Sarney propõe novo referendo para discutir a questão das armas | Fábio Campana

Sarney propõe novo referendo para discutir a questão das armas

Da Agência Senado

Logo ao chegar ao Senado, na manhã desta segunda-feira (11), o presidente do Senado, José Sarney, disse que vai submeter às lideranças partidárias, a proposta de elaboração de uma lei que revise o Estatuto do Desarmamento (Lei 10.826/2003).

Sarney também disse ser possível a realização de novo referendo para tratar do desarmamento. Na última sexta-feira, a Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) defendeu a retomada da discussão sobre o desarmamento e sugeriu, inclusive, a convocação de um novo referendo.

“Desde o princípio, tenho dito a vocês que acho possível e acho que temos que tomar uma iniciativa nesse sentido. Vou tratar disso na próxima reunião com os líderes dos partidos para ver se nós imediatamente temos condições de votar uma lei modificando o que foi decidido no referendo, e fazendo um novo referendo”, afirmou o parlamentar.

Na consulta popular realizada em 2005, mais de 60% da população votou contra a proibição do comércio de armas de fogo e munições no país.

“O Rui Barbosa dizia que só quem não muda são as pedras. O que não se deve é mudar do bem para o mal e do mal para o pior. Nós estamos mudando do mal para o bem, de maneira que eu acho que a população vai ser sensível”, assinalou o presidente do Senado.

Sarney também elogiou a iniciativa do Ministro da Justiça de convocar uma reunião com organizações não governamentais para debater a realização de uma nova campanha do desarmamento.

“Acho que qualquer iniciativa no sentido de promover, de criar uma consciência nacional contra o desarmamento, é muito bem vinda. Toda vez que temos armas no país, evidentemente que elas têm por finalidade aumentar o crime”, afirmou.


29 comentários

  1. Joca Almeida
    segunda-feira, 11 de abril de 2011 – 17:53 hs

    Vamos retirar totalmente o direito a defesa utilizando arma de fogo do cidadão de bem. Para isso ser justo e também legal, o Estado deve ser resoponsabilizado com penas, indenizações, se não proteger o cidadão de bem. O bandido e o empresário poderoso incluindo altas autoridade e políticos , mantem ligações com a bandidagem. Na contra partida o poder estatal deve ser responsabilizado por danos ao cidadão e seus famíliares. O bandido chega na tua residência armado até os dentes e voçe ou morre quieto ou reage com as mãos limpas. Jogo desigual que todos nós estamos sujeitos.

  2. adoniran
    segunda-feira, 11 de abril de 2011 – 17:54 hs

    Armas não matam pessoas. Pessoas matam pessoas!

  3. Jean
    segunda-feira, 11 de abril de 2011 – 18:34 hs

    O Sarney tem que de atentar para saber quantos crimes foram cometidos no País com armas devidamente registradas que estão de posse de cidadões de bem que só as tem para defender sua família de uma possível violência contra seu patrimônio. pede se os dois .38 que o louco usou no Rio tinham registros. Desarmamento irá desermar o cidadão do bem, que cumpre com seus deveres e tem uma arma em casa para se defender dos bandidos e da ineficiência da policia. Desarmamento não. O que teriam que fazer sim é uma lei para que o cidadão que preencha os requisitos de segurança, aptidão física e mental e manuseio de armas, possa usar sua arma sem correr o risco de ser preso, por tentar ao menos de precaver da bandidagem que anda a solta e comanda o crime como querem.

  4. Laertes
    segunda-feira, 11 de abril de 2011 – 18:42 hs

    Por essa e por outras é que meu voto vai para qualquer lugar, menos para o PMDB, que virou um completo antro de imbecis.
    Já não houve o referendo? querem fazer quantos?…até conseguir o que querem? armas só para os seguranças de vocês?

    Não bastasse, o chiqueiro peemedebista está de volta com a recriação da CPMF, como se ainda não estivessem contentes com a carga tributária e as arrecadações recordes a afixiar a sociedade.
    Tá faltando verba para roubarem?

  5. Parreiras Rodrigues
    segunda-feira, 11 de abril de 2011 – 19:54 hs

    Pelo menos que se arme o policial que anda com um 38 e de parati enquanto o bandido se arma com 45 e com audi, mesmo que seja roubado.

