Secretário de Saúde ameaça fechar hospitais que não atendem à população | Fábio Campana

Secretário de Saúde ameaça fechar hospitais que não atendem à população

O secretário de Saúde, Michele Caputo Neto, afirmou ontem em Guarapuava que alguns centros de saúde correm o risco de serem fechados no Paraná. Um deles é o Hospital de Reabilitação, em Curitiba. Segundo o secretário, apesar de ter sido inaugurado há quase três anos, o Hospital de Reabilitação não fez um internamento sequer, até hoje, o que significa um ônus para o orçamento do Estado.

As Clínicas de Saúde da Mulher e da Criança, uma das bandeiras da gestão anterior, também foram  alvo de críticas. Caputo Neto disse que em boa parte dos municípios, não há profissionais habilitados para operacionalizar os equipamentos que foram colocados nas clínicas, fator que não beneficia a população. E afirmou que as cidades que seriam contempladas pelas clínicas, mas a construção ainda não foi iniciada, será cancelada. Estes locais receberão outras estruturas, já preparadas para se enquadrar no Programa Mãe Paranaense, que deve ser lançado no segundo semestre deste ano, aos moldes do que já existe em Curitiba.


19 comentários

  1. Ney Lopes
    sexta-feira, 11 de fevereiro de 2011 – 16:21 hs

    Parabéns ao Nosso secretário de estado. É inadmissível que situações como essa ainda aconteçam no nosso Paraná. Parabéns pela iniciativa. Que ela sirva de exemplo para outras secretarias.

  2. Jaquim
    sexta-feira, 11 de fevereiro de 2011 – 16:24 hs

    Este é o ímpeto do começo depois já será acalmado por outras pressões… o posto de xerife já está sendo muito disputado!!

  3. Jaraca (wilson)
    sexta-feira, 11 de fevereiro de 2011 – 16:35 hs

    Parabéns Secretário, não tenho duvida que esta Saúde vai melhor……

  4. cristina
    sexta-feira, 11 de fevereiro de 2011 – 16:49 hs

    Avisem o nervosinho Secretario , que foram inauguradas as paredes. Sem equipamento e pessoal qualificado não funciona. Pare de bravatas e resolva a situação.

  5. OSSOBUCO
    sexta-feira, 11 de fevereiro de 2011 – 16:50 hs

    Começou …

  6. Luiz
    sexta-feira, 11 de fevereiro de 2011 – 17:12 hs

    Não seria melhor colocá-los em funcionamento….

  7. lucas mendes
    sexta-feira, 11 de fevereiro de 2011 – 17:24 hs

    A Maria Louca saiu inaugurando paredes chamando de hospital.
    Agora, temos que suportar mais essas e outras que virão.

  8. sexta-feira, 11 de fevereiro de 2011 – 17:53 hs

    Essa eu quero ver!!! Eo Hospital da Policia que esta com leitos ociosos, sem enfermagem e sem papel toalha para enchugar as mãos!!! Até quando esta situação vai se arrastar Senhor Secretário!!!

  9. FRANCISCO DE ASSIS
    sexta-feira, 11 de fevereiro de 2011 – 18:16 hs

    Amigo Zapate, de longa data.

    Creio que a verdade tem que ser restituida na terra dos pinheirais. Chega de comportamentos de Maria Louca, e delírios publicitários do Richa II. Sabemos que o Michele O. Caputo quer implantar o Programa Mãe Curitibana como ação prioritária. Pergunto : isso não vai induzir ao aumento da natalidade nas classes sociais de menor renda ? Será que os 399 municípios do Paraná têm necessidades iguais as da capital ? Fechar um hospital não concluido, ao contrário de equipá-lo, é demagógico , é jogar o dinheiro do contribuinte do Paraná pela janela ? Entende-se o dinheiro não é do secretário, que está a serviço do da midia do Richa II, o genro.

  10. LuAtena
    sexta-feira, 11 de fevereiro de 2011 – 18:21 hs

    Será mais um demagogo?

  11. André
    sexta-feira, 11 de fevereiro de 2011 – 18:39 hs

    É isso aí Secretário, bota prá quebrar mesmo. mostra todo o podre do antigo Governador que não fez nada para os Paranaenses. Êta raça difícil de entender, vamos às ruas pedir a caçassão deste inescrupuloso JÁ!

  12. Stainer
    sexta-feira, 11 de fevereiro de 2011 – 22:00 hs

    É fácil fazer cortesia com o chapéu alheio, o Caputo veio inaugurar maternidade em Guarapuava, cuja obra de reforma foi viabilizada pelo Governo anterior, leia-se Artagão de Mattos Leão e Requião.
    Orçamento do Governo Pessutão!!!

  13. SAUDE ENEAS MARQUES
    sexta-feira, 11 de fevereiro de 2011 – 23:33 hs

    ESTA MTO CORRETO…
    TEMOS AQUI NO NOSSO MUNICIPIO UM CENTRO DE SAUDE 24 HR. E UM DEPUTADO DISPONIBILIZOU UMA VERBA PARA CONSTRUÇÃO DE UM HPP (HOSPITAL DE PEQUENO PORTE) O MALDITO DO PREFEITO NÃO QUER NEM FAZER O HPP…TEM DUVIDA QUE ELE É DA CORJA DO PANSUTTI
    OBG E DIVULGUEM…

  14. Cajucy
    sexta-feira, 11 de fevereiro de 2011 – 23:58 hs

    É isso aí. Desde o início do governo tem que dar de dedo. Ou cumpre o que se propôs, ou desocupa a moita, como diria o filósofo populista.

