Projeto de extinção de cargos recebe emenda com limite de valores | Fábio Campana

Projeto de extinção de cargos recebe emenda com limite de valores

O projeto de lei da Comissão Executiva da Assembleia que extingue 216 cargos comissionados recebeu duas emendas da Liderança da Oposição na sessão desta terça-feira (5). As emendas estabelecem limites máximos de remuneração para todos os cargos das comissões permanentes e blocos temáticos da Casa, assim como para as lideranças. A proposta volta à Comissão de Constituição e Justiça (CCJ).

A primeira emenda limita o teto dos oitos cargos somados da CCJ a R$ 40 mil mensais. Para as Comissões de Orçamento e Tomada de Contas serão três cargos cada, no máximo de R$ 22 mil mensais para todos os cargos somados. As demais Comissões Permanentes e Blocos Temáticos vão contar com dois cargos, sendo o limite de R$ 18 mil mensais para cada comissão ou bloco.

Já a segunda emenda adiciona ao projeto o limite de R$ 60 mil mensais para as lideranças partidárias e blocos. Segundo o líder da Oposição, deputado Enio Verri (PT), as emendas apenas formalizam o acordo já estabelecido. “As emendas vão dar mais transparência e contribuir com as medidas do presidente Rossoni. Estamos apenas deixando claro os valores e o limite das comissões com todos os cargos”, explicou.


2 comentários

  1. Maycon
    terça-feira, 5 de abril de 2011 – 19:02 hs

    A época em que a ccj era composta em sua maioria por estagiários, a verba ANUAL era cerca de 52mil reais, valor próximo do que será gasto em um mês com a nova administração.

  2. xereta
    quarta-feira, 6 de abril de 2011 – 12:47 hs

    Meu Deus do céu! Será que a pessoa não se envergonha de ganhar 40, 60 mil por mês, da verba vinda de dinheiro público, resultado de impostos pagos por cidadãos comuns que trabalham todos os dias com horario e tarefas a cumprir,? Será que dorme à noite depois de voltar para casa e ver pelas ruas crianças sem escola, idosos sem atendimento médico enfim, serviços nos quais esse dinheiro poderia ser usado?

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*