  6. ENTREGA A SUA SARNEY
    segunda-feira, 11 de abril de 2011 – 20:25 hs

    Pessoas de bem, entregarem as armas é fácil agora, quero ver tirar as armas dos bândidos. Aposto que este malaco do Sarney, tem coleção de armas em sua propriedade, resta saber se vai entregar.

  7. Sandro
    segunda-feira, 11 de abril de 2011 – 22:25 hs

    É nauseante, verdadeiramente repugnante o oportunismo e a extrema canalhice da mídia e de alguns políticos em usar essa tragédia que vitimou tantas crianças inocentes e suas respectivas famílias como falso argumento para defender o indefensável, que é retirar a possibilidade de autodefesa do cidadão de bem, em prol de bandidos que jamais serão desarmados. Inclusive esse assassino louco não foi desarmado, afinal ele utilizou uma arma já ilegal há doze anos. Ora, se a arma era ilegal há tanto tempo assim, por que então a polícia não a retirou de circulação? Simplesmete porque é impossível e demonstra a verdadeira falácia que é esta balela do desarmamento. Portanto, proibição não funciona e pior, pode permitir que um cidadão de bem sofra as consequências nas mãos de um bandido, pois ficara à mercê dele, sem possibilidade de defesa. Imagina se nossa polícia não utilizasse armas como na Inglaterra, que apenas tem grupos especiais armados tão incompetentes inclusive que mataram aquele brasileiro, o Jean Charles, no metrô de Londres. Teria sido uma chacina muitíssimo pior. E se os professores estivessem portando armas legais, quantas vítimas inocentes poderiam ter sido salvas?
    Portanto senhores, apenas políticos canalhas podem servir-se de uma tragédia dessas para justificar esta nova tentativa de engodo da sociedade, ao tentar impor mais uma vez a malfada tese do desarmamento apenas do cidadão de bem!

  8. Maicon Santos
    segunda-feira, 11 de abril de 2011 – 22:48 hs

    Porque o ilustrissimo Dr. Sarney não anda com carros que não são blindados, Quero ver se os seus seguranças enfrentam os marginais com os dedos, pouca vergonha, bandido não tem AR 15 registrado, o povo que se lasque enfrentando bandidos. o país está a beira de um colapso de violência e estes imbecis não estão vendo. criar leis mais severas para os bandidos eles não se preocupam, o que tem que ser feito é colocar os presidiários para trabalhar, o maior castigo para vagabundo é o trabalho.

  9. Milton Santos
    terça-feira, 12 de abril de 2011 – 1:01 hs

    O desarmamento mdeveria ser promovido nos morros cariocas e Favelas desse Brasil varonil.
    Afinal de contas quem tem armas clandestinas não ~são as pessoas de bem.
    E grande maioria das pessoas de bem não moram nas favelas onde o tráfico de drogas e a criminalidade cresce assustadoramente.
    Portanto é so começar a trabalhar.
    Agora fazer referendo, é chover no molhado.

  10. Dizao
    terça-feira, 12 de abril de 2011 – 6:04 hs

    O problema do desarmamento da população, é que nao desarmam o marginal, nunca vi um marginal na fila pra devolver o “tres oitão”, à alegação é que bandido, consegue as armas de roubos de residências, mas será que ao assaltarem tais residências estava desarmados? ” balela” , a sociedade já deu a resposta sobre o assunto no último plebiscito. Deveriam ao invés de discutir materia vencida, atentar para a redução da menoridade criminal, fiscalização nas fronteiras, para apreensão de armas, não de pequenos sacoleiros, que lutam pra viver com dignidade. Usem a verba desse plebescito para intensificar o tráfico de armas, para saúde , educação, contra a corrupção SR. José Sarney, etc……… que saco!

