Cinco homens executados em Piraquara | Fábio Campana

Cinco homens executados em Piraquara


Cinco homens são amarrados e executados em chácara, entre eles ex-Secretário de Pinhais

Luiz Henrique De Oliveira, Marcelo Borges E Bruno Henrique da Banda B

Coisa de Cinema! Uma casa toda revirada e cinco homens amarrados e mortos, todos com tiros na cabeça, sendo três das vítimas com disparos nos olhos. Foi com esta cena chocante que a Polícia Militar se deparou em uma casa, que pertence a um loteamento de chácaras, localizado perto da Estrada Nova Tirol, bairro Capoeira, em Piraquara, região metropolitana de Curitiba, em plena madrugada de sábado santo (23).

Segundo a polícia, a área foi loteada há pouco tempo pelo proprietário do Pesque Pague Léo Grando. Por volta das 21h desta sexta-feira, uma moradora da pacata região ouviu disparos. No início da madrugada deste sábado um familiar sentiu falta de uma das vítimas e foi até o imóvel, no qual viu a cena inacreditável de fora da casa por uma das janelas. As vítimas foram identificadas de forma extra-oficial, como os irmãos Antonio Luiz Carvalho Grando (43), conhecido como “Toninho”, e Jorge Roberto Carvalho Grando (53), além de “Gilmar” e Albino Silva, que seria funcionário da Sanepar. O quinto homem identificado nesta manhã é o agente penitenciário, Valdir Vicente Lopes.

Jorge, de acordo com moradores da região, seria ambientalista e ex-Secretário do Meio Ambiente de Pinhais. Um blog dele na internet mostra que é integrante da Associação Paranaense de Preservação Ambiental do Rio Iguaçu e Serra do Mar. A motivação ainda é um mistério para a polícia, afinal os cinco homens eram trabalhadores conhecidos da região.

A Tenente Caroline do 17° Batalhão da Polícia Militar atendeu a ocorrência e descreveu o que viu à Banda B. “Cinco homens amarrados, mãos nas costas, de bruço, sem testemunhas por ser um local ermo. Até o momento não temos informação nenhuma sobre as motivações. Tivemos pouco contato com os corpos para não atrapalhar a criminalística. A presença dos veículos das vítimas no local deixa de lado a questão de latrocínio”, disse ela. (Ouça o áudio clicando no ícone acima)

“É inacreditável”

Os poucos moradores da região estavam assustados com a chacina. O dono de uma das chácaras, que pediu para não ser identificado, se mostrou intrigado com a situação. “Nunca imaginei ver isso acontecer por aqui. Três ali eu conheço e são trabalhadores, estou nervoso com isso, um deles já fez projetos comigo, comentei com a minha esposa porque não consigo entender”, relatou.

Já um vigilante, que também teve sua identidade mantida em sigilo, afirmou conhecer o ambientalista Jorge Grando, uma das vítimas da chacina. “Conhecia o Jorge e era um cara boa praça, que sempre ajudava as pessoas, não tem como imaginar uma motivação para isso, é inacreditável. A gente que é de bem fica assustado com estas coisas”, contou.

A Delegacia de Piraquara investiga este caso chocante e tenta buscar provas para saber o responsável e sua motivação para cometer este crime bárbaro.


12 comentários

  1. jr
    sábado, 23 de abril de 2011 – 14:46 hs

    Isso mostra que a segurança esta uma Maravilha.
    Enquanto a Policia não tiver melhores Salarios e condiçôes de trabalho dificilmente a criminalidade ira baixar.

  2. Luiz Carlos
    sábado, 23 de abril de 2011 – 17:18 hs

    Tenho certeza absoluta (sem ser gênio) que este crime foi cometido por bandidos que já foram presos varias vezes pela policia, mas que também foram soltos varias vezes sem cumprir a pena pelos seus crimes. Isto fica provado mais uma vez, que não adianta encher as ruas de policia, já que a policia ta fazendo a sua parte e o poder judiciario não esta fazendo a sua (é lógico em algumas vezes a propria lei não ajuda). OBS: Tenho certeza também que a nossa policia que é tanto desvalorizada pelos “entendidos” em segurança publica vai desvendar este crime barbaro; os bandidos serão presos, serão soltos mais uma vez, e pasmem senhores: voltarão a cometir crimes novamentes, e novamente vem os politicos com a desculpa de que faltam policiais nas ruas e aproveitam o embalo para se alto promoverem politicamente, com suas idéias furadas.

  3. JJP
    sábado, 23 de abril de 2011 – 18:05 hs

    Queremos seguranca publica!!!!!
    Estamos cansados de tanta violencia!

