Segurança Máxima | Fábio Campana

Segurança Máxima

Do Blog da Joice
O governador Beto Richa decidiu construir uma penitenciária com uma ala de segurança máxima no Paraná. A decisão foi tomada hoje em uma reunião com deputados do PSDB. O objetivo é isolar o crime organizado e a escolha vem após a revelação das cartas do traficante preso Fernandinho Beira-Mar, que mostram a fragilidade do sistema federal de segurança máxima.


5 comentários

  1. LÉO
    segunda-feira, 21 de março de 2011 – 16:02 hs

    Ele deveria construir um MICROONDAS prá sapecar o rabo desses vagabundos. Temos que parar de gastar com bandidos e dar mais atenção pra EDUCAÇÃO. Bandido bom é bandido morto, enterrado em pé pra ocupar menos espaço.

  2. segunda-feira, 21 de março de 2011 – 16:19 hs

    Ao menos com inteligencia suficiente a reconhecer o problema.

    O lago é ainda mais profundo, existe hoje na massa carcerária Paranaense lideranças importantes da facção criminosa PCC.

    Isto se alastrou de forma absurda naquele governo de faz de conta.

    O problema é sério é urgente e merece pronta preocupação.

  3. OSSOBUCO
    segunda-feira, 21 de março de 2011 – 20:57 hs

    Que hipocrisia, a OAB não deixa a polícia revistar os advogados, que aliás são a causa desse tipo de vazamanto. O Beto vai peitar a OAB?

  4. prodrigues
    segunda-feira, 21 de março de 2011 – 21:11 hs

    A tá!!! O sabe tudo vai construir mais uma obra faraônica!!!!

    Começou! Diz que o governo não tem dinheiro e já vai gastar!!

    Se for como na prefeitura de Curitiba, a planta deve ficar pronta até o final do seu governo.

    Esse é bom de MARKETING. Fazer que é bom, nada….

  5. AgentePenitenciário
    terça-feira, 22 de março de 2011 – 17:09 hs

    Tem que construir uma cadeia para os advogados da OAB ficarem trancados com os clientes… Eles que são as formiguinguas que levam e trazem ordens, ou no minimo gravar e filmar os atendimentos dos “ADV” de preferência sem contato algum com o marginal

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*