Ministério Público investiga falhas na manutenção na BR 376 | Fábio Campana

Ministério Público investiga falhas na manutenção na BR 376

Do jornal A Notícia
O procurador da República em Paranaguá, Alessandro Oliveira, está investigando se a concessionária Autopista Litoral Sul tem responsabilidades nos transtornos causados na BR 376. De acordo com o jornal “A Notícia”, de Joinville, a assessoria de comunicação do Ministério Público Federal no Paraná informou que o procurador iniciou uma investigação para saber se a concessionárias vinha fazendo corretamente a manutenção da rodovia.

Segundo a informação, a investigação ainda está em fase inicial e que não há prazos para a conclusão do inquérito. Desde a madrugada de sexta-feira (11), a BR 376 teve várias interdições. Atualmente está liberada com uma única pista entre os KMs 663 e 672. Nesta sexta-feira (18), o tráfego era liberado durante duas horas para quem vinha de Curitiba em direção a Guaratuba ou Santa Catarina. Depois era parado e liberado durante uma hora para quem ia em direção a Curitiba.

O MPF de Santa Catarina tem movido diversas ações contra a concessionária cobrando obras de manutenção da rodovia BR 101, que é a continuação da 376.


6 comentários

  1. LOOP
    domingo, 20 de março de 2011 – 15:42 hs

    Deve ser como a manutenção da 277. Elevam o leito da estrada, e de quando em quando uma manilha (…). Pontes baixas – sem passagem suficiente para a água da chuva – A exemplo de outros anos ( de chuvas que virão …) … – as águas descem em grande velocidade da serra, é a beleza da natureza trabalhando … Como as águas não passam são represadas pelo elevado do asfalto ( JÁ TENTOU LEVANTAR UM GALÃO DE 20 LITROS DE ÁGUA?) as águas represadas vão subindo, subindo, forçando a terra sob o asfalto e o espetacular peso leva tudo … e a violência das águas represadas … E ó no povo! Que aguardem, que passem fome, que façam fila. Eu como leigo diria que dependem de elevados, de mais retornos (para procurarem abrigos, postos de combustíveis com banheiros, talvez lanchonetes … Diria que as postes deveriam serem mais largas para dar passagem a mais que um fiozinho de água … Está no 1/ Salmo: Existem dois caminhos … O homem é que escolhe, Deus dá a liberdade de opção … A escolha foi a que está na estrada … ESTRADA? Agora o pedágio … Seis dólares, seis ou sete?
    Dexia assim mesmo, na próxima chuva a defesa civil ajuda, campanha serão feitas … Descaso!

  2. fred
    domingo, 20 de março de 2011 – 18:55 hs

    algum desembargador ou juiz com saudade do apê em camboja, ctza!

  3. Sergio Silvestre
    domingo, 20 de março de 2011 – 19:01 hs

    Com o mesmo rigor que vossas onipotencias,os magistrados julgam com aquele rigor que deve deixar suas caras vermelhas de vergonha,deveriam usar ,com rápides para os usuários,que tiveram prejuizo no seu trabalho,que tiveram seus carros danificados.
    Tambem deveriam olhar para os familiares que perdem a vida ou ficam feridos nos carreadores pedagiados do norte do paraná.
    o comentario acima foi muito feliz,e eu já tinha tocado neste assunto das transposições dos rios da serra ,em que nada foi mudado,está ali a mais de cinquenta anos,e como nada de grave aconteceu,não mexeram,e as pontes e passagens continuam as mesmas.
    Bom, pedagio no parana foi feito para faturar em cima dos paranaenses. O QUE FIZERAM DE MELHORIAS ATÉ AGORA É PIFIO,A NÃO SER CAPINAGEM E MAQUIAGEM DAS ESTRADAS.
    Gostaria de saber se é aplicado o mesmo rigor ,quando dos itens do contrato,que seria duplicar e dar segurança as estradas paranaenses,como nos reajustes escorcheantes que aplicam ano a ano nos paranaenses.

  4. anonimo
    domingo, 20 de março de 2011 – 22:39 hs

    Só por curiosidade: quem foi que PRIVATIZOU esta rodovia???

    Eita comPeTência!!!! Nem isso conseguiram fazer melhor que fhc…

  5. KINGSTON
    segunda-feira, 21 de março de 2011 – 9:00 hs

    A duplicação da 376 não havia sido efetuada com dinhiro do caixa do Estado (previdência dos funcionários, no primeiro governo do Bob Req.) e aqueles 10 mi que o irmão do atual estava envolvido. Viu pra que serve a privatização foi tudo colocado embaixo do tapete!!!!!!

  6. Ernesto
    segunda-feira, 21 de março de 2011 – 13:59 hs

    Fizeram melhor do que o Serra, pois não caiu nenhum viaduto como no ROUBOANEL de São Paulo. Lembrem que na privatização da BR277 a concessionária passou anos só cortando capim na beira da estrada!

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*