  11. Dizao
    terça-feira, 12 de abril de 2011 – 6:05 hs

    errata “contra o trafico de armas”

  12. SAMURAI
    terça-feira, 12 de abril de 2011 – 6:07 hs

    O desarmamento no Brasil é uma piada de mau gosto.
    Desarma o cidadão comum como se fosse o único responsável pe-
    los crimes que continuam ocorrendo. Não sou a favor do porte de ar-
    mas, porém “limpando” a base da corrupção que se alastra no país.
    O grande exemplo disso são as armas de exclusividades do exército
    em poder dos bandidos e a livre fronteira onde entra o que quer para
    dentro do nosso Brasil. Até tanque de guerra se quizer …

  13. Caio
    terça-feira, 12 de abril de 2011 – 8:32 hs

    É simples. Votando a favor do desarmamento estamos devolvendo para o governo a responsabilidade da segurança pública. Eles querem que tenham armas e assim a coisa continua do jeito que está. Foi como alguém aí disse: O estado vai ter que começar a indenizar e isso é interessante do ponto de vista histórico. Vamos ter que nos avaliar como sociedade e buscar a transformação.

  14. CÉLIO RIBEIRO-SENGÉS PARANÁ
    terça-feira, 12 de abril de 2011 – 8:48 hs

    Imbecil, oportunista, duvido que seus capangas que disseminan o terror la no Maranhao vão andar desarmados. Restrição a armas legais so atinge o cidadão de bem, bandidos e loucos sempre vao ter a sua disposição armas ilegais. O que deveria fazer esse Senador, que esta a frente da politica do brasil a decadas, é fortalecer as Policias, fiscalizar as fronteiras e combater as armas ilegais. Os brasileiros ja disseram a Nação que nao abrem mao do seu direito constitucional a legitima defesa, mas com armas legais e registradas, bandidos nao usam armas legais e muito menos registradas, pensem muito bem nisso, a velha estrategia do pt de impor um desarmamento e depois um ditadura ao pais.

  15. Marcos
    terça-feira, 12 de abril de 2011 – 8:57 hs

    O Sarney quer aproveitar de uma situação que comove o país para tirar proveitos políticos, o que tem que se fazer é legalizar as pessoas de bem a possibilidade de usar uma arma, para defender seu patrimônio e sua família.

  16. Jaferrer
    terça-feira, 12 de abril de 2011 – 9:18 hs

    Sempre que acontecem fatos que chocam o país os velhos políticos que nada fazem aparecem com soluções mágicas; geniais ideias que nunca antes foram pensadas nesse país. Nós não temos um plano nacional de segurança; nossas polícias são mal armadas e, na grande maioria, mal preparadas e sujeitas à corrupção; existe pouca ou nenhuma coordenação entre os vários órgãos policiais em nível municipal, estadual e federal; nosso sistema prisional é um verdadeiro depósito e uma academia do crime e da corrupção; nossa justiça é lenta e encoraja a impunidade; nossas leis são brandas e o infame artifício da progressão de pena torna a punição inócua; muitas dessas leis são letra morta, jamais são cumpridas; nossos parlamentares que fazem as leis, na sua grande maioria, estão em débito com a justiça, quando já não foram condenados e aguardam em liberdade os infindáveis recursos que alimentam ainda mais a impunidade; a corrupção política vem de cima e se tornou endêmica no país; e, por fim, a sensação de insegurança tomou conta da sociedade que não vê nas autoridades uma solução viável. Aí aparecem esses coronéis Ribamar com suas brilhantes ideias que, prontamente, são confirmadas pelo ministério da injustiça que vive ao sabor dos acontecimentos sempre com discursos prontos, só discursos. Triste país este nosso onde a sociedade vota por impulso e depois não cobra dos eleitos as responsabilidades e a seriedade que o cargo assumido exige. Podem anotar, a violência e os discursos só vão aumentar daqui para a frete.

  17. ELOHIN
    terça-feira, 12 de abril de 2011 – 9:57 hs

    Quando se tira o direito do cidadão de ter sua defesa no mínimo tem de dar algo em troca e no caso ai seria o da segurança, coisa impensada hoje no Brasil , melhor pensando um pouco a quem interessa o desarmamento ? Há segurança publica? Creio que não pois os crimes cometidos com armas de fogo em sua maioria absoluta e de armas não legalizadas que são contrabandeadas pelas nossas fronteiras e não por armas registradas , e não me venham com a conversa de que armas roubadas em residências são a maioria porque não são, o crime bárbaro cometido por aquele louco não e regra por enquanto, um louco armado com arma de fogo entra em um colégio e faz horror , pergunto porque ele não foi a assembléia legislativa ou a prefeitura e fez isso , reposta por que e louco!!! E de louco esperar o que , só há uma solução segurança preventiva e isso só com educação que em nosso pais esta relegado a ultima instância

  18. Pá de Cal
    terça-feira, 12 de abril de 2011 – 10:11 hs

    Tantos assuntos urgentes e o velho “Coronel” quer retirar do baú um assunto já debatido, já votado e já em vigor, quanto custa aos cofres públicos uma medida dessa????? Quem sairia lucrando com isso????? Chega de palhaçada e vamos trabalhar bando de mortos bem vivos!!!!!!!

