Novo salário mínimo inviabiliza prefeituras | Fábio Campana

Novo salário mínimo inviabiliza prefeituras

Do Blog Político

O novo valor do salário mínimo, seja ele de R$ 545 como quer o governo, ou bem acima disso como defende a oposição, jogará centenas de prefeitos contra a lei de Responsabilidade Fiscal.

Um estudo divulgado há pouco pela Confederação Nacional dos Municípios mostra o impacto do novo piso nacional nas folhas de pagamentos das prefeituras. Com base em informações de 2009 do Tesouro Nacional, a CNM concluiu que, para cada R$ 1 de aumento no salário mínimo, os gastos municipais com pessoal sobem R$ 38 milhões por ano.

Se ficar definido que o novo piso nacional será de R$ 545, a parcela de municípios que não conseguem cumprir a lei de Responsabilidade Fiscal, limitando a 60% da receita líquida o gasto com pessoal, subirá de 8,7% para 11,7%. Aumentaria também a quantidade de prefeitos na chamada faixa prudencial: municípios que comprometem algo entre 55% e 60% da receita líquida com funcionários, aposentados e pensionistas. Ao todo, 650 prefeitos ficarão sujeitos a ter as contas rejeitadas e às penalidades da lei. Se o valor do mínimo chegar a R$ 600, 1.078 prefeitos – ou quase 20% das prefeituras do país – deixarão de cumprir a Lei de Responsibilidade Fiscal.

“Essa é uma política desrespeitosa e irresponsável. Brasília vai criando leis e programas que empurram o problema para os municípios”, diz Paulo Ziulkoski, presidente do CNM.


10 comentários

  1. Revoltado
    terça-feira, 15 de fevereiro de 2011 – 18:15 hs

    A Prefeitura que não consegue pagar este baixo salário deve fechar as portas e retornar a ser distrito de outro Municipio.

  2. PERCI LIMA
    terça-feira, 15 de fevereiro de 2011 – 18:55 hs

    ISSO É O QUE CHAMO DE SAFADEZA. SENÃO VEJAMOS…

    SALÁRIO MÍNIMO ACIMA DE R$ 545,00 PODERÁ INVIABILIZAR AS PREFEITURAS. PORÉM, PORÉM… SALÁRIO MÍNIMO DO GOVERNO ESTADUAL, MUITO ACIMA, MAS MUITO ACIMA DE R$ 545,00, ALGO EM TORNO DE R$ 800,00 OU MAIS POR MÊS, NÃO INVIABILIZA ORÇAMENTO FAMILIAR.

    É MOLE OU QUEREM MAIS! ISSO É DE UMA CRETINICE SEM TAMANHO. E AÍ, QUEM TEM RAZÃO NESSE SAMBRA DO CRIOULO DOIDO? O GOVERNO FEDERAL COM SUA POLÍTICA SALARIAL OU OS GOVERNOS ESTADUAIS COM AS SUAS DEMAGOGIAS?

  3. CAÇADOR DE PETISTAS
    terça-feira, 15 de fevereiro de 2011 – 21:35 hs

    Mentira.

    Basta o Governo Federal gastar menos com publicidade e propagando da Caixa e órgãos do próprio governo. Basta roubar menos que dinheiro tem e sobra. Antes o PT defendia os trabalhadores, hoje no poder, joga contra.

    Corja de populistas, malacos petistas.

  4. Parreiras Rodrigues
    terça-feira, 15 de fevereiro de 2011 – 21:35 hs

    Prefeituras penam com quadro inchado. Administrações seguem herdando aposentadorias. Mais os cargos em comissão. Eu, hein?

  5. Luizão
    terça-feira, 15 de fevereiro de 2011 – 23:53 hs

    ABSURDO!!!!! Embora trabalhe na área pública, não há lógica em tal notícia, pois muito recentemente houve o aumento dos salários dos deputados e a Confederação dos Municípios manteve-se totalmente em silêncio.

  6. FUNCIONÁRIO PÚBLICO..
    quarta-feira, 16 de fevereiro de 2011 – 8:40 hs

    EXISTE UMA MEDIDA BEM SIMPLES,, CORTA OS CARGOS COMISSIONADOS,,, ELES NÃO RECEBEM SÓ R$ 545,00

  7. Roque
    quarta-feira, 16 de fevereiro de 2011 – 9:27 hs

    O novo salário mínimo do Paraná vai inviabilizar a minha empregada. Olho da rua pra ela.

  8. quarta-feira, 16 de fevereiro de 2011 – 10:01 hs

    Conversa fiada todas as prefeituras pagam salário acima do mínimo

  9. ELVIS GIMENES
    quarta-feira, 16 de fevereiro de 2011 – 11:40 hs

    é fácil, basta reduzir salários dos comissionados e diminuir a noemação de ccs que tudo se enquadra no normal. Preeito recebendo 24 mil é um exagero. salário de prefieto teria quer ser tresmínimos e nada amsi, independente do munícipio

  10. antonio francisco da silva
    quarta-feira, 16 de fevereiro de 2011 – 13:16 hs

    Parece paradoxo,mas não é .Se 545 como salario inviabiliza as prefeituras do pais em sua maioria,o que dizer de 600,00 reais como estão propondo os tucanos.Será que eles não conhece a realidade financeiras dos pequenos municipios?È uma questão de coerencia.Fazer demagogia éo forte do senador tucano Alvaro CPI Dias.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*