Governo libera R$ 2,2 milhões para garantir alimentação de presos | Fábio Campana

Governo libera R$ 2,2 milhões para garantir alimentação de presos

Da Aen

O Governo do Estado liberou nesta terça-feira (22/02) R$ 2,2 milhões do Fundo Rotativo da Polícia Civil, que serão utilizados por delegacias e distritos policiais para pagamento de atrasados referentes à alimentação de presos, entre outras despesas. O valor foi dividido entre 135 unidades de 120 municípios.

Os recursos liberados correspondem ao repasse do Fundo Rotativo do mês de dezembro, que não foi realizado pelo governo anterior e nem relacionado entre os restos a pagar do orçamento de 2010. Assim, repetindo o que já ocorreu na área da saúde, o Estado precisou recorrer à receita do exercício atual para saldar os compromissos atrasados.

De acordo com a Secretaria de Segurança (Sesp), mesmo com o atraso no pagamento, nenhum detento deixou de ser alimentado, porque a aquisição dos gêneros alimentícios é feita por antecipação de débito.

A regularização dos pagamentos garante novas compras de alimentos, evitando problemas mais adiante. Atualmente há cerca de 12.500 presos em regime provisório nas 194 unidades da Sesp.

A situação está regularizada em relação aos 15.000 presos das penitenciárias administradas pela Secretaria de Estado da Justiça e Cidadania.

A Secretaria da Segurança está fazendo um estudo para reajustar o valor da diária para alimentação de presos de delegacias, que desde dezembro de 2001 é mantida no valor de R$ 2,00, a despeito de toda a variação dos preços nesse período.

A secretaria reafirma que tal situação deixará de existir na medida em que os presos abrigados em cadeias e distritos policiais sejam transferidos para estabelecimentos prisionais da Secretaria da Justiça, conforme determinação do governador Beto Richa.


7 comentários

  1. ▄▀▄†Ψ REQUEIJÃOΨ†▄▀▄™
    terça-feira, 22 de fevereiro de 2011 – 20:54 hs

    Esse governo. Quem diria?? tratar bem os presos e bandidos. Talvez Beto esteja acostumado mesmo a alimentar a bandidagem!!!!

  2. Delegado de Londrina
    terça-feira, 22 de fevereiro de 2011 – 21:05 hs

    Essa é a herança dos “governos” do gardenal e do barrigudo bailarino e é claro….do anaozinho….

  3. CLOVIS PENA -
    quarta-feira, 23 de fevereiro de 2011 – 7:15 hs

    O problema, embora grave, não é só a alimentação dos presos.

    Excelente a recente entrevista do secretário da fazenda do Paraná. Mas não esclareceu se o Estado cumprirá administrativamente o pagamento dos policiais, conforme determina a emenda constitucional. Disse apenas que teria que haver uma fonte para pagar.

    Há poucos dias foi liberada uma verba para a prefeitura de Curitiba cuidar da copa de 2014.
    Qual o critério? Qual a fonte ?
    Cabe ao secretário mesmo indicar, ouvido o governador.
    Qual a fonte ?

  4. AGUAVE
    quarta-feira, 23 de fevereiro de 2011 – 10:32 hs

    Despesa não empenhada não pode ser paga. De quem é o crime?
    De quem fez a despesa sem autorização ou de quem manda pagar o que não deveria ser pago.

  5. Sergio silvestre
    quarta-feira, 23 de fevereiro de 2011 – 13:51 hs

    Meus avós quando vieram da italia,passaram meses e meses em que ará pendurada uma sardinha com um barbante no teto,e a nona fazia uma polenta,e todos se reunião em volta da mesa,e com um pedaço da polenta ,esfregava na sardinha para dar um gostinho.
    Isso erá o povo que ajudou o brasil progredir,agora os presos de varios tipos de crimes,comem melhor que qualquer operário brasileiro,querem que as cdeias virem spas,saem dela bem mais fortes e bronzeados,parecem que até passam férias
    As ongs de direitos humanos enchem muito o saco ,porque aqui é o paraiso para elas,nos estados unidos cadeia é lugar para se cumprir penas,sem molesa para bandidos.

  6. Mello Maluco
    quarta-feira, 23 de fevereiro de 2011 – 19:09 hs

    Olha Governador Beto Richa, Confio e apoio suas decisões no sentido de tentar dar ao Estado do Paraná Toda a lisura possível.
    Mas cuidado governador, para que sem a devida assessoria o senhor não se arrebente, porque o dinheiro do FUNRESPOL da policia civil é único e exclusivamente para ser usado no fundo de r equipamento policial, ou seja para realizar compras a serem destinadas a uso policial, como por exemplo, viaturas e armamentos e equipamentos para uso da policia em prol da sociedade paranaense.
    Governador há um exemplo bem claro do desvio e destinação dada a esta verba do funrespol, a cerca de muitos anos passados o Ex-Governador Roberto Requião, desviou o dinheiro do funrespol – Fundo rotativo da policia e comprou um helicóptero, para ser usado pelo governo e não pela policia civil, então um delegado de policia entrou com uma ação civil publica que ainda esta incomodando o ex Requião.
    O dinheiro das arrecadações de impostos do Funrespol e Funresbom não podem ser destinados a pagamento de alimentação de presos da justiça, ainda mais que por lei da vara de execuções penais e pela Constituição Brasileira, os presos são de responsabilidade da Secretaria de Justiça e não da Secretaria de Segurança Publica.
    Meu amigo Governador não faça isso de destinar verba que era para ser usada em prol da população para melhorias na área de Segurança Publica.

  7. Roberta weiss
    quinta-feira, 24 de fevereiro de 2011 – 11:29 hs

    Olha Fábio Campana, postei um pitaco aqui na sua coluna, com relação a esta noticia da liberação desta verba, e é claro foi com outro codinome.
    Bem o caso é o seguinte é necessário avisar o governador Beto Richa, que não é possível liberar a verba do FUNRESPOL da policia civil do fundo rotativo, para pagar a conta que é de responsabilidade da Secretaria de Justiça do Parana, já é decidido pelo STF e Pela constituição que preso não é responsabilidade da Secretaria de Segurança Publica, que a manutenção e a guarda destes é da VEP e Secretaria de Justiça.
    No passado o Requião quando governador tirou dinheiro do Fundo Rotativo da Policia Civil, e do FUNRESBOM para comprar um helicóptero que ficou a disposição do Estado, ele responde esta bronca ate hoje, por conta de uma ação civil publica.
    Governador estes recursos do Funrespol tem, destinação própria para compra de equipamentos e materiais como armamento, algemas, munição e outros afins, para uso da corporação policial na proteção da população.
    Um Abraço Fabio

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*