  19. jc
    terça-feira, 12 de abril de 2011 – 10:26 hs

    Deviam fazer um referendo para consultar os cidadãos sobre a redução do números de parlamentares e a extinção do senado federal. Que tal a idéia Sra. Presidenta?

  20. Prof. Luiz Gonzaga-Maringá
    terça-feira, 12 de abril de 2011 – 11:02 hs

    Caro Fabio, penso que a principal campanha de desamarmento, deveria ser ” O desarmamento da corrupção” gerenciada por Sarney e tantos outros em Brasilia. Pois a corrupção mata mais , do que todas as armas do barsil juntas e pior, mata aos poucos.

  21. Prof. Luiz Gonzaga-Maringá
    terça-feira, 12 de abril de 2011 – 11:03 hs

    em tempo corrigindo onde “Brasil”

  22. Joca Almeida
    terça-feira, 12 de abril de 2011 – 11:32 hs

    O “Coronel sem farda” Sarney e seus familiares, representam tudo o que não presta na política brasileira. É o que falei antes, os poderósos aliados com bandidos em beneficio próprio. E o povo que morra.

  23. Lorena Meyers
    terça-feira, 12 de abril de 2011 – 12:59 hs

    Só sei que Sarney foi o espelho de tudo que não presta no Brasil.
    Conseguiu ser pior presidente que o Collor.
    A corrupção comia solta como jamais visto e a incompetência atingiu seu ápice com a gente pagando selo pedágio para andar em estradas tão esburacadas que parecia ter havido uma guerra.
    Tudo que vem deste homem é pernicioso; é um câncer com mandato (aliás, falso, porque nunca foi do Amapá).

  24. Ditão
    terça-feira, 12 de abril de 2011 – 13:52 hs

    De novo essa ladainha. Vão fazer o tal do referendo até conseguir a aprovação? Isso é a democracia que se prega por aqui? É como o Chavez, faz plebiscito até ele ganhar. Aí quando ganha diz: viu como aqui tudo é democrático. Chega de palhaçada. Aposto que o senador mantém gente muito bem armada em suas propriedades. Invés de discutir desarmamento da população, vão tratar de mudar as leis brandas que vocês mesmos fizeram para se “proteger” e não serem caçados e expulsos dos cargos que ocupam. Não tem coisa mais importante para tratar neste país? “Coronéis” como o sr., senador, é que são culpados pelo que está ocorrendo no Brasil. Não me refiro a coronéis de carreira militar. Refiro-me aos srs. que vivem de galho em galho na política, não permitindo a renovação, buscando sempre uma “reeleiçãozinha” a mais, nem que tenha que ser por outro estado que não o seu. Gente que não larga o osso. Que insiste em nos chocar com suas idéias estapafúrdias, suas leis medíocres, suas colocações esdruxúlas, vergonhosas, seus salários absurdos em troca de um serviço de baixíssima qualidade. Peçam o boné e vão para casa. Poupem-nos da sua mediocridade e incompetência, ou melhor, de sua competência para massacrar a sociedade com impostos e mais impostos a fim de que vocês possam ganhar a montanha de dinheiro que ganham. Quando vocês compram votos para suas reeleições vocês estão alimentando esses sujeitos que acabam por causar tragédias semelhantes a essa que aconteceu a pouco. Quando vocês aprovam leis brandas para assassinos, corruptos, gente ordinária que não vale o que come, mas que ficam presos recebendo mais que um trabalhador que sua o mês inteiro para receber uma miséria. Senador, vai ver se eu estou na esquina, vai…

  25. Laercio Guimaraes
    terça-feira, 12 de abril de 2011 – 14:23 hs

    Concordo com Adoniran. Pessoas matam pessoas e podem ser de várias formas. Uma arma não sai sozinha do armário atirando.
    Que se comece educando melhor desde o berço até a velhice, ensinando valores morais e éticos e, principalmente honestidade.

