Igreja Assembleia de Deus condenada a devolver 110 mil aos cofres públicos | Fábio Campana

Igreja Assembleia de Deus condenada a devolver 110 mil aos cofres públicos


Do blog da Joice

A Igreja Assembleia de Deus no Paraná foi condenada, pelo Tribunal de Contas do Estado, a devolver 110 mil reais aos cofres públicos. Segundo a decisão plenária, a entidade não teria aplicado o dinheiro em um convênio para a construção de um centro de psicologia universitário.

Segundo consta dos autos, da prestação de contas de 2006, o centro teria que ser exclusivamente da faculdade mantida pela igreja, mas acabou sendo instalado em um espaço alugado. Ainda cabe recurso na decisão. O relator do processo no TCE, Caio Márcio Nogueira Soares, e a direção da Igreja foram procurados pela reportagem, mas não quiseram gravar entrevista.


42 comentários

  1. ASSEMBLEIANO
    sexta-feira, 18 de fevereiro de 2011 – 12:39 hs

    QUE VERGONHA, SOU ASSEMBLEIANO MAS SE ISSO PROCEDER MESMO, É TRISTE VER QUE A CORRUPÃO ENTROU NA IGREJA. OS CULPADOS DEVEM SER PUNIDOS! QUE JUSTIÇA SEJA FEITA, DINHEIRO PUBLICO DEVE SER RESPEITADO.

  2. PAULO
    sexta-feira, 18 de fevereiro de 2011 – 13:05 hs

    E VC ACHA QUE A BANCADA VAI DEIXAR QUIETO???
    DUVIDO E FAÇO POUCO!

  3. Sergio Silvestre
    sexta-feira, 18 de fevereiro de 2011 – 13:14 hs

    Deus criou o universo,os seres vivos,a luz eas trevas,o que existia
    antes,ninguem sabe,como começou,e como termina.
    Fez os homens com sua mente aberta para saber o que é ruim ou
    bom.Os homens inventaram as igerjas,de todo tipo e formatos,ca
    da uma querendo ser maior que a outra.
    A fé não tem formato mas tem tamanho,é com o poder da fé,que a
    santidade do é maior ou menor.
    Para o homem viver bem,ser curado,ser, perdoado,não precisa de intermediarios,basta ter fé.

  4. sexta-feira, 18 de fevereiro de 2011 – 13:38 hs

    Eu não tenho nada contra esses evangelicos mais é um absurdo esse tipo de situação pra uma igreja, além do mais e que eles se envolvem com politica e uma coisa feia, esses pastores desta igreja vivem metidos em poliiticas pro seus proveitos proprios, e uma pena ver esse tipo de situação que vive essas igrejas.

  5. Pedro Neto
    sexta-feira, 18 de fevereiro de 2011 – 14:29 hs

    Fábrica de fazer dinheiro.

    Procurem no youtube, o Edir Macedo ensinando a novos pastores técnicas sofistas de convencimento e ludibriação…

  6. Arauto
    sexta-feira, 18 de fevereiro de 2011 – 14:33 hs

    Que se aplique o rigor da lei sem dúvida nenhuma!

    Mas, convenhamos a nota é vaga!

    Qual a Assembleia de Deus?

    Quem é quem na história?

    Onde é esta Assembleia de Deus?

    A Denominação Assembleia de Deus é de dominio público, de sorte que qualquer membro desta Igreja está sendo ofendido e nada tem com o problema, que se dê nome aos bois!

    Sejamos coerentes portanto!

  7. PERCI LIMA
    sexta-feira, 18 de fevereiro de 2011 – 14:51 hs

    ESSA CRENTARADA É UM BANDO DE DIABENTOS, O DEUS DELE É O DEUS DINDIN.

  8. Pedro
    sexta-feira, 18 de fevereiro de 2011 – 14:55 hs

    Pastor Vagner e seu filho sangue suga Eliel Gaby, vcs têm muita coisa pra contar. Voce Vagner aproveita da falta de saíde do Pastor Pimentel., Sugiro ao Fabio Campana abrir uma enquete com os membros da Igreja, assim saberá quem é o Vagner e o filho Eliel.

