24 fogem de delegacia superlotada na Lapa, dois foram recapturados | Fábio Campana

24 fogem de delegacia superlotada na Lapa, dois foram recapturados

Luiz Henrique de Oliveira e Bruno Henrique da Banda B

Uma delegacia deteriorada e superlotada na Lapa, interior do Paraná, viu quase metade de seus presos fugirem na madrugada deste domingo. 24 dos 50 detidos escaparam após um buraco ser aberto na lage da distrital, destes, dois foram recuperados nas imediações do município. O detalhe é que a delegacia comporta no máximo 18 presos.

“Foi feito um buraco na lage, usaram uma broca, ainda não sabemos precisar como isso chegou até os detidos. Foi por volta das 4h da madrugada, saindo da lage eles pularam a grade. No ano passado teve outra fuga do mesmo jeito, só que conseguimos deter quem fugiu. Até tinham policiais no momento da ocorrência, só que não viram nada”, relatou à Banda B, o investigador Ivan, da Delegacia da Lapa.

O investigador descreveu que os evadidos em sua maioria são presos da região e respondiam por crimes como furto e tráfico de drogas. “Até fizemos um orçamento para arrumar esta lage, só que como a nova delegacia está quase pronta, acabou sendo deixado em segundo plano”, detalhou.

Policiais da Lapa agora intensificam as buscas pelos 22 presos que estão foragidos nas proximidades do município.


4 comentários

  1. segunda-feira, 25 de abril de 2011 – 18:41 hs

    JÁ ESTA COMEÇANDO IGUALZINHO COMO QUANDO ERA
    O LERNER
    UMA OU DUAS FUGA POR DIA
    E NADA FAZEM

  2. Sergio Silvestre
    segunda-feira, 25 de abril de 2011 – 20:33 hs

    Esses são os que fogem,todos pés de chinelo,e os que não precisam fugir,estão todos em volta do centro civico eo palacio da justiça

  3. anonimo
    terça-feira, 26 de abril de 2011 – 10:46 hs

    Mas as fugas no governo anterior não era por incompetência do Sec.de Segurança.?????????????????

  4. Inv. Londrina
    terça-feira, 26 de abril de 2011 – 11:03 hs

    Enquanto isso em Londrina,

    380 preso no 2dp

    só esperando o bomba estourar…

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*