  26. Mirian Waleska
    terça-feira, 12 de abril de 2011 – 16:41 hs

    Caramba, lá vem a ladainha das armas outra vez, bem agora que to economizando pra comprar uma AR15? isso não é justo! Porque não resolvem a parada das drogas no país/ se resolvessem a questão das drogas, automaticamente as armas não seriam mais problema, na verdade arma não é problema, o problema é com quem está a arma. Adianta desarmar o joão, o pedro, a mirian etc, tem que desarmar o bandidão, o assaltante, os cara do PT, enfim, esse assunto de quem pode andar armado é muito relativo porque penso que muito antes de uma arma ser disparada, vem a questão das drogas, da miséria, do desrespeito, da ilusão, da fome, da desigualdade, da violência, do desemprego, da traição. Existem mil formas de matar, tiro é só uma delas, pessoas matam pessoas sem nunca terem acionado um gatilho, o tiro na maioria das vezes é a consequencia e sempre o tratam como a causa. Sarney deveria se ocupar em sanar tudo o que causa a maioria dos tiros disparados em nosso país.

  27. joao
    terça-feira, 12 de abril de 2011 – 18:29 hs

    tinha que retira o sarnei ea tropa de ladrao de brasilia das rua isso sim

  28. RICARDO
    segunda-feira, 25 de abril de 2011 – 9:40 hs

    BOM DIA AMIGOS, O QUE VAMOS ESPERAR DE POLITICOS QUE ANDAM DE CARROS BLINDADOS E SEGURANÇAS PARTICULARES, PAGOS COM NOSSO DINHEIRO.

    A POPULAÇÃO TEM QUE PERCEBER QUE DA MAIS DINHEIRO DEFENDER VAGABUNDO, NÃO MUDANDO O CÓDIGO PENAL, PROIBINDO UM CIDADÃO DE BEM TER DIREITO DE DEFESA, TER DIREITOS HUMANOS PRA VAGABUNDO , DANDO BOLSA FAMILIA PRA VAGABUNDO QUE NÃO TRABALHA.

    SÓ QUE NA HORA QUE O CIDADÃO E SUA FAMILIA SE DEPARA COM UM CRIMINOSO, SUA MULHER E FILHA E ESTRUPADA E MORTA, NINGUEM FALA DE MUDAR LEI, ACABAR COM A CORRUPÇÃO, É DE INDIGNAR E SE INVERGONHAR DO NOSSO PAIS QUE POLITICOS QUEREM QUE A POPULAÇÃO SEJE IGNORANTE PARA ELES ROUBAREM A VONTADE.

    HOJE PARA INGRESSAR NUM CARGO SE FOR PUBLICO PRECISA PRESTAR CONCURSO, ENQUANTO ESTÃO ELEGENDO TIRIRICA UM IMBECIL COMO DEPUTADO.
    PRA VOCES VEREM QUE A COISA ESTÁ DO JEITO QUE O GOVERNO QUER, TEM UM IMBECIL QUE VOTA NUM CARA DESSE PORQUE É CONTERRANIO, JÁ QUE É DO NORDESTE QUE VAI FAZER MERDA E ROUBAR O POVO DE LÁ.

    QUEM TIVER UMA OPORTUNIDADE PROCURE NO NA NET, UM VIDEO DO ALEXANDRE GARCIA DA TV GLOBO BOM DIA BRASIL O UNICO QUE VI DEFENDENDO O DIREITO DE DEFEZA DO CIDADÃO ELE DIZ PRO SARNEY ENTREGAR A AS ARMAS QUE TEM E LEMBRA QUANDO FOI ARMADO COM UM 38 NUM COMPROMISSO PUBLICO, O PROGRAMA FOI EZIBIDO NO DIA 15-04-2011.

    AMIGOS UM FORTE ABRAÇO ESPERO QUE CONSIGUIREMOS VENCER ESTÁ CAUSA TÃO JUSTA.

    RICARDO TERRA – SÃO PAULO – SP
    EMPRESÁRIO

  29. Nathanael
    sexta-feira, 8 de julho de 2011 – 12:16 hs

    A constituição me garante q eu tenha segurança, cade ela? pago seguro de tudo para poder deixar os ladrões levar. q vergonha.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*