  9. assembleiano 2
    sexta-feira, 18 de fevereiro de 2011 – 15:52 hs

    Também acho que deve ser dado “nome aos bois”.
    Há inúmeras “assembléias de deus” que, como já foi citado, é um título de domínio público.

  10. sexta-feira, 18 de fevereiro de 2011 – 16:21 hs

    Que vergonha, até os Pastores desviando dinheiro do povão, por esses motivos que eu odeio igrejas evangélicas, são todas iguais começa do porteiro até presidentes das organizões ums chamados de pastor, são todos ladão.

  11. sexta-feira, 18 de fevereiro de 2011 – 16:55 hs

    Prezados internaltas é bom ressaltar que a prestacao de contas é referente a 2006, portanto nada tem com a atual administracao da AEADEPAR, FACEL e CIEADEP.
    A verba foi aplicada corretamente com a única observacao de que o laboratório foi muntado em um espaco alugado, porque a FACEL não tem ainda predio próprio.
    Mas conhecendo o nosso lider e sua transparencia, tenho certeza de que o departamento juridico já esta tomando as devidas providencias, tendo em vista o direito de recurso.

    Israel Borges da Silva

  12. marcio oliveveira da silva
    sexta-feira, 18 de fevereiro de 2011 – 17:11 hs

    Não se justifica, apropiação de dinheiro público. Mas criticar todos os evangélicos indistintamente é covardia de alguns que não querem compromisso com Deus. Precisa ser apurado o caso e punido se necessário, seja a denominação que for. Mas o que muitos esquecem, são os privilégios que muitas igrejas católicas tem e ninguém fala nada. Então vamos apurar todas as denominações, pois verão que muitas coisas serão encontradas. Pensem nisto, antes de criticar qualquer denominação. E realmente, no céu (para os que creem), não haverá denominação, apenas haverá os que são de Deus e os que não são.

  13. Pedro
    sexta-feira, 18 de fevereiro de 2011 – 17:59 hs

    Israel, veja como a Faecl qd o Vaner era diretor. Faltava tudo, inclusive biblioteca. Não me venha com defeza dessa gente. Posso até ser analfabeto, mas sei do Vagner e do filho Eleil Gaby que conseguiu ser pastor, mesmo sem tnunca ter dirigio uma igreja. Qts cooperadores foram colocados de lado. Chega rapaz, DEUS tudo vê, mas temos a justiça da Terra tambem. Fora Vagner Gaby e sua tropa que vive às custas da Igreja Assembleia de de DEUS da Missão. Viajam com o dinheiro dos membros e muito mais. Parabens Fabio Campana pela coragem.

  14. elias glaucio
    sexta-feira, 18 de fevereiro de 2011 – 18:16 hs

    Faz muito tempo que a corrupçao toma comta das instituiçoes religiosas.Sao os tosquiadores de ovelhas,mais interessados na pele das ovelhas do que na alma delas.

  15. Arauto
    sexta-feira, 18 de fevereiro de 2011 – 18:18 hs

    Ao Sr. Israel B. da Silva!

    É temerario seu post e discordo completamente ser mencionado as siglas de entidades que jamais foram mencionadas no post inicial!

    O que é Facel, Aeadepar e Cieadep, para quem ler estes comentários e noticia veiculada?

    Eu sei o que signfica estas siglas e não posso de maneira nenhuma concordar com a menção destes nomes, sem a devida autorização e representação legal das mesmas.

    Gostaria muito de ver a sua autorizaçào para se pronunciar como fêz!

    Isso vai dar lugar a especulações des-necessárias e afirmações que poderão denegrir esas entidades que jamais foram mencionadas acima.

    Repito mais uma vez: COERÊNCIA!

  16. moacir
    sexta-feira, 18 de fevereiro de 2011 – 19:54 hs

    Meu deus

  17. borrachada
    sexta-feira, 18 de fevereiro de 2011 – 20:52 hs

    Caro Israel.
    A maioria dos “internaltas” que se manifestou neste blog esta “muntada” de razão. Acho que você é pastor, não é …..?
    Eu apenas gostaria de saber que diabo( desculpem a evocação) é este convênio para que o Tribunal de Contas tenha que intervir! È dinheiro público que está envolvido? As finanças estão tão abaladas assim?

