PIB paranaense cresce 8,3% em 2010, acima da média nacional | Fábio Campana

PIB paranaense cresce 8,3% em 2010, acima da média nacional

Da Banda B com Aen

Ipardes também divulgou que taxa de desemprego na RMC em janeiro ficou 3,5%, a menor da história

O Instituto Paranaense de Desenvolvimento Econômico e Social (Ipardes) confirmou nesta quinta-feira (03) a estimativa de crescimento de 8,3% do Produto Interno Bruto (PIB) paranaense em 2010. O dado foi calculado na esteira da atualização, pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), da taxa de crescimento do PIB nacional, que foi de 7,5%. O diretor-presidente do Ipardes, Gilmar Mendes Lourenço, disse que, embora superior à média nacional, o crescimento do PIB paranaense no ano passado deve ser visto com cautela, levando-se em conta a perda de dinamismo estrutural da economia regional nos últimos anos.


O crescimento do PIB mostra que tanto o País quanto o Estado ingressaram numa rota de recuperação econômica depois da crise financeira internacional. Em 2009, os efeitos da crise refletiram-se numa queda de 0,60 no PIB nacional e de 1,20 no PIB paranaense.

Passado esse período, o País e o Estado alcançaram em 2010 desempenhos notáveis dentro da série histórica do PIB. O crescimento de 7,5% do PIB nacional é o maior desde 1986, quando foi editado o Plano Cruzado. No Paraná, foi a melhor performance desde 1993, quando o PIB cresceu 10% em razão da supersafra e das elevadas cotações dos produtos agrícolas nos mercados externos.

Desemprego

O Ipardes também divulgou a taxa de desocupação na Região Metropolitana de Curitiba para o mês de janeiro. O índice ficou em 3,5% contra uma média nacional calculada em 6,1%. É a menor taxa da série histórica para o mês de janeiro e também a mais baixa entre as seis regiões metropolitanas pesquisadas pelo IBGE. O aumento da população desocupada frente a dezembro (quando a taxa ficou em 2,8%) deve-se principalmente ao fim da vigência de contratos de trabalho temporário.

Levantamento do Ipardes aponta que o emprego com carteira assinada no setor privado vem aumentando, ao mesmo tempo em que ocorre declínio dos empregados sem carteira assinada. Isso indica que o processo de formalização do trabalho se mantém em ascensão.

Entretanto, os que permanecem na informalidade têm seu rendimento elevado em 3,8%, enquanto os com carteira assinada sofreram uma queda de 0,9% no rendimento. O rendimento médio real dos trabalhadores na RMC em janeiro foi de R$ 1.650,00, sendo o maior entre as regiões metropolitanas pesquisadas pelo IBGE. O valor representa um aumento de 2,1% em relação a dezembro de 2010.


15 comentários

  1. DO LITORAL
    sexta-feira, 4 de março de 2011 – 11:19 hs

    ALGUÉM PODERIA ME DIZER QUEM ERA O GOVERNADOR DESTE PERIODO ?

  2. Frederico Fagundes Filho
    sexta-feira, 4 de março de 2011 – 11:23 hs

    E ainda tem idiotas falando da “estagnacao” e da “heranca maldita” do Governo Requiao… Quwero ver o parana crescer com o desmanche que esta sendo promovido pelo Beto (aberto a negocios) Richa.

  3. Pedro Henrique
    sexta-feira, 4 de março de 2011 – 11:57 hs

    Vamos devagar meu povo…….Desmanche nao neh……….O Richa ta fazendo uma limpa isso sim……….e p Lembra-los o Governador no ano passado foi o Pessuti…Que todos bem sabemos q nao fez grande coisa…..
    Eh preciso analisarmos a conjuntura…….O estado cresceu devido a uma pos crise mundial e a graças ao esforço do povo do PR e não a custa de nunhum politico ladrao como a quadrilhao do Sr. Requiao……..e isso e valido para o Brasil tbm…O Pais e o Pr estao crescendo aproveitando o bom momento da economia para os emergentes…..isso devido a producao de commodites que somos lideres na producao agricola para exportacao….

  4. anonimo
    sexta-feira, 4 de março de 2011 – 12:26 hs

    Continuo confuso. O Paraná não foi administrado por incompetentes nos últimos 8 anos?????

