Assembleia esclarece denúncias | Fábio Campana

Assembleia esclarece denúncias

A Assembleia Legislativa emitiu a pouco uma nota de esclarecimento sobre a demissão do diretor administrativo. Leia na íntegra:

A Presidência da Assembleia Legislativa do Paraná reafirma que não irá recuar um milímetro sequer no processo de moralização e de transparência em curso na atual gestão deste Poder. A recente denúncia de irregularidades envolvendo a contratação da mãe do ex-diretor administrativo Altair Carlos Daru já está sendo investigada pela Mesa Executiva e pela Procuradoria-Geral da Casa.

Tão logo informado do caso, o presidente Valdir Rossoni determinou rigor e celeridade na apuração dos fatos, além da demissão do ex-colaborador para que não pairem quaisquer dúvidas sobre a lisura do processo investigativo.

Ao deixar claro que não se trata de um julgamento antecipado, nem reconhecimento, a princípio, de que tenha havido qualquer fraude praticada pelo diretor afastado, Rossoni pondera que a providência é necessária para a fiel apuração da verdade. Ele estranha, entretanto, a ausência de documentos oficiais que comprovem a nomeação, ainda que irregular, da sra. Hellena Luiza Valle Daru.

Há dois dias, quando informado pela Receita Federal sobre a situação, Rossoni frisa que determinou o levantamento dos registros dos atos administrativos que teriam levado à nomeação e posterior exoneração de Hellena Daru. Tudo o que consta em um Diário Oficial é a indicação de um número de protocolo. Este, porém, se refere, na verdade, à compra de uma passagem aérea.

A mãe do ex-diretor nunca foi funcionária do Gabinete do deputado Valdir Rossoni. Sua nomeação não passou pelo conhecimento, nem pela autorização do parlamentar, e foi ela mesma quem procurou a Receita Federal para denunciar a situação irregular em que se encontrava, quando dela tomou conhecimento.

O procurador-geral da Assembleia Legislativa, Luiz Carlos Caldas, está trabalhando na análise do caso e já consultou todos os protocolos referentes ao dia 20 de julho de 2005, suposta data da exoneração. Como aconteceu com a nomeação, nada foi encontrado relativamente à exoneração.

O presidente Valdir Rossoni salientou a importância das medidas saneadoras da Casa, destacando que o episódio em questão só confirma a completa desorganização existente anteriormente no Legislativo, quando era possível nomear qualquer pessoa em qualquer gabinete ou departamento, sem o rito administrativo correspondente.

“Desde o dia 2 de fevereiro isso não acontece mais. Todos os atos desta Casa, desde então, são absolutamente claros e seguem os padrões da legalidade, da moralidade e da transparência. A opinião pública, que nos apóia irrestritamente, pode ter certeza de que continuaremos nesta cruzada. Não iremos recuar um milímetro. Quem tem interesse na volta do famigerado modelo antigo, está perdendo seu tempo. Esta Assembleia ainda será reconhecida, dentro de pouco tempo, como a melhor Assembleia Legislativa do Brasil”, promete.


11 comentários

  1. CÉLIO RIBEIRO-SENGÉS PARANÁ
    sexta-feira, 29 de abril de 2011 – 12:58 hs

    NOS SEU ELEITORES DO MUNICIPIO DE SENGÉS, ACREDITAMOS PIAMENTE NA LISURA DO DEP ROSSONI. SE EM 8 ANOS DO MANDATO DO REX GORV REQUIAO NADA FOI ENCONTTRADO CONTRA ELE, NAO SERIA AGORA, DEPOIS DE MEXER COM INTERESSES DE PARLAMENTARES PODEROSOS, QUE IRIAM ENCONTRAR. ROSSONI, FÉ EM DEUS E PÉ NA TABUA, OS VERDADEIROS CORRUPTOS VAO APARECER. COINFIAMOS EM TI.

  2. Antonio
    sexta-feira, 29 de abril de 2011 – 14:17 hs

    Essa sempre foi uma prática na Assembléia. Agora só precisam divulgar a conta em que o dinheiro do salário era depositado, pois descobrir o escândalo foi até fácil, agora precisam recuperar o dinheiro, não acham?

  3. Henrique
    sexta-feira, 29 de abril de 2011 – 14:39 hs

    Eu quero voar no avião do DARU, me leva por favor

  4. De olho aberto
    sexta-feira, 29 de abril de 2011 – 16:29 hs

    rossoni isso ígual a batom na cueca

    nao tem explicacao

  5. SAMURAI
    sexta-feira, 29 de abril de 2011 – 16:53 hs

    Não existiria nenhuma falcatrua na Assembleia Legislativa se existis-
    se o cumprimento da lei. Que moral tem os governantes criadores das
    nossas leis se eles próprios não as respeitam ?
    Na verdade a história do lobo no galinheiro está mal contada.
    Não contaram que existem milhares de lobos e bilhões de galinhas.
    Como sempre sobram milhões de galinhas não se nota muita falta !!

  6. Julio dos Santos
    sexta-feira, 29 de abril de 2011 – 17:02 hs

    COM CERTEZA É UMA ARMAÇÃO DAS FORÇAS OCULTAS… ALGUEM COLOCOU O FUNCIONÁRIO NO SEU GABINETE EM 2003 APENAS PARA LHE PREJUDICAR EM 2011 QUANDO VC FARIA A LIMPA NA ASSEMBLEIA… A POLICIA FEDERAL TÁ DE PERSEGUIÇÃO… ISSO É INTRIGA DA OPOSIÇÃO… OS 25 MIL REAIS SAIAM DA COTA DO SEU GABINETE SEM QUE VC PERCEBESSE

  7. JOANA
    sexta-feira, 29 de abril de 2011 – 17:09 hs

    E AGORA REISSONI?????

    TELHADO DE VIDRO…

  8. Gustavo
    sexta-feira, 29 de abril de 2011 – 17:11 hs

    TELHADO DE VIDRO!!!!!!!!

    ROSSONI, MELHOR NÃO INVESTIGAR MUITO NÃO!

  9. ita
    sexta-feira, 29 de abril de 2011 – 17:19 hs

    Se o Rosoni não tiver nenhuma culpa é só ele provar isto pedindo para a Policia Federal e o Ministério Público federal investigar e ele mesmo pedindo a quebra do seu sigilo bancario, fiscal e telefônico.
    Quem não deve não teme.
    Seria uma demonstração de que ele não deve nada e que é honesto.
    Para um resultado positivo com todas as informações necessárias também seria necessário a quebra do sigilo bancario, fiscal e telefônico, de todos os atuais e ex vereadores e de todos os funcionários e comissionados da Assembéia.

  10. Projeções
    sexta-feira, 29 de abril de 2011 – 17:44 hs

    Ah… então tá bem explicadinho…

    Que beleza.

    Afasta o Deputado Daru e tudo resolvido.

    O dinheiro nem precisa devolver, afinal R$330 mil é dinheiro de pinga!

  11. SYLVIO SEBASTIANI
    sexta-feira, 29 de abril de 2011 – 18:35 hs

    Se nada foi encontrado na nomeação da funcionária, então ela recebeu salários, fez declaração de Rendas e não foi nomeada por Decreto? Isso Presidente deputado Valdir Rossoni é um fato maior ainda para ser apurado pela Policia Federal e Receita Federal.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*