  18. xereta
    sexta-feira, 18 de fevereiro de 2011 – 21:18 hs

    Impressionante como aparece gente de todo lado para defender essas igrejas, mas na hora de fazer realmente o que Jesus ensinou… aí fica difícil. Tiram dinheiro dos mais pobres, vivem bem as custas das “ovelhas” criam regras absurdas de conduta, mas ninguem enxerga, parece que a lavagem cerebral é forte.

  19. jobalo
    sexta-feira, 18 de fevereiro de 2011 – 23:12 hs

    Bem pessoal, nos ja sabemos, como funciona essa roubalheira dentro das cogregações, evangelicas, primeiro foi o safado do davi miranda, ai brigaram por causa da divisão, depois veio o edir macedo , não precisa falar voces sabem da fortuna dele , depois veio o cunhado rr soares outro safra, que brigou com o edir macedo por causa da diviisão, agora tem uns dissidentes, como o tal do apostolo valdemiro, que cura até unha encravada, mas já estaõ ricos compraram cinemas e outras coisas mais,. Agora vai a pergunta que não quer calar: A maioria é analfabeto de pai e mãe, quem dá o titulo de bissspo, onde estudam, que conhecimento de causa eles tem. Sabe-se que um padre tem que estudar 20 ou 30 anos para as vezes morrer como paroco, e para chegar a bispo são mais de 30 ou 40 anos, então esses bissssposss de meia pataca, são nomeados, por quem?

  20. SALVIANO ABREU MAIA
    sexta-feira, 18 de fevereiro de 2011 – 23:44 hs

    É preocupante, dinheiro público mal aplicado. E o que dizer de $$$$ de pessoas de fé, de trabalhadores. Prestem atenção numa tal missionária Carla, também da Assembléia de Deus, que em seu programa de rádio chamado Momento com Deus, pede $$$$ para ajudar crianças na África, a mocinha tem alguns automóveis, o último comprado é uma TUCSON. Será que ela está angariando para as crianças e usando em benefício próprio. Olho vivo!!! Cadê o Ministério Público? Art. 171 – Obter, para si ou para outrem, vantagem ilícita, em prejuízo alheio, induzindo ou mantendo alguém em erro, mediante artifício, ardil, ou qualquer outro meio fraudulento.

  21. alysom brasil
    sábado, 19 de fevereiro de 2011 – 0:05 hs

    a maioria dessas pessoas não sabe o que esta dizendo
    falta cultura e quem não tem conhecimento desconhece
    respeito , criticar os evangelicos,,.
    em especial da assembleia de deus ,,,tem que conhecer a igreja e
    os fatos ,ser rasoavel ao impor seu ponto de vista ,é mais prudente
    ,,,,os de mal com a vida vai orar que deus vai te ajudar,,,,,

  22. JC
    sábado, 19 de fevereiro de 2011 – 10:13 hs

    Atenção agentes de segurança pública do PR. Vamos abrir uma nova ‘”Igreja Vigilantes do Senhor”, se não conseguirmos chegar ao Paraíso, pelo menos viveremos por aqui nos Céus.

  23. antonio carlos
    sábado, 19 de fevereiro de 2011 – 11:43 hs

    Depois reclamam quando dizem que templo é dinheiro. Esta coisa de confundir os interesses dos homens com os de Deus só pode dar nisto. ACarlos

