Tribunal de Contas reafirma compromisso com transparência | Fábio Campana

Tribunal de Contas reafirma compromisso com transparência

Foto: Ricardo Almeida/SECS

Beto Richa participou nesta quinta-feira (13) da posse do novo presidente do Tribunal de Contas, Fernando Guimarães, que ocupou o lugar deixado pelo conselheiro Hermas Brandão.

Beto destacou a importância do papel fiscalizador do TC e do bom relacionamento entre Executivo e os demais poderes. “Nosso estilo é governar com transparência, portanto queremos ter a fiscalização de órgãos competentes como o Tribunal de Contas do Paraná”, afirmou.

Fernando Guimarães ressaltou seu compromisso em desenvolver uma administração voltada para o amadurecimento da consciência cidadã. “Vamos dar continuidade ao que vem sendo realizado pelas administrações anteriores, reforçando as medidas para incentivar o controle social. Para isso, iremos investir na capacitação profissional dos funcionários e nas medidas para dar total transparência às contas públicas”, assegurou.

O bom relacionamento entre governo do Estado e Tribunal de Contas foi valorizado pelo auditor fiscal Sérgio Ricardo Valadares Fonseca, em sua homenagem ao novo presidente da casa. “O governador Beto Richa terá no Tribunal de Contas do Paraná um aliado no combate à corrupção. Queremos ser parceiros no aperfeiçoamento da gestão pública”, reforçou.

A solenidade teve a presença do novo presidente do Tribunal de Contas da União, Benjamin Zymler, do presidente da Câmara dos Deputados, Marco Maia; do prefeito Luciano Ducci, do vice-governador Flávio Arns e de outras autoridades.


8 comentários

  1. Valdemiro
    sexta-feira, 14 de janeiro de 2011 – 14:29 hs

    Gostaria de entender melhor o Tribunal de Contas, pois ao que me parece seus membros conselheiros, são nomeados por exclusivo interesse político e não técnico. Então fica difícil de entender qual a verdadeira atribuição (de fato) deste órgão. É complicado imaginar que alguém irá atuar contra seu par, aquele que lhe indicou para o cargo. A impressão é que forma-se, desta maneira, uma “panelinha” em que alguns fazem de conta que fiscalizam e outros fazem de conta de são fiscalizados. Enquanto isso a população aproveita as férias.
    Talvez seja a hora de uma emenda à constituição definindo novos métodos para a composição do Tribunal de Contas.

  2. José Diniz
    sexta-feira, 14 de janeiro de 2011 – 14:50 hs

    Ao ser indagado sobre a auditoria proposta pelo novo presidente do Tribunal de Contas, Fernando Guimarães, na Assembléia Legislativa do Paraná, Nelson Justus não fez qualquer restrição sobre essa investigação num período obscuro de sua administração. Ao ser perguntado se ele não temia a auditoria saiu com essa, “eu temer, ta brincando?” Brincou ou foi desinformado quem reelegeu esse cidadão.

  3. Edilson Hugo Ranciaro
    sexta-feira, 14 de janeiro de 2011 – 15:48 hs

    Esperamos que o TCE, volte a fiscalizar as Prefeituras sem interferências políticas. Que orientem e trabalhem em conjunto com o Ministério Público. Está na hora!!!!!

  4. Edilson Hugo Ranciaro
    sexta-feira, 14 de janeiro de 2011 – 15:49 hs

    Se o TCE não fiscaliza, o GAECO fiscaliza…..quem é o responsável pela fiscalização do dinheiro público?

  5. Defer
    sexta-feira, 14 de janeiro de 2011 – 15:55 hs

    e eu acredito em duendes tambem!

  6. PERCI LIMA
    sexta-feira, 14 de janeiro de 2011 – 18:38 hs

    TRIBUNAL DE CONTAS EM QUALQUER LUGAR DO BRASIL NADA MAIS É QUE UM CABIDÃO DE EMPREGOS.

    PARA O BEM DOS ESTADOS E DO PAÍS, O MAIS CERTO ERA FECHAR ESSAS INUTILIDADES QUE SÓ SERVE PARA PAGAR RÉGIAS APOSENTADORIAS PARA OS SEUS MEMBROS.

    FALEI E DISSE!

  7. altair
    sábado, 15 de janeiro de 2011 – 12:47 hs

    bom, pra que serve no tribunal de contas? pra fiscalizar os atos do governo? entao porque nao fiscalizaram os desmando do governo requião e a roubalheira na asembléia? deveria sim exsitir uma auditoria no tribunal de contas….. o ministério público deveria sim dar a cara pra bater e enfrentar esses conselheiros do tribunao de contas que estão lá só pra garantir um polpudo salário e passar a caneta aprovando governos que fazem e desfazem com o dinheiro da população….De goule tinha razão…O Brasil nao é um país sério……

  8. RANCIARO
    domingo, 22 de maio de 2011 – 23:50 hs

    Servem também para colocar os filhos, sobrinhos e apadrinhados via Concurso Público suspeito….

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*