  5. Sergio Silvestre
    sexta-feira, 4 de março de 2011 – 12:46 hs

    Pode ser se eu convivesse com o Requião,hoje seria desafeto,
    até por causa da metralhadora verbal,de não levar desaforos,e
    por serinterado dos fatos.
    Mas de uma coisa,posso afirmar,e mesmo com a massiva pro
    paganda contra pelos meios de comunicação,que na verdade não gostam do Requião,foi governador tres vezes e sei lá quantas pa
    ra o congresso.Ele é nosso principal politico,é um nacionalista
    preocupado com os mais humildes,mas odiado por aqueles que ostentam grandes salários,como magistrados e politicos e grandes empresários ,por ele ser mais a favor de pequenas e médias empresas.Ai está para conferir,o parana bombando,pujante
    e o sr richa tem tudo para seguir o caminho já trilhado,só não fazer
    cagadas e seguir o trivial,que o parana segue firme prá frente.

  6. KINGSTON
    sexta-feira, 4 de março de 2011 – 12:50 hs

    Não se preocupem a partir de 2011 será de 0,83% ao ano, se seguirem a cartilha do FHC, Mendonças de Barros, etc…

  7. Rock
    sexta-feira, 4 de março de 2011 – 13:24 hs

    Do Litoral e Frederico o negocio é o seguinte é como diz o Sandroca já em 2009 o povo, os empresarios e os agricultores já sabiam que o Beto Play seria o futuro Governador em 2011 e por isso investiram pesadamente na lavoura e na industria e com isso o povo pode consumir e levar o Paraná nesse PIB no ano 2010, entendeu não tem nada ver com Requião, voces irão ver 2011 vai ser l6,6 o crescimento do PIB, He.he,.he. Viva Requião o unico Governador que sabe governar para o Povo,

  8. Revoltado
    sexta-feira, 4 de março de 2011 – 13:57 hs

    Com Rerquião e Pesuti cresceu 8,3% no ano pasado então daqui um ano teremos a confirmação de quem foi melhor governo se Requião e Pesuti ou o Beto pois ai teremos o indece de 2011 do governo Beto.
    Cresceu graças a boa administração do governo anterior e isto é fato.
    Ató hoje o melhor governo foi do requião/Pesuti.
    Quem não concorda me mostre quanto o Parana cresceu no governo Requião e dos demais.
    Creio que ninguém conseguirá provar que em outro governo o Paraná avançou mais.

  9. sexta-feira, 4 de março de 2011 – 14:10 hs

    Os PIB`S da era Requião são SEMPRE negativos…foi porque esse gagá sumiu que a construção civil explodiu?? que as fábricas automotivas aumentaram a produção??? as fábricas de computadores tem produção recorde??? só um detalhe, quem trouxe essas fábricas pro estado???????alguma tem Requião como tutor????nada…o estado avançou porque esse cara sumiu…até o tempo permitui uma safra recorde, a economia bombou e colhemos os frutos da industrialização do Lerner, pois com ela veio a imensa gama de serviços……sem o REquião teriamos crescido 15%..com ele ficamos limitados…..o Paraná do PIB de 8,3% é o Paraná plantado nos anos 90……agora estaremos começando de novo..são investimentos chegando, que refeltirá daqui 10 anos..até lá termos um estado com arrecadação comprometida…isso sim o aproveitador soube fazer, engessar o estado…

  10. Anônimo
    sexta-feira, 4 de março de 2011 – 14:21 hs

    Esse Beto Richa é mesmo bom…..Puts, não era ele o governador. Então os mériotos são de Pessuti, ou seriam de Bob Req?

  11. Marcão
    sexta-feira, 4 de março de 2011 – 15:12 hs

    Vamos ver 2011 se vai ter algum crescimento (exceto o da violência é claro)!

  12. fiscal de realeza
    sexta-feira, 4 de março de 2011 – 16:06 hs

    É O REQUIÂO PLANTANDO RECORDES E PARA FICAR NA HISTORIA
    NO TEMPO DO LERNER ERA
    PARANÁ O PIOR DEMPENHO DOS ESTADOS BRASILEIRO

    E AGORA E AGORA POVO É O REQUIÂO É O REQUIÂO

    ESSA VOCEIS VÂO TER QUE ENGOLIR SECO

  13. sexta-feira, 4 de março de 2011 – 16:38 hs

    LEMBREM QUE FOI COM O REQUIÃO E PESSUTI QUE SÓ FIZERAM
    BOBAGENS.

  14. Daniel
    sexta-feira, 4 de março de 2011 – 21:52 hs

    O bando de energumenos…
    Só gostaria de lembrar que cresceu 8,3% em cima de uma base fraquissima, de declinio de 1,2%.
    Ou seja “só” cresceu 7,00% em 2 anos, o que daria um crescimento de 3,49% ao ano.
    Não é nenhuma maravilha… e não faz de Requião nenhum genio da economia.

  15. CAÇADOR DE PETISTAS
    domingo, 6 de março de 2011 – 19:20 hs

    GRAÇAS AO SUCESS DO PLANO REAL.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*