  24. sábado, 19 de fevereiro de 2011 – 12:31 hs

    NOTA DE ESCLARECIMENTO

    A Faculdade FACEL, instituição mantida pela AEADEPAR – ASSOCIAÇÃO EDUCACIONAL DAS IGREJAS EVANGÉLICAS ASSEMBLÉIA DE DEUS DO ESTADO DO PARANÁ, vem a público esclarecer o que segue:
    Em data de 18 de fevereiro de 2010 foi veiculado pela imprensa que a FACEL/AEADEPAR teria que devolver valores que foram repassados pelo Estado para a implantação do laboratório de Psicologia em suas instalações.
    Primeiramente cumpre salientar que até o presente momento nem a AEADEPAR, tampouco a FACEL foram notificadas de qualquer decisão do Tribunal de Contas do Estado do Paraná.
    E de salutar importância esclarecer que esta instituição está pautada nos princípios cristãos e cumpriu todos os requisitos legais junto à Administração Pública, o que permitiu em 2006, usufruir do beneficio de repasse de valor pelo Estado para implantação do laboratório de Psicologia, tendo como prioridade a melhoria do ensino aos seus alunos.
    Tendo em vista a regularidade no procedimento, a Secretaria de Estado da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior – SETI aprovou o referido repasse, inclusive emitindo o Termo de Cumprimento, o que prova que a instituição cumpriu todos os requisitos legais.
    Todos os questionamentos argüidos pelo Tribunal de Contas foram devidamente esclarecidos por esta instituição.
    Caso o Tribunal de Contas realmente tenha indeferido o recurso desta instituição, registre-se que novo recurso será apresentado à instancia competente, bem como todas as medidas legais cabíveis serão perpetradas.

    FACULDADE FACEL

  25. ranata merci
    sábado, 19 de fevereiro de 2011 – 12:48 hs

    deem os nomes dos que praticaram isso,todos os avangélicos querem saber. Vamos separar isso. Não aceitamos que todos os evangélicos sejam colocados no mesmo saco. Pastor Vagner Gaby e seu filho Eliel, qe vanham se explicar. Não vamos deixar barato. Assembléia de Deus não pertence à voces!!!!!!

  26. Regis Trevizo
    sábado, 19 de fevereiro de 2011 – 13:52 hs

    Com esse nome ASSEMBLÉIA até religião não escapa!

  27. sábado, 19 de fevereiro de 2011 – 14:47 hs

    Parabens a FACEL, entidade honrada que sempre trabalhou com transparencia.
    A nota de esclarecimento não deixa dúvida, haja vista ter sido aplicado corretamente a verba.
    A questao de ter sido montado o laboratório em prédio alugado é muito obvia, pois a Faculdade não tem prédio próprio,
    Esperamos que o TC seja coerente e entenda essa situacao.
    Lamento ver pessoas criticarem uma Instituicao respeitada, sem saber corretemente das coisas, mas é assim mesmo, querem denegrir, para se justuficarem em suas rebeldias contra a palavra de Deus.

    Aparecida

  28. sábado, 19 de fevereiro de 2011 – 15:01 hs

    Parabéns a Diretoria da CIEADEP, AEADEPAR, FACEL e Conselho Jurídico, pela nota de esclarecimento, uma vez que os princípios e valores cristãos sempre foram observados por nossas instituições.

    Compra a verdade, e não a vendas; e também a sabedoria, a instrução e o entendimento. Provérbios 23:23

    Adriana Fernandes
    Curitiba-PR

  29. sábado, 19 de fevereiro de 2011 – 17:52 hs

    A Igreja Assembleia de Deus no Paraná foi condenada, pelo Tribunal de Contas do Estado, a devolver 110 mil reais aos cofres públicos. Segundo a decisão plenária, a entidade não teria aplicado o dinheiro em um convênio para a construção de um centro de psicologia universitário.

    Sente só a incoerência: “condenada”… a entidade não teria aplicado o dinheiro em um convênio para a construção de um centro de psicologia universitário.

    Pergunta: Onde é este espaço alugado?
    A faculdade desde o início de sua fundação funciona no mesmo lugar! Como ela poderia desviar dinheiro se foi aplicado na própria instituição?

    Pense. Se não podia ser aplicado o recurso em imóvel alugado, como o Governo liberou a verba sabendo que a instituição não possui imóvel próprio?

    Me mata de nojo notícias veículada por sensacionalistas, que a exemplo desta matéria, tentam denegrir a imagem de organizações sérias que atuam neste estado (PR) há mais de 80 anos.

    “Segundo consta dos autos, da prestação de contas de 2006, o centro teria que ser exclusivamente da faculdade mantida pela igreja, mas acabou sendo instalado em um espaço alugado.”

