Greca afundado em briga por herança | Fábio Campana

Greca afundado em briga por herança

Em sua coluna no jornal Indústria e Comércio, Aroldo Murá conta a briga de irmãos da família Greca de Macedo por questões relacionadas à divisão da herança. O barraco passou da discussão privada para o território público onde se move o ex-prefeito Rafael Greca de Macedo. Inevitável.

Resumo da ópera: Greca e seu irmão demandam na Justiça contra a irmã. Rafael alega que foi passado para trás pela senhora sua irmã acusada de se apossar de heranças ao fazer testamentos “in extremis” de parentes.


6 comentários

  1. Alemão
    domingo, 6 de fevereiro de 2011 – 15:50 hs

    Aonde Rafael Graca está , tem problemas com divisões, dinheiros, gastos exagerados , trapassas ….

  2. Anônimo
    domingo, 6 de fevereiro de 2011 – 22:09 hs

    Esses problemas são bem a cara do Greca por isso nem merece atenção.

  3. Defer
    segunda-feira, 7 de fevereiro de 2011 – 9:30 hs

    quem depende de herança de familia é patetico, a maior herança que nossos pais deixam é educação e ser correto, os filhos deveriam tomar vergonha na cara quando os pais lhe dao isso e fazer seu pezinho de meia sozinho!

  4. Cajucy
    segunda-feira, 7 de fevereiro de 2011 – 10:16 hs

    Merece atenção sim, Anônimo.
    É sempre bom saber até onde vai a roupa suja das personalidades delirantes e até pouco tempo, ‘otoridade’ da hora.

  5. Xuxa Mafalda
    segunda-feira, 7 de fevereiro de 2011 – 16:10 hs

    Vai ver que ele começou a se preocupar com isso agora que está sem emprego e renda.

    Vai precisar do $$$ dos velhinhos para viver!

  6. antonio carlos
    segunda-feira, 7 de fevereiro de 2011 – 20:50 hs

    Trapaça? Vigarice? O referido cidadão é craque neste tipo de coisas. Até hoje ele não consegue explicar porque a Nau dos 500 anos não funcionou. Que vexame. Ele não traiu o Jeime e se jogou nos braços de Maria louca? E aquelas estórias de contas de restaurante pagas pela estatal das casas populares? E agora vem dizer que foi passado para trás. E nós, fomos passados para onde? ACarlos

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*