Deputados torraram R$ 1,7 mi com alimentação em 2010 | Fábio Campana

Deputados torraram R$ 1,7 mi com alimentação em 2010

Mais um escândalo surge na Assembleia. Desta vez, são os gastos dos deputados estaduais com a alimentação que assustam. De acordo com as informações apuradas pela Gazeta do Povo, foram gastos R$ 1,7 milhão com refeições em 2010. O montante até seria pouco se fosse usado exclusivamente para refeições dos parlamentares e de seus assessores – que, somados, eram cerca de mil pessoas no ano passado. O problema é que, muitas vezes, essas despesas custearam bocas-livres para apoiadores políticos, correligionários, prefeitos, vereadores e até professores.

Essa prática, vedada em alguns estados, como em São Paulo, também pode ser interrompida no Paraná. O Ministério Público Estadual (MP) já recebeu solicitações e vai iniciar, em breve, investigações sobre o uso da verba de ressarcimento dos parlamentares. Segundo especialistas, a utilização de recursos públicos de forma indiscriminada para refeições pode ser enquadrada como crime de improbidade administrativa. Será que alguém vai colocar de fato a mão no bolso?


18 comentários

  1. Lucas
    quarta-feira, 9 de março de 2011 – 16:14 hs

    Duvido! Mudou-se o Presidente, mas a forma de administrar será a mesma, após a encenação!!!! E nós Paranaenses batendo palmas!

  2. Lucas
    quarta-feira, 9 de março de 2011 – 16:41 hs

    E a lista com o valor dos salários, quando saí?

  3. Segio Silvestre
    quarta-feira, 9 de março de 2011 – 16:45 hs

    As quentinhas do Jaime daria aqui em londrina,425000 marmitex
    Pois as lambonas do jaime custam 4 reais.
    Se todos os mil funcionários comerem uma refeição por dia,tirando os dias parados seriam 220000 refeições,mais os banquetes etc,é não tá fora não.Oque assusta é com o tanto de funcionário,isso sim deveria ter investigação.

    P

  4. sem fronteiras
    quarta-feira, 9 de março de 2011 – 16:52 hs

    a todos aqueles que postam seus comentários aqui deixo uma pergunta, que se puderem me respondam por favor;
    Qual a diferença entre os quatro PMs que extorquiram, 8,6 mil do empresário da desses deputados que torram verbas, (1,7 mi, pô que diferença) ???????que é dinheiro de todos os empresários, industriais, trabalhadores, enfim do povo paranaense, todos sendo de alguma forma sendo extorquidos..

  5. anonimo
    quarta-feira, 9 de março de 2011 – 16:56 hs

    Não sou contra nem a favor, não esqueçam que isto é uma verba de representação…e você gasta onde quizer…… enquanto isso a fila de caminhões p/ Paranaguá já está em 54 km.

  6. fernando mentira
    quarta-feira, 9 de março de 2011 – 17:25 hs

    Parabéns aos nobres da corte. O melhor castigo a eles seria pedir a devolução, com bloqueio de bens ao mesmo tempo, até que o pagamento seja efetivamente regularizado.
    Como sabemos, que a os rigores da lei são sómente aos menos favorecidos, então estamos jogando palavras foras. Abs. fernando.

  7. Borduna
    quarta-feira, 9 de março de 2011 – 17:46 hs

    Esse escãndalo, de acôrdo com os padrões morais e éticos ali vigentes, só vai motivar projetos de aumento dessa verba. E pior, serão aumentados na maior carA DE PAU. Assim, eles vão constgruindo as bases eleitorais para sua reeleição em 2014. E o Povo? Ferrado, mas votando nos mesmos….

  8. VERDADE
    quarta-feira, 9 de março de 2011 – 17:53 hs

    Meu Deus! Fechem essa porcaria…E prendam esses vagabundos! Alguém tem que pedir Intervenção naquela “casa de leis”, senão a vagabundagem vai continuar…

  9. Rock
    quarta-feira, 9 de março de 2011 – 18:36 hs

    Credo ainda tem fila então o Requião não saiu do Governo? Antes tudo era culpa dele e agora é de quem?

  10. Zangado
    quarta-feira, 9 de março de 2011 – 18:59 hs

    A sociedade tem que se importar com essa “bolsa boca livre” sim !

    Se existe uma “lei” que faculta aos deputados esse tipo de gasto essa lei é imoral, é ímproba, é espúria, pois não tem nenhuma, nenhuma, nenhuma finalidade pública subjacente !

    Ao contrário, é utilizada descaradamente no interesse personalíssimo do deputado !

    Como é que podem querer justificar esse tipo de gasto do dinheiro público cuja finalidade pública é absolutamente nenhuma – nada, nenhum benefício, reverte à sociedade daqual é tirada essa verba !

  11. Vigilante do Portão
    quarta-feira, 9 de março de 2011 – 19:36 hs

    O Anonimo deve ter participado do “rega bofe”, patrocinado por algum Deputado.

  12. BITURUNA
    quarta-feira, 9 de março de 2011 – 19:54 hs

    SO FALTA A GAZETA DIZER QUE A CULPA E DO JUSTUS

  13. jobalo
    quarta-feira, 9 de março de 2011 – 23:02 hs

    O anonimo falou e disse, a verba chama-se resarcimento, tem x para gastar com comida, y para gastar com gasolina, mais x para gastar com correios, mais x para publicidade, então gasta-se como quiser dentro dos parametros, não vejo novidade nenhuma, parece que a a gazeta do povo descobriu o ninho da egua, e ainda com ddois potrilhos.

  14. JC
    quinta-feira, 10 de março de 2011 – 9:47 hs

    O pior de tudo isso é que não vai dar em nada. Quanta hipocrisia, não temos autoridades para dar jeito nesta situação. Só há lei para os 3 Ps. mesmo.

  15. SCHIRLEY
    quinta-feira, 10 de março de 2011 – 9:51 hs

    Verba de representação !!! Ora pois. É o nosso dinheiro sendo gasto de forma absurda.
    Estava lendo agora mesmo o blog do Jonnhy (Ponta Grossa) que falava sobre estar sendo intimidado por denunciar casos de nepotismo com os funcionários comissionados. Se Rossoni não resolver tudo isso com a seriedade e honestidade esperadas a ALEP continuará sendo um lugar muito disputado. E o povo aplaudindo !!! Eleitores, ACORDEM !

  16. cezar
    quinta-feira, 10 de março de 2011 – 10:31 hs

    O q tem haver a fila de caminhões p descarregar no porto de Paranaguá com o gasto de 1,7 com arroz e feijão? O ano q vem tem mais eleição e se tudo correr bem vai faltar arroz e feijão p os famitos.

  17. LOBO-GUARA
    quinta-feira, 10 de março de 2011 – 12:07 hs

    só tem um jeito… implodir e começar de novo…. a sociedade não aguenta mais tanta cafajestada….

  18. Luiz
    quinta-feira, 10 de março de 2011 – 14:03 hs

    Como come esse povo… E o gasto com papel higiênico quanto foi?

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*