    Note as incoerências do primeiro parágrafo e do segundo.

    “Nada se pode contra a verdade, senão pela verdade!”

  30. Ed Santos
    sábado, 19 de fevereiro de 2011 – 20:44 hs

    Como é lamentável ver tantas pessoas comentarem algo sem o devido conhecimento. Fui buscar melhores informações e soube que não é nada com a igreja Assembleia de Deus e sim com uma Faculdade que a Assembleia de Deus é provedora, doando valores para sua manutenção e sustentando bolsas de estudo. O que ocorreu é passivo de recurso judicial pois a verba repassada pelo gover a Faculdade FACEL foi devidamente aplicado e o prédio deste Faculdade sempre foi alugado, Nunca isso foi motivo de sensura pelos órgãos competentes. Tudo isso é notícia de mal informados e críticos contumazes dos evangélicos. É meramente um mal entendido que será sanado, sem dúvidas.

  31. Mariangela
    sábado, 19 de fevereiro de 2011 – 22:25 hs

    O pior disso tudo é que noticias contra uma faculdade é atribuida a ASSEMBLEIA DE DEUS, instituição honrada e séria.
    Deveria na lei da imprensa, ser aberto espaço para a defesa da AD uma vez que FACEL não é Assembleia de Deus.

  32. sábado, 19 de fevereiro de 2011 – 23:46 hs

    Lamento ler tantas críticas a uma instituicao tão seria como a FACEL e sua mantenedora AD que existe há mais de 80 anos no Paraná.
    Tomei conhecimento dos autos e estou informada de que a verba foi usada integralmente, para montar o laboratório com toda a transparência e lisura.
    A questão do mesmo ser montado em prédio alugado é muito facil de se explicar, pois a Faculdade está instalada em um predio alugado deste a sua fundacao há 10 anos.
    A decisao cabe recurso, o que está sendo feito pelo júridico.
    Quem tem dúvida é somente visitar a FACEL e ver o laboratório montado e em funcionamento.
    Não se deve acusar instituições ou pessoas, sem se certificar da realidade.

    Professora Telma Custódio

  33. Professora Maria
    domingo, 20 de fevereiro de 2011 – 0:10 hs

    Prezados,
    Estou certa da diferença entre Igreja Assembléia de Deus e uma Associação Educacional mantida com recursos dos alunos e inclusive da Igreja.
    Ocorre que provavelmente esta associação não possui uma consultoria jurídica competente que deveria orientá-la na assinatura de Convênios com orgãos públicos. Existem normas e princípios que norteiam essas parcerias que devem ser respeitados.

    Ocorre que no Termo de Convênio entre o Governo do Estado (SETI – Secretaria de Ciência e Tecnologia) e a Associação, se dispõe sobre a proibição de se aplicar recursos para execução de obras em prédios que não pertencem a entidade conveniada. Ora a alegação de que o Governo sabia que o prédio da entidade era alugado não procede e não se sustenta. Ninguém pode alegar desconhecimento de Lei.

    O Princípio da Legalidade (Art. 37 da Constituição) deve estar em todos atos administrativos (inclusive nos convênios). Se este for ferido, deve o poder público ser ressarcido pelo seu descumprimento. Deve ser esta a posição do Tribunal de Contas.

    Se houve dolo ou culpa, isso se verificará enviando o assunto ao Ministério Publico para investigação. Se comprovada a culpa os responsáveis responderão civilmente para devolver os recursos devidamente corrigidos ao erário. Se já tiverem feito administrativamente por conta da solicitação do TC dá-se o assunto por encerrado. Se verificado o dolo, alem das ações civis os responsáveis responderão criminalmente.

    Entretanto, se utilizar desse assunto para agredir genericamente uma comunidade religiosa e todos seus lideres, é no mínimo falta de inteligência.

    A boca fala do que o coração está cheio. Separemos o joio do trigo.

    ps. nao faço parte desta Igreja mas respeito sua história e seu trabalho.

