Um ano sem reajustes e sem concursos | Fábio Campana

Um ano sem reajustes e sem concursos

Da Agência Brasil

O corte de R$ 50 bilhões anunciada pelo governo atinge os interessados em ingressar nos quadros do funcionalismo público. Segundo a secretária do Orçamento Federal do Ministério do Planejamento, Célia Correa, “não vai ter concurso público nenhum este ano. Todos os concursos serão postergados”.

– Até mesmo aqueles que tinham sido realizados e não tiveram curso de formação concluído, também serão postergados – afirmou a secretária.

A medida também atinge as nomeações previstas para este ano. A reprogramação fiscal prevê a redução de R$ 3,5 bilhões em novas contratações para este ano.

Em entrevista coletiva nesta segunda-feira, os ministros da Fezanda, Guido Mantega, e da Planejamento, Miriam Belchior, detalharam que áreas serão afetadas pelos cortes .

Reajustes salariais também não serão concedidos como forma de manter as contas no azul. O aumento para o Judiciário também ficou de fora das previsões.

Apenas os magistrados tiveram o aumento de 5,2% computado no Orçamento de 2011.
– Reajustes já formalizados não têm como não cumprir.


13 comentários

  1. Tarzan
    terça-feira, 1 de março de 2011 – 8:53 hs

    Já to com saudade do Lula.Os doutores medraram.

  2. bimbo
    terça-feira, 1 de março de 2011 – 9:07 hs

    Ué… mas o sapo barbudo disse que o Brasil só passou por uma “marolinha”, pelo jeito a coisa não estava tão maravilhosa assim, tamo fú…

  3. Motoqueiro Infernal !
    terça-feira, 1 de março de 2011 – 9:31 hs

    Isso mesmo, agora vamos reduzir o número de senadores e deputados federais… talvez até sobre uma grana.

  4. Perplexo
    terça-feira, 1 de março de 2011 – 9:36 hs

    A imprensa, ministério público e os políticos deveriam investigar a fundo o porque do suposto ROMBO.

    Não é possível que o governo passado deixe uma dívida desse valor e nada seja feito.

    Nenhuma linha de investigação visando recuperar os prejuizos até agora!

    Cade a JUSTICA

  5. sarna
    terça-feira, 1 de março de 2011 – 10:02 hs

    Bão. No Paraná o culpado pelo rombo nas contas é o Requião. No Brasil de Dilma, quem será?

  6. DO LITORAL
    terça-feira, 1 de março de 2011 – 10:13 hs

    A PRESIDENTE DILMA COMEÇA A ANDAR COM SUAS PRÓPRIAS PERNAS SAINDO DA SOMBRA DO LULA.
    SÃO AÇÕES ANTIPOPULARES MAS QUE SÃO NECESSÁRIOS PARA O DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL DO PAÍS.
    DIFERENTE DO TUCANO BETO RICHA, QUE FEZ PROMESSAS AOS EDUCADORES, A NÃO PRIVATIZAÇÃO DE ALGUNS SETORES E NO ENTANTO, NÃO CONSEGUE EMPLACAR UM MANDATO COM SERIEDADE E RESPONSABILIDADE. LOGO COMEÇAM AS GREVES E DAÍ CAEM AS MÁSCARAS.

  7. jose
    terça-feira, 1 de março de 2011 – 10:32 hs

    Cortes nas verbas;

    Corte no PAC;

    Cancelamento das compras dos caças;

    Zero de reajuste salarial;

    Sem concurso público;

    Dilma na Globo (PIG)!!!!

    kkkkkk chora petezada…

  8. Sonho Meu...
    terça-feira, 1 de março de 2011 – 11:54 hs

    Sobrou p/ o povo que estuda, quer trabalhar!!!!

    Povo Burro, só pensa em Carnaval, deveria ir as ruas protestar pelos rombos do governo com NOSSO!!! dinheiro….

  9. antonio francisco da silva
    terça-feira, 1 de março de 2011 – 12:14 hs

    mas que legal.Agora eu quero ver a cara dos dos funcionarios puxa-saco que votaram em beto desmerecendo o que conquistaram no governo requião

  10. Ed
    terça-feira, 1 de março de 2011 – 13:20 hs

    Quem afundou o Estado, não foi o Beto e nem o Hauly, mas sim o Requião e o Pessutti, mas como o povo é tolo e não tem memória, querem acusar o Beto pelo rombo no Estado. O homem está no governo há 60 dias! Já é diferente do caso Lula e Dilma, pois estes dois, já compactuavam do poder há muitos e muitos anos. Vamos ter um pouco de paciência e logo as finanças do Paraná estarão em dia!

  11. Carlos Eduardo
    terça-feira, 1 de março de 2011 – 14:08 hs

    Posso jurar, que enquanto eu sustentava o contrário, observei diversas bancadas de concurseiros ignorantes afirmando que caso o SERRA ganhasse, diríamos adeus aos concursos públicos.

    Gostaria de saber o que pensam agora.

  12. antonio carlos
    terça-feira, 1 de março de 2011 – 20:10 hs

    Deixem choradeira, parece que não sabem que houve reclassificação no ano passado. Se os servidores estaduais, pelo menos os da Saúde, fossem pagos pelo que trabalham, morreriam de fome. Tony

  13. Sou Brasileiro e Não Desisto
    quarta-feira, 30 de março de 2011 – 1:56 hs

    Isso é estelionato eleitoral, pois o candidato Jose Serra já nos tinha alertado sobre isso em 2010.
    Portanto, Ela é mais uma mentirosa como os demais, pois durante a campanha desmentiu o Serra e disse que não mexeria com isso, que daria sequencia ao que já estava planejado e manteria todos osprogramas.
    Como vemos, não é só aqui na Província do Paraná que não se cumpre as promessas de campanha, cadê os 26% dos professores?

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*