Senador Alvaro Dias usa 'nota futura' para provar que doou aposentadoria | Fábio Campana

Senador Alvaro Dias usa ‘nota futura’ para provar que doou aposentadoria

Editoria de Arte/Folhapress

Da Folha.com

Uma das notas apresentadas pelo senador Alvaro Dias (PSDB-PR) como prova de que doou para a caridade sua aposentadoria de ex-governador é datada de 30 de novembro de 2011.

Desde outubro do ano passado, o senador recebe R$ 24,8 mil por mês graças a um benefício que autoriza aposentadoria vitalícia para ex-governadores do Paraná.

Na última sexta, Dias convocou a imprensa para mostrar dois recibos de uma creche de Curitiba à qual ele afirma ter doado o dinheiro.

Reportagem da Rede RPC, afiliada local da Globo no Paraná, mostrou que um dos recibos, no valor de R$ 18.673,21, é assinado por Raquel Maria Athayde, presidente da Assistência Social Santa Bertilla Boscardin.

A assinatura fica logo abaixo do registro de local e data: “Curitiba, 30 de novembro de 2011”.

A Folha não conseguiu falar ontem com o senador nem com a creche ou sua presidente. À Rede RPC a assessoria de Dias afirmou que a data de novembro de 2011 foi um erro da entidade e que o recebido será corrigido.

No Twitter, o senador respondeu a uma mulher sobre o caso: “Não seja maldosa. Você sabe que esse tipo de equívoco ocorre. O importante é a doação”.


20 comentários

  1. segunda-feira, 24 de janeiro de 2011 – 12:28 hs

    Alguem acredita que este dinheiro vai ser doado, alguem acredita que esta doação é para uma instituição que não seja da familia ou conhecida para descontar I.R.
    acredite se quizer

  2. Tyllerand
    segunda-feira, 24 de janeiro de 2011 – 12:48 hs

    Isso parece aquela fábula do Sultão que ofereceu 10 milhões de dólares para quem se propusesse e ensinasse seu cavalo a falar. Apareceram vários candidatos, mas a cada um deles o sultão completava: “Mas se o cavalo não falar eu mando cortar a cabeça!”, ao qual um a um os candidatos iam desistindo até que um permaneceu. Pediu para olhar o cavalo e examinou-o minunciosamente até declarar ao Sultão: “Posso fazer seu cavalo falar, mas vai demorar uns 9 ou 10 anos dependendo do esforço do cavalo!” . O sultão radiante fechou imediatamente o negócio com o candidato que saiu do salão do palácio pensando: “Em 10 anos muita coisa pode acontecer, o cavalo pode morrer, o sultão pode morrer….”.

  3. Francisco
    segunda-feira, 24 de janeiro de 2011 – 13:04 hs

    Esse nunca mais, né?

  4. PAULO SÉRGIO MOREIRA
    segunda-feira, 24 de janeiro de 2011 – 13:35 hs

    Álvaro sempre dizia que o PAC era uma peça de ficção.
    Recibo a vencer em 30.11.2011 não é uma peça de ficção ?

  5. Borduna
    segunda-feira, 24 de janeiro de 2011 – 13:57 hs

    De quem é a creche? É assim que a tucanalha trata o povo. Nada de novo na postura do senador. Daqui a 4 anos vence o seu mandato. Certamente se reelegerá. O povo goshhhhhhhhhhhta…

  6. xisburge
    segunda-feira, 24 de janeiro de 2011 – 14:30 hs

    lógico que a entidade errou, era pra ser 2010, é até birra dizer que não…

    mas ela errou pq o recibo foi emitido em 2011 e não em 2010, retroativo hehehe

  7. claudemir
    segunda-feira, 24 de janeiro de 2011 – 14:31 hs

    QUE RECIBO MAIS FAJUTO SERÁ QUE PODEMOS VER SE É VERDADEIRO É SO CONVOCAR A DERETORIA E PEDIR UMA PRESTAÇÃO DE CONTA AFINAL ESTE DINHEIRO TAMBEM É MEU, NÃO QUE EU NÃO ACREDITO NESTA PRESIDENTE EU NÃO ACREDITO NO SENADOR QUE É UM GRANDE MENTIROSO QUE FEZ ACORDO COM OS PT DO PARANA ESPERANDO UMA BOQUINHA PARA O MANO QUEM SABE

  8. paranaense
    segunda-feira, 24 de janeiro de 2011 – 14:36 hs

    Esse blogueiro poderia descobrir qual organizaçao cuida dessa creche…o dinheiro nao entrou no caixa e nao vai entrar!!! E tem gente que acredita na conversa fiada do Senador mais ético da República.

  9. heracleto
    segunda-feira, 24 de janeiro de 2011 – 14:45 hs

    Essa doação do senador não passa de proseletimo de buteco com o denheiro público é uma vergonha, senador toma vergonha na cara e abra mão dessa aposentadoria vergonhoso, vç tá mais prá bezerão.