  34. Patrícia Duarte
    domingo, 20 de fevereiro de 2011 – 9:33 hs

    sou aluna de Psicologia da FACEL, e realmente fico pasma de que existem pessoas que gastam seu precioso tempo de vida em escrever essa notícia sem ter certeza das coisas!! como amigos anteriores escreveram: Não são capazes de dar nomes aos Bois !! Se liguem e gastem seu tempo em algo útil !! FACEL é uma coisa !! e Igreja Ass de Deus é outra !! Falta coerência Ok ????

  35. Julia Araújo
    domingo, 20 de fevereiro de 2011 – 11:34 hs

    Me dirijo aos irmãos que com certeza são membros da referida denominação que se arrependam dos comentários ignorantes, falsos e mentirosos que têm feito neste post, em primeiro lugar, como já foi citado aqui, a Faculdade só é mantida pela Igreja Assembléia de Deus, portanto a igreja nada tem haver com isto, em segundo lugar, o dinheiro não foi desviado, e sim aplicado no prédio que a faculdade funciona desde o início e que é alugado, talvez seja este o grande erro, mas que foi aprovado na liberação desta verba e em terceiro lugar e o mais importante é a falta de prudência de alguns incaltos de citarem alguns nomes de servos de Deus, pessoas separadas por Deus, sendo alvo de algum membro da própria denominação, porque sim, é da própria, pois se não, não saberia os nomes dessas pessoas ou de seus programas, virem aqui, numa rede mundial, enlamear o nome da igreja que frequenta!
    Olha o tamanho da falta de pudor, temor, prudência dos filhos da luz, pois o post nada fala de nomes e aproveitadores veêm aqui uma oportunidade de difamar seus próprios pastores e obreiros, isso me envergoha, me enoja, escrevem os nomes errados para se esconder atrás de um falso analfabetismo, a nossa bíblia nos condena e nos diz: Ai daquele por quem vem o escandâlo, é melhor arrancar sua mão fora, do que escandalizar seu irmão, a mesma também nos diz que só cabe a Deus o julgamento, se vocês tem problemas com sua igreja ou seus pastores, resolva internamente e não em rede mundial, tentando fazer uma política mesquinha e egoísta, lembre-se que Deus tudo vê, a verdade e a mentira e que Ele perdoa sim, mas as consequencias do pecado fatalmente acontecerão, é assim desde Adão e Eva!
    Já viram as outras comunidades, denominações virem aqui e exporem seus membros? Não, eles se defendem!
    Prudência meus irmãos, o inferno está rindo da cara de vocês!

  36. domingo, 20 de fevereiro de 2011 – 21:46 hs

    Mais uma vez os Evangélicos acham que estão acima das leis. Creio está passando da hora de atitudes mais sérias sejam tomadas, Uma CPI séria. Não é aceitavel vermos alguns cidadões se aproveitarem de algumas denominações religiosas para burlarem as leis e acharem que podem ficar impunes. Alguns exemplos: Dezenas são os casos de construções irregulares, sem os devidos alvarás, projetos etc, que ao final acabam por colocar em risco os fiés; Na politica vemos de tudo, membros candidatos como a Cantora Mara Lima e o Dep. Takaiama, burlando descaradamente a lei eleitoral; Shows em comicios estão pribidos e estes assim como outros candidatos evangélicos simulam cultos, que não passam de Shows disfarçados. Já vi video de um destes cultos que o próprio Takaiama assume ter usado da condição de Deputado para reduzir multa aplicada pelo CREA em obra ilegal. Se a obra está ilegal, cabe a um Deputado Federal usar de ameaças para retira-las? Neste mesmo video ele e o Prefeito local simulam documento que diz que o Deputado vai providenciar o asfalto de duas ruas, ambas passando frente as igrejas evangélicas locais. Nada demais isso, o problema que no Governo Federal todos os recursos devem ser liberados através projetos no Portal de Convênios e não mais através de Deputados, o que aliás acaba por dar uma melhor moralizada na liberação dos recursos.
    Finalizando, lei é lei, e deve ser respeitada por todos, cidadãos comuns, plebeus, evangélicos, orgãos públicos, justição, igrejas, por todos.
    Evangélicos, já que se dizem seguidores e representantes reais de DEUS, façam assim. SIMPLESMENTE PASSEM A RESPEITAR AS LEIS E EXIGIR QUE SEUS PASTORES FAÇAM O MESMO. EM ELEIÇÕES NÃO VOTEM NESTES QUE APROVEITAM DO TEMPLO PARA FAZEREM SUAS CAMPANHAS. REPUDIEM OS PASTORES QUE FAZEM ACORDOS COM OS POLITICOS.

