Brasil perde posições em ranking mundial do turismo | Fábio Campana

Brasil perde posições em ranking mundial do turismo


Aeroportos continuam sendo preocupação no Brasil

Da BBC Brasil

O Brasil perdeu posições em um ranking mundial de competitividade no setor do turismo, embora tenha obtido pontuação semelhante à de 2009.

Em sua última edição, relativa a 2011, o relatório elaborado pelo Fórum Econômico Mundial coloca a sede da próxima Copa do Mundo e das Olimpíadas de 2016 na posição 52 entre 139 países avaliados. A pontuação, 4,36 em uma escala de um a sete, foi praticamente a mesma que em 2009 (4,35), quando foi elaborado o ranking anterior mais recente.

Naquele ano, quando foram consideradas 133 nações, o país ficou em 45º lugar.

Em 2011, o Brasil foi ultrapassado por outros que registraram um incremento mais expressivo, como México e Porto Rico.


“O Brasil ficou em sétimo lugar no ranking das Américas e 52º no ranking geral. O país é o que tem a melhor pontuação entre todos os países no que tange aos recursos naturais e 23º em recursos culturais, com muitos lugares considerados patrimônio da humanidade, uma grande proporção de área protegida e a fauna mais rica do mundo”, afirma o relatório.

“Isto é reforçado por uma ênfase na sustentabilidade ambiental (posição 29 do ranking), uma área que vem melhorando ao longo dos últimos anos. A segurança também melhorou de forma impressionante desde a última avaliação.”

Transporte

Em 2009, o relatório havia manifestado preocupação com a qualidade da rede de transporte terrestre e aéreo brasileira, bem como o nível de insegurança.

Sobre o panorama atual, o relatório avalia que “o transporte rodoviário continua subdesenvolvido, com a qualidade das rodovias, portos e ferrovias requerendo melhoras”.

“O país continua a sofrer com a baixa competitividade de preços, atribuída em parte a altas taxas aeroportuárias e sobre os bilhetes aéreos, e o nível fiscal em geral”, nota o texto.
Campeões do turismo

Países com melhores condições para a atividade



1. Suíça

2. Alemanha

3. França

4. Áustria

5. Suécia

6. Grã-Bretanha

7. EUA

8. Canadá

9. Espanha

10. Cingapura

Fonte: Fórum Econômico Mundial

“Além disso, o ambiente de negócios não é particularmente propício para o desenvolvimento do setor, com regras restritivas para os investimentos externos, os longos prazos para abrir uma empresa e requerimentos de certa maneira restritivos à abertura de negócios no setor de turismo.”

Superando a crise

O relatório destaca a superação da crise econômica mundial pela indústria do turismo internacional.

Depois de contrair em 2009, o setor voltou a se recuperar no ano passado, atingindo neste ano o seu nível pré-crise.

Combinando atividades diretas e indiretas, o relatório estima que o setor de viagens e turismo responda hoje por 9,2% do PIB global, mesma proporção dos investimentos mundiais e 4,8% das exportações do planeta.

Suíça, Alemanha e França foram considerados os países com melhor ambiente para desenvolvimento da atividade.


4 comentários

  1. Cajucy
    segunda-feira, 7 de março de 2011 – 15:44 hs

    Está aí a realidade brasileira. A nota acima quer dar mais dinheiro para o Paraguai pelos brasileiros, assim como o BNDES vem financiando projetos da vizinhança além fronteira com dinheiro do povo brasileiro.

    Já para os setores fundamentais do Brasil, não tem verba ou é insuficiente para grande melhorias e acabamos perdendo grandes oportunidades de crescimento.

    É assim no turismo, no setor portuário, aeroviário, ferroviário e na maioria dos demais setores. Ou seja: benesse demais e competência de menos. É preciso que os brasileiros reajam.

  2. CAÇADOR DE PETISTAS
    segunda-feira, 7 de março de 2011 – 17:20 hs

    GRAÇAS AO PLANO REAL, O BRASIL CONSEGUIU ESTABILIZAÇÃO DA ECONÔMIA, CLARO QUE O FALASTRÃO LULA AJUDOU POIS, NÃO MECHEU EM UMA VIRGULA DO PLANO DO PSDB, OU É MENTIRA?
    .

  3. Deutsch
    terça-feira, 8 de março de 2011 – 10:45 hs

    É assim mesmo. O bêbado do luladrão torrou mais de 200 bilhões pra eleger a bandida.Agora a conta chegou. Não teremos investimentos em infra ou superestrutura, isto é, novamente vamos ficar parados no tempo.Outros países que sabem da força do turismo na economia local, investem para receberem mais e mais turistas, enquanto isso, no
    Brasil ,que é tratado como propriedade particular do pt e pmdb, crescem os desvios e roubalheiras e é logico que não sobra dinheiro para inverstimentos.
    Alguem já parou para investigar os $ 500 milhões que roubaram de furnas? E quem comanda Furnas? É a quadrilha do Sarney e Temer.

  4. Ocimar
    terça-feira, 8 de março de 2011 – 11:16 hs

    TAMBEM COM A INFLACAO QUE OS CORRU–PT–OS TROUXERAM DE VOLTA EM 2004 SO PODIA DAR NISSO.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*