Prefeito viaja em carro oficial e filho de 15 anos é flagrado ao volante | Fábio Campana

Prefeito viaja em carro oficial e filho de 15 anos é flagrado ao volante

Do G1 PR

O Ministério Público abriu um processo para apurar uma viagem que o prefeito de Lindoeste (a 535 km de Curitiba), Sílvio de Souza, fez com um carro oficial do município. De acordo com o MP, o prefeito viajou com a família e quando o veículo em que estavam foi parado pela Polícia Militar, no interior de São Paulo, era o filho dele, de 15 anos, que estava dirigindo.

O destino da viagem era uma reunião em Brasília, mas foram comprovadas várias paradas para passeio com a família. Em um depoimento que Sílvio de Souza deu a polícia, ele disse que passou três dias em uma estância na cidade de Presidente Epitácio (SP). Além disso, o prefeito afirmou que pediu para que o filho assumisse a direção do carro porque ele estava passando mal.

“Essa viagem que eu fiz, não foi feito nenhuma diária, não foi feito nenhum pagamento da despesa, dessa viagem, em nome da prefeitura. O que aconteceu, foi essa infelicidade de eu passar mal. No caso de necessidade tive que pedir para o meu filho fazer isso”, disse o prefeito.

No processo do MP, Sílvio de Souza apresentou em defesa um atestado que cita uma crise de hipertensão e a receita de um medicamento. O carro, em que o prefeito viajou, foi apreendido, mas agora continua sendo dirigido por ele.

Na ocasião da viagem, quando Sílvio chegou à Brasília soube que a Câmara de Deputados estava fechada em recesso.

A Câmara de Vereadores de Lindoeste recebeu um ofício da promotoria do MP, vai investigar o caso e nas próximas reuniões deve decidir em votação se o mandato do prefeito será cassado.


5 comentários

  1. Marcão
    sábado, 30 de abril de 2011 – 21:49 hs

    Mais um que não vai dar em NADA!!!

  2. Dorival Selbach
    domingo, 1 de maio de 2011 – 9:48 hs

    Não que eu queira ser crítico do mal, mas o que a familia do prefeito ia fazer em Brasília? O interesse da dita reunião era do município e não da sua família. Se ele sofre de hipertensão como afirmou, por que não foi de õnibus ou avião? Outra coisa: sua assessoria( se é que tem uma), deveria informar eram os dias em que a Câmara Federal funciona e os dias em que não funciona. A defesa do alcaide é das mais infantis. Ele deve responder também, pelo crime de entregar a direção de um carro oficial a um menor sem habilitação. De que partido é este prefeito?

  3. voto nulo
    domingo, 1 de maio de 2011 – 15:53 hs

    prefeito, já ouviu falar em avião???????????????????

  4. Maria Eduarda
    segunda-feira, 2 de maio de 2011 – 9:28 hs

    Que viagem a Brasília porcaria nenhuma, ele só inventou isso depois que ele e o carro foram presos. É mais do que evidente que saiu com a família a passeio, usando o carro oficial e com toda certeza teria sim suas diárias remuneradas, ou teria o reembolso das despesas da viagem. A quem esse safado pensa que engana? Pode enganar a justiça que é cega, surda e muda, mas o povo ele não engana não.

    Este tipo de coisa é o que mais acontece, principalmente nos pequenos municípios do Paraná, já que os prefeitos são DONOS das Câmaras municipais, eles mandam e desmandam por ter sempre a maioria dentro do seu bolso, ou melhor, dentro dos cofres públicos. kkkkkkk

  5. Parnanguara envergonhado
    segunda-feira, 2 de maio de 2011 – 12:41 hs

    Olhe Maria Eduarda, não são só os pequenos municípios que sofrem desse mal dos prefeitos comandarem as Câmaras Municipais….

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*