  37. José Diniz
    segunda-feira, 21 de fevereiro de 2011 – 17:16 hs

    Como evangélico, sinto-me envergonhado.

  38. Andressa Silva
    terça-feira, 22 de fevereiro de 2011 – 19:32 hs

    Caros, primeiro leiam a notícia direito e procurem se informar antes de nomear e acusar pessoas que não tem relação com o tema. A nota da FACEL diz tudo caso alguma dúvida persista. A notícia é genérica de mais e o povo ignorante e sensacionalista. Quem se nomeia “assembleiano” deveria se informar melhor do tema antes de ficar falando besteira e fomentando esta história. Os que não são, deveriam fazer o mesmo ao invés de levantar falso testemunho sem conhecimento algum de causa. Ainda em tempo, antes de criticar e caluniar, algumas pessoas deveriam voltar à escola e aprender escrever o português correto, certas coisas aqui escritas são vergonhosas para a língua portuguesa.

  39. Antônio Carlos Moreira
    sábado, 26 de fevereiro de 2011 – 21:09 hs

    É lamentável, sou assembleiano a 51 anos.
    Conviver com uma lástima com a que se apresenta, é terrível.
    Bem no ano do centenário da Igreja no Brasil.
    Os culpados deveriam enfiar a cara num buraco.
    Mas como eu sempre digo, na minha Bíblia está escrito sobre “um tal dia do Juizo” onde os homens haverá de prestar contas com Aquele que tudo vê.
    Este é o meu consolo.

  40. Antônio Carlos Moreira
    sábado, 26 de fevereiro de 2011 – 21:19 hs

    É lamentável:

    Não bastava a corrupção política em que vivemos cercados, tinha que se manifestar dentro da Igreja também? E isto, por homens que se dizem cristãos?
    Muitas vezes não dão espaços aos honestos, aos corretos, tomam posse do poder como se fossem os donos da Igreja.
    Aliás, a Igreja nem deveria se misturar com política. O que não se verifica hoje em dia. Muitos tem andado de braços dados com coisas semelhantes.
    Daí a consequencia é certa. Como no meio político as coisas são assim, acham que poderiam proceder da mesma maneira aqui dentro, isto e, dentro da Igreja.

    “Mt 18.7 – Ai do mundo, por causa dos escândalos; porque é mister que venham escândalos, mas ai daquele homem por quem o escândalo vem”!

  41. Nereu
    sábado, 11 de junho de 2011 – 22:28 hs

    caros leitores, eu era um assembleiano hoje sou Batista depois de analizar muito sobre o comportamento dessa igreja que se diz pentecostal orei pedi a descisão do alto

    por vários motivos sai da Assembleia

    motivos: orgulho, soberba muito comercio e o envolvimento muito forte com a politica isso denigre a imagem desta igreja os preletores eles tornam-se verdadeiros profissionias em seus discursos digo discurso porque usam a mensagem como se estivesem em um palanque em época da propaganda politica isso envolve a plateia nosso cerebro recebe este tipo de informação e retribui com emoção é um absurdo uma coisa dessas os Assembleianos analisem com calma isso se não é uma verdade

    pensem e peçam sabedoria do alto para disernir o certo do errado
    muita propaganda e tudo gerando em torno de intereçe financeiro

    que Deus tenha misericordia dessa gente,avarentos egoistas vcs ja sabem que um dia irão prestar contas de tudo isto

    Curitiba 11/ 06/2011

  42. Nereu
    sábado, 11 de junho de 2011 – 22:39 hs

    Andressa
    te digo pra ter dicernimento com relação a esta igreja não precisa ser um catedratico euescrevo muitas palavras erradas isso não quer dizer nada pare de ser uma pucha saco

    vc é uma das interessadas na grana pelo geito

    ja estou com um pé atraz

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*