Sob a proteção de Deus! | Fábio Campana

Sob a proteção de Deus!

Do Blog da Joice Hasselmann

Depois da reclamação de deputados estaduais, as sessões da Assembleia voltaram a começar com a frase: “sobre a proteção de Deus”. A leitura é feita tradicionalmente pelo presidente do legislativo. No entanto, o presidente Valdir Rossoni (PSDB) não começava os trabalhos com a frase, o que gerou discussão entre os parlamentares nesta semana. O deputado Pastor Edson Prakzyc defende a utilização da expressão, já que isso consta no regimento interno da Casa.


25 comentários

  1. Ze
    quinta-feira, 24 de março de 2011 – 10:23 hs

    O Estado e’ laico, ser deputado nao e’ exercer sacerdocio e sim uma funcao publica!

  2. LEAD
    quinta-feira, 24 de março de 2011 – 10:24 hs

    E ainda querem ser PROTEGIDOS POR DEUS?
    Deveriam começar com PERDOAI OS NOSSOS PECADOS E AS NOSSAS FALCATRUAS.

  3. SÉRPICO
    quinta-feira, 24 de março de 2011 – 10:25 hs

    Não proferirás o seu santo Nome em vão! Deus não tem nada a ver com esta casa. Me perdoe o pastor Prakzyc. Esta casa que abriga tanta desigualdade, tantos desmandos e falcatruas que chega a ser um sacrilégio começar uma seção desta forma. Os pecados capitais residem nesta morada, e não é bem Deus que governa esta corja. Estes sanguesugas que são a praga que oneram o nosso país deveriam ser diminuídos em número e importância, a começar pelos vereadores que só servem para dar nome às ruas ou propor títulos. Reforma política já e guilhotina para os crimonosos!

  4. Gil - Ctba
    quinta-feira, 24 de março de 2011 – 10:31 hs

    Tudo bem, isso é sinal de respeito pelo nosso Pai criador!
    Só que teriam que levar isso a sério, e não falar só por falar.
    …(Sob a proteção de Deus e as custas do dinheiro do povo, abrimos mais uma cessão p/ enganar os trouxas!!!)…
    Me desculpem a brincadeira mas se olhar pelo lado crítico é isso mesmo que quase todos os parlamentares pensam.
    E tenho dito!

  5. Angus Young!
    quinta-feira, 24 de março de 2011 – 10:34 hs

    “Deus as vezes deve ficar constrangido”
    E quem protege a sociedade dos Deputados ???????

  6. ivanowski
    quinta-feira, 24 de março de 2011 – 10:43 hs

    . Ñ se deve usar o nome de DEUS em vão.
    . Ainda + aí, neste ‘antro de corrupção’.

    . O Pastor Praksyc sabe disso. Poder’ELE sofrer consequências por exigir isso.

  7. V KURZLOP
    quinta-feira, 24 de março de 2011 – 10:43 hs

    Tem que avisá-los que, segundo os princípios cristãos, a proteção divina só ocorre àqueles que lhe são fiéis e cumprem os seus mandamentos.

    Antes de pedir a proteção de Deus às suas atividades parlamentares, que cumpram suas obrigações como cristãos, se é que são.

    Talvez cumprissem suas obrigações de conformidade com a palavra divina, não estariam necessitando tanto formalizar este pedido “sobre a proteção de Deus” na abertura dos trabalhos da Assembléia, não é verdade.

  8. Gilmar
    quinta-feira, 24 de março de 2011 – 10:45 hs

    O Estado é laico! Discussão inútil como 99% do que se debate nesta Assembléia.

  9. PAULO
    quinta-feira, 24 de março de 2011 – 10:48 hs

    O SENDO DO RIDÍCULO REALMENTE FOI VARRIDO DA ASSEMBLÉIA! TÃO QUERENDCO USAR DEUS P/ JUSTIFICAR AS BARBARIDES, OU TORNA-LO CÚMPLICE?
    O BRASIL, E PARECVE QUE O PARANÁ AINDA FAZ PARTE DELE, É UM ESTADO LAICO, SR. PASTOR!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

  10. GIOVANNA
    quinta-feira, 24 de março de 2011 – 10:58 hs

    O verdadeiro Cristão vivencia a palavra de Deus, não precisa de auto afirmação. É um dos mandamentos, “não pronunciar seu santo nome em vão” mesmo porque o que adianta dizer o seu nome no início dos trabalhos e ter essa mesma casa de leis sendo alvo de investigação.

  11. Carolina
    quinta-feira, 24 de março de 2011 – 11:02 hs

    A Assembléia, por ser uma instituição do Estado, não deveria ser laica??

  12. Diogo Lima
    quinta-feira, 24 de março de 2011 – 11:09 hs

    Só faltou completarem a frase …” Sobre a proteção de Deus…que nunca descubram nossos crimes, tramóias, falcatruas, maldades…..que nosso dinheiro sujo continue entrando e a população continue votando e nos dando oportunidades, AMEM!”….acredito que o Onipresente deve ficar fulo com tamanha cara de pau desses nobres politicos, não só da Alep como do resto do Brasil…..ta tudo podre, e nós, os patrões, apanhamos quietos dos nossos “funcionários folgados, mal agradecidos e vagabundos!

