Oposição precisa conquistar a classe média, afirma FHC | Fábio Campana

Oposição precisa conquistar a classe média, afirma FHC

Da Folha.com

Hoje na Folha O ex-presidente Fernando Henrique Cardoso defende uma revisão profunda da estratégia do PSDB e da oposição para voltar ao poder, informa reportagem de Daniela Lima, publicada na Folha desta terça-feira.

FHC critica política econômica e diz que Dilma é diferente de Lula

Em artigo que será publicado nesta semana, o tucano diz que a oposição deveria desistir de conquistar as camadas mais pobres do eleitorado e se conectar com a nova classe média.


13 comentários

  1. lgringo
    terça-feira, 12 de abril de 2011 – 15:00 hs

    De novo fhc esta se lixando para os mais pobres.
    assim foram os 8 anos de governo dos tucanos

  2. Interior do Paraná
    terça-feira, 12 de abril de 2011 – 15:23 hs

    FHC tem razao ao afirmar que o PSDB precisa novamente conquistar a classe média e explanar e convencer que os avanços economicos são frutos de um politica economica que não se iniciou no governo Lula e sim com o Plano Real no governo Itamar e a continuição da politica fiscal no governo FHC, com a Lei de Responsabilidade Fiscal, ajuste fiscais, saneamento do sistema bancário nacional, o que foi muito criticado na época mas hj se reconhece a solidez de nossos bancos e consequentemente a estabilidade do mercado de credito, além de outras políticas públicas, como: a transferencia de renda atraves de programas sociais, o PRONAF, o moderfrota, luz para o campo, avança brasil, genéricos, melhor programa de AIDS, Programa Saúde da Família, entre várias tantas outras ações…precisamos valorizar nosso passado e mostrar o que queremos para o futuro.

  3. Carlitos Esteves
    terça-feira, 12 de abril de 2011 – 16:27 hs

    O FHC quase acabou com a classe média no Brasil. Agora, que o governo Lula conseguiu não só segurar, mas ampliar o tamanho da classe média no país, vem o ex-presidente com o seu nhém-nhém querendo se usufruir dos resultados. Coisa de sociólogo de direita, representante dileto da elite, que promoveu o maior mensalão da história para conseguir a sua reeleição.

  4. Ernesto
    terça-feira, 12 de abril de 2011 – 16:27 hs

    FHC esqueceu de dizer que a nova classe média só foi possível graças ao LULA!

  5. Ernesto
    terça-feira, 12 de abril de 2011 – 16:28 hs

    O interiro se esquece de que o FHC quebrou o país 3 vezes, por 3 vezes foi ao FMI pedir ajuda! Falar é fácil, fazer é que são elas!

  6. Sandro
    terça-feira, 12 de abril de 2011 – 16:34 hs

    FFHH quer conquistar a classe média. Muito bem, então proponha uma reforma tributária, com a instituição de um novo IPMF (idéia tucana, do então ministro da Saúde), aceitaríamos que fosse de até 1,38%. No entanto, que se extinga ou, simplesmente para se manter o controle, diminua o IRPF para 2%. Assim, a União arrecadaria até mais do que hoje, em uma base maior (e não só da classe média), tendo que passar a participação do FPE e do FPM aos Estados e municípios, enquanto a classe média que já suporta um ônus tributário enorme e não tem a quem repassar, pois em sua maioria é assalariada e consumidora final de todos os produtos, estaria livre deste tributo pesadíssimo que significa o IRPF e de baixa arrecadação. Tal tributo, apenas serve para transferir renda da classe média para os mais ricos, através de financiamentos a fundo perdido ou com juros subsidiados pelo BNDES e para os mais pobres através do Bolsa Família e outros programas sociais.
    Com uma proposta dessa, como eu explanei acima, eu até pensaria em votar nele, porém, naquele presidente da década de 90 que reajustou apenas uma vez a tabela do IRPF, depois de muito choro e ranger de dentes da sociedade, nesse eu não voto mesmo!!!!

  7. antonio francisco da silva
    terça-feira, 12 de abril de 2011 – 17:27 hs

    não falar para o povão,eis a questão.parabens ao povão do qual faço parte ,que não tem dado importancia ao dicurso demagogico da oposição.

  8. carlos cervantes
    terça-feira, 12 de abril de 2011 – 18:39 hs

    Eu, como muitos, esperamos anos,e anos.Para ter um BRASIL UM POUQUINHO MENLHOR. Agora vem esse cara dizer que não quer falar com o povão,.nos somos o povão. Nova classe media construida com o povão, que sempre lutou por um pais melhor.sai fora pensante eletizado..

  9. CAÇADOR DE PETISTAS
    terça-feira, 12 de abril de 2011 – 21:07 hs

    IGRINDO e demais populistas com chapéu alheio.

    Não se trata de ter raiva de pobre afinal, ter um poder aquisitvo melhor, depende de vontade e trabalho. Tenho exemplo de pessoas que eram competamente miseráveis e com esforço, muito esforço conseguiram literalmente mudar de vida. Acredito que as oportunidades são para todos. Ficar coçando o saco nas esquinas “cuidando” de carros, e consequentemente ser pobre é uma opção. Não podem aqueles que batalharam e venceram, ficar sustentando esta corja de vagabundos. Este Governo miserável e populista quer arrancar o couro dos ricos para manter parte desta vagabundagem ás custas de bolsa família. FHC, tem razão, tem que ter alguem que pense na classe que trabalha e sustenta este tipo de desempregado opcional.

  10. tony
    terça-feira, 12 de abril de 2011 – 21:59 hs

    FHC está falando o óbvio, mas a tucanada não pensa assim. E será que a tucanada pensa alguma coisa? Pelo jeito não, escolhem cada candidato pra presidente, que parece insitirem em perder eleição. Tony

  11. luis gringo
    quarta-feira, 13 de abril de 2011 – 3:52 hs

    Classe média, aglomerado de milhões de seres humanos perdidos diante da avalanche destruidora do capital, é diante desta realidade que a classe média se encontra. Abraçar a transformação pelo socialismo-democrático-popular ou enterrar-se na destruição do planeta que o capital está impondo ao mundo todo, este, enfim, é o seu dilema que a mortifica!

  12. Sergio Silvestre
    quarta-feira, 13 de abril de 2011 – 9:13 hs

    Até para se expressar,é um bundão,que frase mais idiota,esta de mexer com os pobres ,este acabou de enterrar o psdb,se eu fosse o fruet correria destas coisas

  13. CAÇADOR DE PETISTAS
    quarta-feira, 13 de abril de 2011 – 11:47 hs

    Tem duas formas de ficar rico:

    Trabalhando honestamente ou sendo político.

    O PT, sempre tever raiva de rico mas, LULA, depois de 08 anos virou um dos homens mais rico do Brasil. Só o filho do Fascista, o Sr. Lulinha, ex jardineiro possui um capital aproximado de R$ 200,00 (milhões) de reais.

    Que coisa hein petezada.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*