  10. Itapará
    segunda-feira, 24 de janeiro de 2011 – 14:55 hs

    Em relação ao recibo acima gostaria de fazer algumas observações:
    a) o recibo não indica para quem foi efetuada a doação;
    b) não foi confeccionado em papel timbrado da instituição;
    c) não informa de que instituição a Sra. Raque Maria Athayde é presidente:
    d) a data do recibo é futura;
    e) não há comprovação de que o dinheiro foi depositado na conta da instituição.

    Sugestão simples ao Senador para sanar as dúvidas dos paranaenses: “COMPROVAR A SUA DOAÇÃO MEDIANTE APRESENTAÇÃO DE: a) recibo de depósito na conta-corrente da instituição. b) Apresentação de um documento em papel timbrado da instituição onde seja devidamente comprovado sua doação.
    Ponto final….

  11. Paranaense
    segunda-feira, 24 de janeiro de 2011 – 15:12 hs

    É fácil acabar com a polêmica do recibo. É só o Álvaro apresentar o comprovante de depósito na conta da instituição e a instituição comprovar que recebeu esse dinheiro em sua conta e para não ter mais polêmica , que a instituição apresente seus balancetes do exercício de 2010. Pronto acaba essa história. Agora tem que mostrar que esse dinheiro não foi devolvido ao Álvaro, senão não vale…. Doação de mentira é pior do que se ele vier a público e disser que recebeu sim esses valores e gasta como bem entender afinal o benefício é legal porém imoral……

  12. Cada Uma!!!!
    segunda-feira, 24 de janeiro de 2011 – 15:44 hs

    Cada uma que a gente tem de aguentar!!!! O Senador mais ético da Republica do Brasil, apresenta a imprensa um recibo fajuto desse!!! A assessoria do Senador não presta!!!! Deixar apresentar um recibo sem nome de instituição, essa Raquel, sei lá que é presidente não sei do que…… E a assessoria do Senador correr atrás de um recibo fajuto, esqueceram de mudar o ano no computador….. Dessa falcatrua ja vi muitas, inclusive com recibos, notas fiscais feitas as pressas e esquecem de mudar o ano no final!!!! Alvaro conta outra!!!!!

  13. Defer
    segunda-feira, 24 de janeiro de 2011 – 15:50 hs

    eu acredito em duendes eheheheh

  14. Fariseu
    segunda-feira, 24 de janeiro de 2011 – 15:59 hs

    Mas ninguem vai tentar mostrar a falta de decoro desse senador?

  15. ANA
    segunda-feira, 24 de janeiro de 2011 – 16:06 hs

    Que palhaçada…………!!!!!! Recibinho fajuto!!!!!!!

    Agora ele a pensão dos próximos 11 meses para as vítimas das chuvas, PR, SC,MG, SP, RJ……….

    Numa época em que o país vive uma situação de calamidade pública, de dor, de perda, de falta de TUDO, esses insensíveis tem a coragam de pedir ainda por cima os atrasados.

    Cria vergonha Seu Álvaro Days

  16. ANA
    segunda-feira, 24 de janeiro de 2011 – 16:21 hs

    Que palhaçada…………!!!!!! Recibinho fajuto!!!!!!!

    Agora ele QUE DOE as pensões dos próximos 11 meses para as vítimas das chuvas, PR, SC,MG, SP, RJ……….

    Numa época em que o país vive uma situação de calamidade pública, de dor, de perda, de falta de TUDO, esses insensíveis tem a coragam de pedir ainda por cima os atrasados.

    Cria vergonha Seu Álvaro Days

  17. segunda-feira, 24 de janeiro de 2011 – 16:28 hs

    Acreditar no que o Álvaro esta dizendo é o mesmo que crer no Papai Noel, na boa administração do Eduardo Requião no Porto de Paranagua, na boa educação do Maurício Requião, na “lisura” do meu irmão Eduardo e outras merdas do governo Roberto Requião.

  18. Gerson Martins
    segunda-feira, 24 de janeiro de 2011 – 17:12 hs

    Caro Sr. Alvaro Dias, em toda essa polemica o Sr. não tem culpa nenhuma, o Sr. está isento de qualquer responsabilidade.

    A culpa é do POVO que é idiota e coloca tipos como o Sr. lá no senado, portanto fique tranquilo, o que o Sr. está fazendo é normal porque todos voces, politicos, são assim mesmo – deu chance voces agarram a teta, portanto durma tranquilo que o POVO QUE É IDIOTA EM VOTAR NO SENHOR, A CULPA É NOSSA DE NÃO SABER ESCOLHER – APESAR QUE NUNCA VOTEI NO SENHOR.

  19. Ricardo III
    segunda-feira, 24 de janeiro de 2011 – 18:06 hs

    Quem estudou ou estuda a área jurídica sabe que num dos capítulos de DireitoComercial, se aborda títulos de crédito. O cheque pré-datado, por lei não existe, já que pressupõe pagamento à vista. Foi uma invenção do comércio para garantir o pagamento. Se para o cheque, que é tão conhecido, se criou a ficção do pré-datado, o senador inova, criando o recibo pré-datado, de um pagamento que ele fará. Se não o fizer, como a instituição irá cobrar, se já passou recibo ?
    É Gerson Martins, você tem razão.

  20. VERDADE
    segunda-feira, 24 de janeiro de 2011 – 18:17 hs

    Isso a polícia não vê!

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*