Cerca de 400 servidores estaduais se mobilizam | Fábio Campana

Cerca de 400 servidores estaduais se mobilizam

Do Blog da Joice

Cerca de 400 servidores estaduais fazem uma mobilização na tarde desta sexta-feira (08), em frente ao Palácio das Araucárias, para pedir melhores condições de trabalho. A pauta de reivindicações é extensa, mas o principal pedido da categoria é em relação ao reajuste salarial. Segundo a coordenadora do Fórum das Entidades Sindicais e também presidente da Associação dos Professores, Marley de Carvalho, todos os setores, como saúde, precisam de modificações.

Depois da mobilização está marcada uma reunião com o secretário da Administração, Luiz Eduardo Sebastiani. Ele ficou de revelar o percentual proposto pelo governo para cumprir a lei da data base da categoria. Marley Carvalho afirma que caso não haja acordo, os servidores podem entrar em greve. A mobilização será nesta sexta-feira, a partir das 14h, em frente ao Palácio das Araucárias.


2 comentários

  1. Qual o papel do Estado ?
    sexta-feira, 8 de abril de 2011 – 5:47 hs

    Observa-se grande massa de transitórios na administração pública, como o caso dos comissionados, adicionados ao grande número de estagiários, que na verdade respondem por setores importantes da estrutura pública.
    Carente de um efetivo permanente para dar cabo do papel do Estado, a administração estadual vive historicamente improvisando sem atingir objetivos de maneira efetiva. Há décadas, estamos convivendo com a vergonha da Aftosa nos rebanhos, crianças e famílias penando por falta de creches, delegacias superlotadas de presos sendo usadas como presídios, escolas precárias e doenças como a dengue dominando e matando gente. Sem falar do IML e dos flagelados do litoral, avisados que as doações não chegam a eles por falta de distribuidores.
    O salário é fundamental e deve ser decente e garantido pela constituição e aplicado sem o jogo de dados fabricados ano a ano. Mas, há tantas discrepâncias dentro do quadro de servidores, a ponto de se impor uma nova regulamentação, por força constitucional, regulamentando, com isonomia, todas as carreiras dos servidores. O reajuste constitucional dos policiais virou “batata quente”, como se fosse uma surpresa ! Luiz Eduardo Sebastiani, como servidor, administrador competente e agora secretário, sabe muito bem de tudo isto.
    Como operar os serviços púbicos sem gente suficiente e feliz com seus atributos ?
    É de se imaginar, que no contrato de gestão da área de RH do governo, existam medidas concretas para gerir, mediante cronograma, as soluções para a eficácia dos serviços públicos paranaenses. E isto deve ser divulgado.

    CLOVIS PENA –

  2. Joca Almeida
    sexta-feira, 8 de abril de 2011 – 11:22 hs

    Justa está demonstração dos nossos servidores. AGORA!
    Uma pergunta que me SUFOCA a cada instante. Após 35 anos de todo tipo de PERSEGUIÇÃO covarde contra os Fazendários do Paraná, QUANDO esta laboriósa classe vai REAGIR? Até quando está COVARDIA desenfreada contra os Fazendários vai perdurar? De todas as siglas partidarias que ocuparam o governo do Paraná, qual vai falar a VERDADE e AGIR em favor dos Fazedários? A classe é pequena, pois muitos já se aposentaram ou morreram. Vai ser assim com TODOS? Com a palavra os FAZENDÁRIOS DO PARANÁ.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*