Fábio Camargo pede CPI de falências e concordatas | Fábio Campana

Fábio Camargo pede
CPI de falências e concordatas

O deputado Fábio Camargo tem requerimento assinado por 19 parlamentares que pede a primeira CPI desta nova fase da Assembleia Legislativa. O pedido é de causar arrepios em intermediários, rábulas, atravessadores e assemelhados que lidam com falências e concordatas. Trata-se de investigar tantas falências e concordatas que por anos se perpetuam.


12 comentários

  1. Lorena Meyers
    terça-feira, 1 de fevereiro de 2011 – 19:07 hs

    E causa arrepio também a tarefa de encontrar o tal “fato determinado”, requisito de instauração de CPI.
    Valha-me, Senhor !

  2. Emerson
    terça-feira, 1 de fevereiro de 2011 – 19:47 hs

    Otima providencia, se for realmente levada a serio e não – somente – palco d
    escrachos que não dao em nada.

  3. PAULO
    terça-feira, 1 de fevereiro de 2011 – 20:02 hs

    AÍ TEM!!!!!

  4. Agostinho Carrara
    terça-feira, 1 de fevereiro de 2011 – 22:59 hs

    Seria interessante começar por investigar a irmã dele que é juíza titular de uma das varas de falências de curitiba e que tem um rótulo não muito favorável no meio…

    Investiga mesmo!

    Mas investiga bem fundo que você acha muita coisa…

  5. Anônimo
    terça-feira, 1 de fevereiro de 2011 – 23:48 hs

    Fábio Campana

  6. Ammarante mello rego
    quarta-feira, 2 de fevereiro de 2011 – 9:06 hs

    A volta do corneteiro geral da provincia,será que suas cornetadas dá em alguma coisa,ou é só para levantar a lebre,e tirar algum proveito

  7. Anônimo
    quarta-feira, 2 de fevereiro de 2011 – 11:33 hs

    “NO MEIO DO CAMINHO TINHA UMA PEDRA,
    UMA PEDRA NO MEIO DO CAMINHO,
    NO MEIO DO CAMINHO TINHA UMA PEDRA..”

    Vamos transformar o “país das maravilhas” em um “país maravilhoso para todos”, basta para isso, “pôr uma pedra no caminho” de cada membro do “país das maravilhas”!
    É um sonho quase utópico, mas se houver um juiz que, com sabedoria perceba a necessidade de “pôr uma pedra no caminho dos golpistas”, um desembargador, um advogado, um promotor, ou uma câmara inteira de um tribunal de justiça, poderia se chegar a milhões de “pedras no caminho” e os membros do “país das maravilhas” ficariam enfraquecidos e poderíamos um dia, nos aproximarmos do “país maravilhoso para todos”.

  8. Edson Aparecido da Silva
    quarta-feira, 2 de fevereiro de 2011 – 11:42 hs

    “NO MEIO DO CAMINHO TINHA UMA PEDRA,
    UMA PEDRA NO MEIO DO CAMINHO,
    NO MEIO DO CAMINHO TINHA UMA PEDRA..”

    Vamos transformar o “país das maravilhas” em um “país maravilhoso para todos”, basta para isso, “pôr uma pedra no caminho” de cada membro do “país das maravilhas”! É um sonho quase utópico, mas se houver um juiz que, com sabedoria perceba a necessidade de “pôr uma pedra no caminho dos golpistas”, um desembargador, um advogado, um promotor, ou uma câmara inteira de um tribunal de justiça, poderia se chegar a milhões de “pedras no caminho” e os membros do “país das maravilhas” ficariam enfraquecidos e poderíamos um dia, nos aproximarmos do “país maravilhoso para todos”.

    *** (Trecho petição no processo de Falência de Emilio Romani S/A)

    “A CPI PODE SE TRANSFORMAR NUMA MONTANHA DE PEDRAS NO CAMINHO DOS CORRUPTOS”
    Edson Aparecido da Silva – Advogado

  9. José Diniz
    quarta-feira, 2 de fevereiro de 2011 – 11:50 hs

    Parabéns ao Fabio Camargo, essa é a resposta aos seus eleitores. Trabalho, ação e respeito ao povo do Paraná. Aos que criticam sem fundamento fica aqui uma sugestão, instaladas as CPIs, acompanhem de perto indo a ALEP. Pré julgamento é péssimo!!!

  10. Antonio
    quarta-feira, 2 de fevereiro de 2011 – 12:54 hs

    Parabéns Fabio Camargo, deixa que os derrotados se esplodam!!!

  11. Anonimo
    quinta-feira, 3 de fevereiro de 2011 – 12:32 hs

    Vai ser de abalar!!!!

  12. Maria Antonieta
    quinta-feira, 3 de fevereiro de 2011 – 13:25 hs

    hmmmmm…
    é crer pra ver…

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*