'CPI do grampo' da Assembleia quer apoio das polícias e do MP | Fábio Campana

‘CPI do grampo’ da Assembleia quer apoio das polícias e do MP

Do G1 Pr

O presidente da “CPI do grampo” da Assembleia Legislativa do Paraná, deputado Marcelo Rangel (PPS), está neste momento com o secretário de Estado de Segurança Pública, Reinaldo de Almeida César. O parlamentar quer o apoio das polícias civil e militar durante as investigações da Comissão. Em um segundo momento, ele pedirá suporte da Polícia Federal e do Ministério Público, além de imagens das câmeras de segurança da Casa.

Em entrevista ao G1, Rangel disse que o ex-presidente da Assembleia deputado Nelson Justus (DEM) deve ser chamado para depor. “Todos os deputados foram vitimados. (…) Nelson Justus assinou [o projeto de resolução da CPI]. (…) Nós temos interesse em ouvi-lo para saber se houve algum tipo de reforma, ou quem tinha acesso [às salas], ou algum tipo de suspeita na época que ele era presidente”, explicou.

 A assessoria de Justus não respondeu ao pedido de entrevista feito nesta quinta-feira. No começo deste mês, uma varredura feita por técnicos em segurança revelou sete locais suscetíveis a escutas, gravações ilegais e pelo menos um grampo telefônico na sede do Legislativo do Paraná. Marcelo Rangel ressaltou que “os depoimentos serão públicos, mas em caso de decisão do colegiado, pode ser que alguns sejam fechados”.


9 comentários

  1. SYLVIO SEBASTIANI
    quinta-feira, 17 de fevereiro de 2011 – 17:50 hs

    Certo a solicitação do deputado. A Secretaria de Segurança Pública, precisa determinar a Policia Técnica e outros orgãos competentes da area, para colaborar com a CPI, pois é natural que os deputado não tem conhecimento destes casos. Aproveito para dar um palpite: A Direção da Assembléia Legislativa cometeu um erro, ao chamar uma firma particular para verificar as escutas telefonicas, gravações ilegais e grampos no telefones.Isso é caso de Policia, pois foi dentro do Poder Legislativo que se praticou esse crime.

  2. Como erra?!
    quinta-feira, 17 de fevereiro de 2011 – 17:58 hs

    Quem ouve a isolada RPC (cada vez mais perdida só na picuinha pessoal com Justus) entende que Justus teria se auto grampeado. Dão a notícia com “ar” de culpa ao deputado, quando na verdade o mesmo é vítima, tanto que assinou a CPI dos Grampos.

    Parabéns ao Rangel pela iniciativa e aos demais veículos de comunicação que não estão distorcendo os fatos, como UM faz.

  3. VERDADE
    quinta-feira, 17 de fevereiro de 2011 – 19:22 hs

    Essa cambada pelo jeito não tem o que fazer! CPI dos Grampos? Falcutruas, maracutais, conchavos, etc…Bota tudo mundo em cana que sai mais barato pro Estado. E as polícias e o MP não perdem tempo com esses vagabundos!

  4. eleitor paranaense
    quinta-feira, 17 de fevereiro de 2011 – 21:09 hs

    Isso é pura vaidade,pois tem doentes morrendo nas portas de hospitais e dentro de casas de saúde,e essa persona querendo holofotes.O jornal Estadual de hoje da globo mostra isso.
    SE LIGUEM DEPUTADOS…….TRABALHEM EM FAVOR DO POVO.

  5. pimenta
    quinta-feira, 17 de fevereiro de 2011 – 21:28 hs

    Se gritar pega ladrão…..não sobra um meu irmão………..
    Polícia para quem precisa……no caso , eles precisam….

  6. ivanowski
    quinta-feira, 17 de fevereiro de 2011 – 23:54 hs

    .A escuta telefônica clandestina ñ é nada em relação a tudo o que acontece na “Casa de Leis” – sobre o que nenhum deputado propôs CPIs. Por quê ñ se criou a CPI dos Diários Secretos. Da prisão dos ex-diretores. Do desvio dos 100 mi e por aí vai ………..??????

  7. fred
    sexta-feira, 18 de fevereiro de 2011 – 9:19 hs

    essa CPI tem um objetivo: promocao pessoal, a imprensa adora, economiza tempo atras de outro assunto, todo dia tah lah, “CPI da volta dos que nao foram bla bla”

  8. O loko!
    sexta-feira, 18 de fevereiro de 2011 – 9:28 hs

    E não é que a Gazeta publicou de novo a matéria com o mesmo sentido hj.
    Todo dia tem que ter Justus. É mais importante que a Dilma, Beto Richa, Sarney, Requião, Alvaro, Gleisi, ou qualquer outro político.
    A decepção do insucesso da “lavagem” produzida pela Gazeta é notória.
    Justus precisa contratar um advogado, pois a indenização acumulada já deve bater a sena!

  9. Alaor
    sexta-feira, 18 de fevereiro de 2011 – 10:08 hs

    Meu povo parem, estão dando uma placa escrita para cada um de nós (BURROS) mandar uma empresa particular investigar esta safadesa e mutia muita sacanagem tomem vergonha nestas caras…

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*