  4. Milton Santos
    sábado, 23 de abril de 2011 – 18:16 hs

    Qualquer gênio sabe que existe caroço nesse angú.
    Não foi assalto, nem aquí nem na China.
    Esse fato de terem desarrumado tudo, não quer dizer que foram assaltados.
    O fato de alguns terem levados tiros nos olhos, deixa claro que foram mortos um a um para que num ato de aterrorizar os últimos a contar ou declarar algo que interessava a eles.
    Uma reunião de 5 homens numa casa, para fazer o quê,
    Jogar caixeta é o que não era.
    Algo estava sendo discutido alí e quem estava lá não concordou com o trato que estava sendo feito.
    Depois me diga se não foi.

  5. Mustafah
    sábado, 23 de abril de 2011 – 18:31 hs

    Não estou entendendo, os homicídis não cairam??????

  6. jr
    sábado, 23 de abril de 2011 – 21:45 hs

    O que esta caindo são pessoas

  7. Daniela
    sábado, 23 de abril de 2011 – 22:07 hs

    Milton realmente é o que parece…mas é muito triste estas injustiças acontecendo..eram pessoas do bem, eu os conheci profundamente, pessoas iluminadas, estremamente espiritualizadas, pessoa de boa índole, pelo menos os irmãos Grando.Estavam sempre em busca do bem e arriscando suas vidas.. Leiam seu blog Jorge Grando ambientalista.

  8. Anônimo
    domingo, 24 de abril de 2011 – 2:00 hs

    triste muito triste sei q ali tinham pais de familia do bem o meu Deus qdo vamos perrceber q o mal esta instaurado

  9. Povo
    domingo, 24 de abril de 2011 – 2:02 hs

    Caro Milton Santos,não faça um comentário maldoso como este,eu conheço a chácara do Jorge,é um lugar simples,assim como ele sempre foi,simples,honesto,bom,humilde,trabalhador e com um ideal voltado para o meio ambiente,sua casa tem uma cerca baixa,com o portão sempre aberto,uma pequena casa onde ele morava com cerca de 60 metros quadrados,um pequeno galpão já na entrada onde ele,seu irmão e tres vizinhos faziam um churrasco,seus projetos eram simples e de grande valor,tais como tratamento de esgoto com raízer de plantas,coleta de água da chuva,compostagem de lixo já em prática em alguns supermercados,ajudou a recolocar uma tribo indigena,isso mesmo,pasme mas ele fez isso,doou 25 alqueires na região e relocou uma tribo que não tinha onde morar,tanto é que ele criava um menino indio,hoje com 5 anos,eu tive a oportunidade de ver esse menino na sua chácara andando a cavalo,sozinho e no pelo,tive a oportunidade de conhecer esse cidadão de bem,e de ser seu amigo…Esperamos justiça,pois além de um cidadão de bem,perdemos um grande defensor do meio ambiente.

  10. domingo, 24 de abril de 2011 – 12:18 hs

    Ao amigo Jorge Grando…

    Fica nosso breve adeus… porém não ficaremos calados e não deixaremos impune, este tão terrível assassinato a sangue frio…

    Jorge, amigo… ecologista… homem do bem, que sempre lutou por causas nobres… que sempre esteve nestes ultimos 30 anos em busca do bem maior, que foi o de construir novas práticas ambientais e sociais, em Piraquara e Pinhais… lutador quantomais da defesa das aguas…

    Meu amigo, em nome de todo o movimento ambiental do estado do paraná… te honramos… te homenagemos…

    Tu deixa um vazio… mas deixa a certeza de que continuaremos na frente de batalha…

    Que os anjos do altissimo te cubram de cuidados…

    Adeus…

    de seu amigo e irmão de luta

    Juliano Bueno de Araujo
    Presidente da Fundação ANINPA Brasil
    Presidente da FEPAM Federação Paranaense de Entidades Ambientalistas
    Coordenador da UNEAP Regiao Metropolitana de Curitiba
    Conselheiro do CMMA Curitiba

  11. jr
    domingo, 24 de abril de 2011 – 12:49 hs

    Um dia pisam no seu jardim e vc não fala nada
    Outro dia cortam suas flores e vc não faz nada
    Outro dia quebram a sua vidraça e vc não faz nada
    Outro dia entram e sua casa e maltratam sua familia e roubam seus pertences e vc não faz nada.
    Outro dia entram e matam vc e sua familia.
    Isto é o que esta acontecendo com a segurança pública no PR.

  12. cris
    domingo, 24 de abril de 2011 – 16:26 hs

    Eu acho que mandaram matar mesmo , nem bandido faz isto é crime de vingança..muito estanho isto, tomara que ache os culpados e prendem pra sempre… 50 anos no minimo…. se fosse nos Estados Unidos coitados dos bandidos seria letal. qua tal Dilma mudar a nossa Lei…no brasil? O Brasil o PAÍS DA IMPUNIDADE….chega estamos cansados… dessa impunidade….

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*