Pessuti na Itaipu? | Fábio Campana

Pessuti na Itaipu?


Rumores indicam que a vaga de diretor jurídico da Usina de Itaipu, ocupada ontem por Nildo Lubke, já havia sido ofertada para o ex-governador Orlando Pessuti. Entretanto, Pessuti preferiu indicar seu ex-secretário de Ciência e Tecnologia para a função e esperar uma vaga no Conselho da Administração da Usina.

O diretor da Itaipu, Jorge Samek, faz hoje a primeira reunião com os conselheiros da Usina com a participação de um novo conselheiro, o vice-presidente nacional do PSB, Roberto Amaral, que entrou no lugar do ministro das Comunicações, Paulo Bernardo. São sete brasileiros e sete paraguaios. Para Pessuti entrar no Conselho, um deles terá que deixar a posição. Mas até o momento não há indicativo de substituição. Será que Pessuti consegue esta boquinha?


11 comentários

  1. Carlitos Esteves
    sexta-feira, 29 de abril de 2011 – 13:52 hs

    É um bom momento para questionar aos altos jetons recebidos por esses privilegiados conselheiros. Essas vagas em conselhos de administração de estatais e empresas de economia mista são utilizadas para “incrementar” os salários de ministros, presidentes de partidos e é também uma boa “boquinha” para ilustres desempregados. Uma reunião por mês, para ir tomar cafezinho e ficar em hotel 5 estrelas, e receber um salário de R$20 mil. Isso é melhor do que ser governador, conselheiro do Tribunal de Contas ou secretário de estado.
    O interessante é que ninguém questiona esses altos jetons, nem a imprensa, nem a oposição. Há uma espécie de pacto em relação a esse assunto.
    Sugiro a esse blog que publique a relação dos integrantes dos conselhos de administração da Copel, da Sanepar, Codapar, Itaipú, etc e os valores pagos a esses “eleitos”. Seria uma grande informação de utilidade pública.

  2. PROFESSOR
    sexta-feira, 29 de abril de 2011 – 14:18 hs

    CUIDADO, O PESSUTÃO FICOU NOVE MESES NO GOVERNO DO ESTADO!, DEU ESSE ROMBO ENORME! IMAGINE SE ELE COMO CONSELHEIRO QUE TIPO DE CONSELHO ELE VAI DAR?

  3. Trabalhar que é bom...
    sexta-feira, 29 de abril de 2011 – 14:58 hs

    Trabalhar que é bom este cara não quer, tomara que não consiga esta boquinha e finalmente vá bater o ponto na Emater…
    Folgadin.

  4. coveiro
    sexta-feira, 29 de abril de 2011 – 16:49 hs

    Estamos muito bem, um veterinário e político do baixo clero como diretor jurídico de uma empresa de energia.
    Este país tem que quebrar mesmo!

  5. Pão & Circo
    sexta-feira, 29 de abril de 2011 – 16:58 hs

    Mais fácil entrar nessa bocada via Paraguai.

  6. Gastão
    sexta-feira, 29 de abril de 2011 – 18:35 hs

    COLOCA ELE NO LAGO DE ITAIPÚ

    PODE SER QUE SE PROCRIE UMA NOVA QUALIDADE DE BALEIA. (QUE TAL ABALEIA CHUPA SANGUE).

  7. VERDADE
    sexta-feira, 29 de abril de 2011 – 21:54 hs

    Meu Deus! Diretor Jurídico um Veterinário? É o final dos tempos!

  8. João Paulo
    sexta-feira, 29 de abril de 2011 – 22:03 hs

    Mas o Pessuti não iria voltar a trabalhar na EMATER querida, onde é funcionário? Cria vergonha na cara e vai trabalhar, ganhar salário, larga mão de ser vadio.

  9. adriano esteves
    sexta-feira, 29 de abril de 2011 – 22:19 hs

    Fábio, não aguentei essa; a notícia de que o ex-padre Nildo Lubke tomou posse numa das diretorias daItaipu é uma afronta ao cidadão brasileiro.
    Esse individuo, desligado compulsoriamente da Igreja Católica, por maus costumes, andou aprontando feio na gestão Orlando Pessuti, quando ocupou a chefia de gabinete da vice-governadoria.
    Antes, na Secretaria de Planejamento, foi considerado o “terror das estagiárias”, pois cobrava um preço bem alto em termos de favores pela conservação dos seus empregos.
    Esse individuo é um pulha, verifique a ficha dele, jamais será um “ficha-limpa”. Xô, satanaz…

  10. SAMURAI
    sábado, 30 de abril de 2011 – 7:06 hs

    Sempre se ajeita um político em algum lugar. Quanto mais puxar o
    saco dos poderosos durante a “governança” mais sobrará para ele
    depois do afastamento. Político nenhum morre de fome. Ajeita-se …

  11. Anônimo
    sábado, 30 de abril de 2011 – 12:44 hs

    Esta notícia não tem fundamento algum. Para ser diretor jurídico, de qualquer lugar, é necessário ser advogado com inscrição na OAB, conforme o estatuto da advocacia. Só se o cargo foi oferecido para dona Pessuti, Regina.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*