Em Curitiba menores se prostituem em troca de crack | Fábio Campana

Em Curitiba menores se prostituem em troca de crack

Marcelo Remígio, de O Globo

Início da tarde, bairro Parolin, Curitiba, reduto de prostituição infantil. A menor L., de 15 anos, usuária de crack aguarda mais um cliente próxima à esquina da Rua Brigadeiro Franco com a Travessa Livorno. Será o seu segundo programa de muitos em um único dia. O pagamento pelo serviço dependerá do cliente: R$ 10 ou pedras de crack.

A rotina imposta pela dependência é comum entre crianças, adolescentes e jovens de 9 a 18 anos, que se prostituem para conseguir drogas.
O ponto escolhido por L. para buscar clientes é estratégico. No local há um casarão centenário abandonado tombado pelo Patrimônio Histórico do estado do Paraná. O imóvel, que pertenceu à família que dá nome ao bairro, foi invadido por moradores de rua e hoje é usado pelos menores como prostíbulo, onde a moeda corrente mais comum é o crack. Os cômodos do térreo e o sótão são divididos pelos menores, uma parte para os programas e a outra para o consumo da droga.

A troca de sexo por crack ou R$ 10 para a compra de drogas também acontece em locais do Centro de Curitiba, nos chamados “muquifos”, quartos alugados para programas, e nos bairros Cajuru, Vila Verde e Cic, onde há áreas controladas por traficantes.
De acordo com menores usuários de crack, quem compra e não paga é ameaçado por traficantes. A punição é a mutilação de dedos.


6 comentários

  1. Cachimbo
    terça-feira, 19 de abril de 2011 – 10:46 hs

    Nós vemos nas ruas diariamente, falta AÇÃO DA POLÍCIA !!!

  2. Zangado
    terça-feira, 19 de abril de 2011 – 11:31 hs

    Eis a Curitiba já não Ecológica mas Cracológica … que os últimos prefeitos e governadores (e seus paladinos da segurança … kkk) fizeram de conta que não viram …

  3. xereta
    terça-feira, 19 de abril de 2011 – 11:49 hs

    Se existe esse tipo de prostituição é porque existe “freguesia”. Aí vcs me dizem do que se pode chamar o tipo de gente que procura esse tipo de serviço e pior, procura por meninas recem saídas da infância, as quais poderiam ser suas filhas?

  4. CAÇADOR DE PETISTAS
    terça-feira, 19 de abril de 2011 – 12:22 hs

    Este é o resultado de 08 anos de desgoverno Petista. R$ 50.bolhões para a Copa do mundo e Olimpiadas, tem dinheiroa, para investir em saúde, educação, segurança pública e políticas socias (sem demagogia e populismo)para tirar estes menores das ruas e das drogas, “NÃO TEM DINHEIRO”.
    O governo Petista é incompetente e populista.

  5. Marcio
    terça-feira, 19 de abril de 2011 – 16:31 hs

    Essas crianças são vítimas duas vezes. Vítimas da prostituição infantil e do vício do crack. Lamentável.

  6. azevedo
    sábado, 5 de outubro de 2013 – 5:27 hs

    Achar que o problema é por conta da ‘freguesia’ existente é ser leviano e simplista, afinal se pai e mãe cuidasse de suas crias e educassem direito, estas não buscariam nas ruas o que lhes falta!

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*