-feira, 11 de abril de 2011 – 16:26 hs

    Os americanos estao imprimindo dolares SEM LASTRO e transformando em REAIS ….NINGUEM no mundo paga juros de 1% ao ANO !!! o BRASIL PAGA 6% LIQUIDO descontado a inflacao !!!! Uma mamata !!!!!
    Todo fundo de pensao..EUA , Argentina, Paraguai , Chile, Europa
    estao comprando titulos brasileiros para nos sugar e depois cair fora !!!

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*