    Tem muita gente e instituição fazendo o que quer ao invés de seguir a cartilha. A ética e a obrigação de servidor público ou contratado para prestar serviço à comunidade.

    É preciso mostrar para essa gente que a razão maior de todo o investimento e a infraestrutura é o cidadão. Aquele que paga a conta e também o salário dessa gente – muitas desalmadas.

    Gostei do que disse o Secretário de Saúde. No serviço público é assim. Autoridade tem que ser respeitada. A lei e às normas, idem!

  15. VERDADE
    sábado, 12 de fevereiro de 2011 – 9:30 hs

    Não acredito no que ouço! Ao invés de fechar não seria muito mais benéfico à população colocá-lo em funcionamento? Isto não seria uma prioridade? Contratem funcionários, comprem equipamentos enfim…e demitam a maioria dos comissionados que tudo dá certo! Vontade política é tudo, arranjar desculpas não tá com nada! Chega de enganar o povo…Precisamos do hospital! Você com certeza, não…

  16. Indignado
    sábado, 12 de fevereiro de 2011 – 19:39 hs

    Me indigna o nivel de disinformação do Sr secretario dizendo que o Centro de Reabilitação não funciona ele não sabe que tem 10 leitos de internação que estão sempre cheios e que o hospital já chegou a ter 28 leitos porém por falta de enfermeiros que a SESA não forneceu fechou-se uma enfermaria ,tem fila de espera para internar para reabilitação ,um grupo de médicos de qualidade disposto a trabalhar aguardando que funcione e alem disso existe atendimento ambulatorial com terapias de qualidade com mais de 400 atendimentos ao dia . Me pergunto se o melhor não é rever os instituição e investir para o seu progresso já que temos uma população grande no Paraná a ser atendida e não fecha-ló.
    Em primeiro lugar acho interessante que o Secretário faça uma visita ao CHR porque até hoje não pos os pés lá, talvez por isso esteja tão desisformado.

  17. Pedro
    segunda-feira, 14 de fevereiro de 2011 – 16:56 hs

    Eu acho inadimissível que certas pessoas aplaudam o fechamento de hospitais ao inves de faze-los funcionarem corretamente, deveriam é abrir outros novos estabelecimentos para servir a população, que é tão carente de saúde e de serviços especializados.
    Hospitais devem ser abertos e não fechados! Quem é não concorda com isso são as pessoas que tem condições de pagar plano de saúde e não necessetia de serviços públicos.

  18. INDIGNADO AO QUADRADO
    quarta-feira, 16 de fevereiro de 2011 – 1:05 hs

    É VERDADE SIM QUE O HOSPITAL DE REABILITAÇÃO NÃO FUNCIONA. SÓ QUEM ESTA DENTRO PODE INFORMAR QUE COMO HOSPITAL, NÃO FUNCIONA MESMO. TALVEZ COMO AMBULATÓRIO…O FATO É QUE NÃO TEM COMO COLOCAR EM FUNCIONAMENTO UMA ESTRUTURA TOTALMENTE INADEQUADA, QUEM AO MENOS PORTA CONTÉM. SERÁ QUE UM HOSPITAL DEVE FUNCIONAR SEM UM RAIO X? SEM LABORATÓRIO PRÓPRIO? OS PACIENTES INTERNADOS CONSTITUEM UMA CLASSE DE MÉDIA-BAIXA DE COMPLEXIDADE, E PORTANTO, QUASE NÃO UTILIZAM DESTE SERVIÇO COMO EMERGENCIA. MAS E QUANDO CONSTITUIR UMA EMERGENCIA?O HOSPITAL DEVE SIM FUNCIONAR, MAS EM PERFEITAS CONDIÇÕES. NÃO ADIANTA UMA ATITUDE QUE COLOCA EM RISCO O ATENDIMENTO E A VIDA DAS PESSOAS.PORTANTO, COM BOM PLANEJAMENTO E EXTERMÍNIO DA CORRUPÇÃO, PODE-SE COLOCAR OS HOSPITAIS PARA FUNCIONAR SEM COLOCAR AS PESSOAS EM RISCO.

  19. MAH
    quarta-feira, 16 de fevereiro de 2011 – 1:56 hs

    FECHAR O HOSPITAL SR SECRETÁRIO, RESOLVERÁ SOMENTE O SEU PROBLEMA E NÃO O DA POPULAÇÃO, QUE NECESSITA DE TRATAMENTO ESPECIALIZADO PARA MELHORAR SUA QUALIDADE DE VIDA E APRENDER A LIDAR COM AS LIMITAÇÕES IMPOSTAS PELA DOENÇA.
    O SR JÁ OUVIU FALAR EM VONTADE POLÍTICA? ENTÃO, POR FAVOR, FAÇA POR MERECER.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*