STJ nega habeas corpus para promotora Deborah Guerner | Fábio Campana

STJ nega habeas corpus para promotora Deborah Guerner

Roberta Lopes da Agência Brasil

O Superior Tribunal de Justiça negou hoje (21) o pedido de habeas corpus para a promotora de Justiça, Deborah Guerner, e de seu marido, Jorge Guerner. O casal está detido na carceragem da Superintendência da Polícia Federal, em Brasília, desde ontem (20) pela manhã.

O ministro do STJ João Otávio Noronha negou o pedido de liminar ao casal, alegando que não há as informações necessárias para a análise da ilegalidade da prisão, como argumenta o pedido do advogado. Segundo o juiz, pesam contra o casal denúncias de extorsão qualificada, na qual há incidente de insanidade mental, cujas provas estariam sido forjadas pelo casal.


O pedido de prisão temporária foi motivado por suspeita de formação de quadrilha e falsificação de documentos, delitos que teriam sido praticados em São Paulo.

Eles também estão envolvidos nas investigações da Operação Caixa de Pandora, que desmontou um esquema de distribuição de propina entre empresários e o alto escalão do governo do Distrito Federal.


3 comentários

  1. José Diniz
    quinta-feira, 21 de abril de 2011 – 20:25 hs

    Promotora quantas pessoas você deu parecer contra ao habeas corpus??? Beba do próprio veneno. Não esqueça que depois de transitado em julgado e confirmado sua condenação, você perde o direito a cela especial. Ou seja, estará dividindo cela com gente que você prejudicou.

  2. Dizao
    sexta-feira, 22 de abril de 2011 – 13:49 hs

    Cadeia na Malaka

  3. sexta-feira, 22 de abril de 2011 – 14:19 hs

    Essa promotora é realmente louca.
    Louca de esperta…

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*