Simon cancela sua 'superaposentadoria' | Fábio Campana

Simon cancela sua ‘superaposentadoria’

Do blog do Josias de Souza

O senador Pedro Simon (PMDB-RS) escalou a tribuna nesta terça (15) para informar que desistiu da superaposentadoria de ex-governador.

Disse ter enviado ao governo gaúcho ofício no qual pede o cancelamento da pensão vitalícia que havia requerido há três meses. Coisa de R$ 24,1 mil.

Governador do Rio Grande do Sul entre 1987 e 1990, Simon rejeitara a prebenda por 20 anos. Súbito, apalpou-a.

Quando a notícia ganhou as manchetes, o senador alegou “absoluta necessidade”. Já “não conseguia manter a casa”, disse ele.

A meia-volta chegou em data propícia. Vai a julgamento no STF, nesta quarta (16), ação da OAB contra pensões pagas a ex-governadores do Pará.

Embora o processo se refira a um Estado específico, a decisão do Supremo emitirá uma sinalização para todos os outros casos.


Em decisão de 2007, o tribunal tachara de “inconstitucional” pensão vitalícia beliscada por Zeca do PT, ex-governador do Mato Grosso do Sul.

Não são negligenciáveis as chances de o Supremo repetir a qualificação no caso do Pará e nos que estão por vir.

Reconciliando-se com o bom senso horas antes do julgamento, Simon não chega a apagar da biografia a nódoa da contradição.

Mas livrou-se a tempo do convívio com imoralidade na bica de ser declarada a


8 comentários

  1. Jose Carlos
    quarta-feira, 16 de fevereiro de 2011 – 11:11 hs

    Este é outro dos mascarados, cuja máscara cai… é do velho MDB de guerra… se diz peregrino, adepto da vida monástica, franciscana… tinha um filho empregado no governo de Ieda Crusius… mais um fariseu… ai de vós, escribas e fariseus… sepulcros caiados…

  2. candinho
    quarta-feira, 16 de fevereiro de 2011 – 11:23 hs

    O Senador se redimiu a tempo. Sua jornada política não pode ser manchada por esse deslize. Espero que no Paraná ocorra o mesmo, embora nossos políticos são bem menos ideológicos e mais fisiológicos, não estando nem aí para o apelo popular, ao qual recorrem somente em tempos eleitorais. Parabéns Pedro Simom.

  3. CAÇADOR DE PETISTAS
    quarta-feira, 16 de fevereiro de 2011 – 11:40 hs

    Grande Simão. pena que esta no partido errado porém, lembro-me de suas falas no Denado. Nunca concordou com as atitudes do Ditador Fasicsta Lula da Silva.

  4. dizao
    quarta-feira, 16 de fevereiro de 2011 – 12:47 hs

    Confesso, nao saber da situação finaceira do Senador Pedro Simon, mas este renuncia, voltou a minha admiração pelo ilustre senador, confesso até então manchada por este fato. O duro que a hiprocrisia velada, paira no ar, pois será que nós renunciaremos , se tivessemos esse direito? ?????????

  5. Sergio Silvestre
    quarta-feira, 16 de fevereiro de 2011 – 13:34 hs

    Sou pmdebista,e não sou de todo fã do Pedro Simon.
    Nunca soube de um projéto seu,é amigo do Sarnei,ao mesmo tempo do Alvaro.
    É do tipo que bate e afága,é bom orador ,mas só falar não basta.
    Agora vem com essa demagogia de cancelar sua aposentadoria.
    Cara cara pálida,nimguem destes caras,Alvaro ,Simon,Requião,vão se aposentar com menos de 25000 reais,e sabe lá o que é isso.
    Você pega o dinheiro no dia primeiro,e só pensa em gastalo até no proximo mês,porque no dia primeiro tem mais 25 paus para gastar, até o fim da vida,precisa melhor que isso.
    Ora Simon,ser senador e passar nessecidade,soa falso,não acredito.

  6. dona pink
    quarta-feira, 16 de fevereiro de 2011 – 14:23 hs

    Belo exemplo…tomara que motive os caciques locais…e se varra mais este abuso de poder….

  7. lucia arruda
    quarta-feira, 16 de fevereiro de 2011 – 15:14 hs

    QUE ELE SEJAM EXEMPLO PARA O PARANA . E QUE NÃO SEJA UMA MARACUTÁIA PARA ENGANAR O POVO QUE PASSA FOME

  8. antonio carlos
    quarta-feira, 16 de fevereiro de 2011 – 19:29 hs

    Estes caras querem nos fazer crer que devemos morrer de peninha porque eles fizeram o tremendo sacrfício em nos governar. Ninguém é obrigado a ser governador. ACarlos

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*