  13. Carolina
    quinta-feira, 24 de março de 2011 – 11:12 hs

    A questão não é ser um verdadeiro cristão.
    A questão é que o Estado brasileiro é laico, ou seja, as diferentes religiões não devem ser manifestadas nos ambientes Estatais.

  14. Tyllerand
    quinta-feira, 24 de março de 2011 – 11:18 hs

    E nós , o povo, também temos o nosso lema ao escutar as baboseiras da AL do Paraná: “Deus, tende piedade de nós!”

  15. Borduna
    quinta-feira, 24 de março de 2011 – 11:21 hs

    Me admira um “pastor” defender o uso dessa frase que naquela casa e proferida por aqueles parlamentares, se torna uma heresia e ofensa a Deus…..

  16. S Y N F R O N I O.
    quinta-feira, 24 de março de 2011 – 11:33 hs

    Gostei do comentario, do LEAD.
    Quanto ao Rossoni, suprimir aquela evocaçao a Deus, eu concordo, pois na Blibia diz, nao joque as perolas aos porcos.

  17. LÉO
    quinta-feira, 24 de março de 2011 – 11:40 hs

    LEIA-SE…..COM A PROTEÇÃO DO KAPETA!!!!!

  18. Incógnito
    quinta-feira, 24 de março de 2011 – 12:31 hs

    “SOBRE” A PROTEÇÃO DE DEUS? TÁ EXPLICADO O PORQUÊ DE TANTA FALCATRUA…

  19. fred
    quinta-feira, 24 de março de 2011 – 14:16 hs

    incógnito kkk melhor comentário q já vi aqui nos ultimos tempos!

  20. Jango
    quinta-feira, 24 de março de 2011 – 15:38 hs

    Um lapso: não é “sobre” mas “sob a proteção de Deus”, pois imagina-se que Deus esteja acima.

    Ao depois, essa peroração não tem valido nada, absolutamente nada, tem sido mero chavão, haja vista o cabedal de escândalos e improbidades, ali dentro perpetrados.

    Seria o caso de se perguntar: sob a proteção de Deus ou sob o beneplácito de Mammom ?

    Mas apropriado seria, sob todos os aspectos, que fosse apregoado: “SOB A ÉGIDE DA CONSTITUIÇÃO” que, alías, juraram cumprir quando assumiram.

    Não seriam blasfemos, mas simplesmente ímprobos; estariam livres do fogo do inferno, mas não das penas da lei, que é o que espera a sociedade estarrecida com tanta desfaçatez.

  21. Sandra Wahrhaftig
    quinta-feira, 24 de março de 2011 – 17:52 hs

    Eles não tem mais nada para fazer?
    Por favor…………. Vamos trabalhar ao invés de discutir abobrinhas!

  22. filet mignon
    quinta-feira, 24 de março de 2011 – 19:07 hs

    Valha-nos DEUS!!!!!
    Não invoquem esse santo nome de DEUS nessa casa que mais parece um prostíbulo (com todo respeito aos prostíbulos)!
    Tenham dó!
    Não clamem por seu Santo Nome em Vão!

    Esses deputados deveriam ser “PROIBIDOS” pelo Santo Papa de pronunciarem o nom de DEUS!

  23. QUAL DEUS ?
    quinta-feira, 24 de março de 2011 – 23:25 hs

    No mínimo, sendo a Assembléia um local público e como forma de respeito às inúmeras crenças, deve ser feito a pergunta :

    – Proteção de qual DEUS?

    ( Não esquecer que essa Assembléia não é a mesma coisa que a outra já dita como “Assembléia de Deus” )

    Se prestarem atenção, a palavra DEUS virou um nome genérico, usado para identificação genérica de diferentes formas de interpretação do que seria uma entidade divina, sobrenatural e considerada CRIADORA E PLENIPOTENTE RESPONSÁVEL PELO UNIVERSO.

    Será o Deus de Nelson Justus o mesmo do Pastor Prakzyc,? (só à titulo de exemplo, e com todo respeito a religiosidade dos dois)

    Terá sido efetiva a proteção de Deus até esse momento sobre essa Assembléia?
    Ou ELE não terá dado ouvidos ao pedido de proteção?
    Ou está sendo invocada a proteção do Deus errado?

  24. V KURZLOP
    sexta-feira, 25 de março de 2011 – 10:28 hs

    Jango,
    Estou plenamente de acordo com o teu comentário de 24.03.2011 15h38.
    Parabens.

  25. aposentado
    sexta-feira, 25 de março de 2011 – 11:44 hs

    DEUS não é capote de salafrários.
    Mesmo assim por ser DEUS ele perdoa esses cretinos, mas as pessoas de bem não.
    Arrumem outro proteção quem sabe aquele presidente falecido.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*