31 mortes violentas em Curitiba e região neste fim de semana | Fábio Campana

31 mortes violentas em Curitiba e região neste fim de semana

No total foram 18 homicídios, sendo 5 apenas na cidade de Colombo

Marcelo Borges da Banda B

Curitiba e Região Metropolitana tiveram mais um fim de semana violento. O Instituto Médico Legal (IML) de Curitiba registrou com 31 mortes violentas entre 18h de sexta-feira (28) e 6h desta segunda-feira (31). No total, 18 pessoas foram assassinadas; 15 com ferimentos por arma de fogo e três por arma branca.


Na capital, um dos casos trata-se de um crime de latrocínio, que é roubo seguido de morte. Um empresário foi morto após reagir um assalto, na frente da residência, na Rua David Tows. Na mesma região, um homem de 63 anos morreu afogado depois de ser levado pela água para dentro do Rio Ribeirão dos Padilhas. Ele morreu afogado.

O município de Colombo, na Região Metropolitana de Curitiba, foi palco de cinco homicídios. Com isto, a cidade chega a 18 assassinatos neste ano, passando Almirante Tamandaré, com 17. Ainda na RMC, um duplo homicídio foi registrado em Piraquara, no Jardim Holandes. Dois jovens foram mortos a tiros.

Trânsito

Ainda de acordo com IML, quatro pessoas morreram em virtude de acidentes de trânsito. Um deles ocorreu na Rua Luiz França, próximo a Rua Vicente de Carvalho, na Vila Oficinais, bairro Cajuru. Um jovem morreu após cair com uma motocicleta. Ele não utilizava capacete.

O IML recolheu também os corpos de quatro vítimas. Apenas exames complementares irão indicar a causa morte. Uma vítima de queda e outra queimadura fecham o balanço violento do fim de semana.

Afogamentos

Duas vítimas de afogamento tiveram os corpos recolhidos pelo IML de Curitiba. No final da tarde de domingo, Florisberto Molina Carvalho Paes morreu afogado no balneário Bom Retiro, em Matinhos. Uma outra vítima, identificada como Júlio César, também morreu afogado, só que no balneário de Coroados, em Guaratuba.


6 comentários

  1. PERLINZÃO
    segunda-feira, 31 de janeiro de 2011 – 10:30 hs

    É SÓ O QUE FALTA…

    AGORA CURITIBA VAI QUERER CONCORRER COM FOZ DO IGUAÇU? ÁH, NÃO!!!!

  2. LÉO
    segunda-feira, 31 de janeiro de 2011 – 11:06 hs

    Isso mostra que nada mudou, vai governo , vem governo e nada!!!!
    Não adianta mudar os comando das policias se não mudarem as leis.
    TEM QUE MUDAR E ATUALIZAR O CODIGO PENAL BRASILEIRO. E DE PREFERENCIA OUVIR O POVO.
    Isso tem que ser feito em carater de emergencia, caso contrario a coisa vai ficar INCONTROLÁVEL.
    TEM QUE EXISTIR MEIOS DE ACABAR COM A CRIMINALIDADE, NEM QUE PRA ISSO TENHAMOS QUE TOMAR ATITUDES RADICAIS, COMO POR EXEMPLO:
    Prisão perpétua,
    Fim da maioridade penal,
    Tolerancia zero
    Plantão judiciario dentro das delegacias.
    Julgamento rápido e sumário
    Toque de recolher emergencial
    Exercito em parceria com as policias.
    Ocupação e trabalho para os presos.
    Os presos passaram a ser doadores de sangue e de órgãos a partir de sua prisão.

  3. Algoz
    segunda-feira, 31 de janeiro de 2011 – 13:53 hs

    Analizando bem…parece quetemos um descontrole em meio as entranhas dos quartéis neste começo de governo tem muito “Oficial descontente ” quer seja pelo remanejamento logístico ou por punição por ter pertercidos aois quadros do comando no governo anterior,tb os praças estão sem comando ,viaturas paradas nos batahões sem fazer rondas não desempenhando o papel fundamental da Polícia Militar que é a prevenção,na esfera da pol[icia Civil a situação é a mesma ou até pior!!!
    Segurança Pública não pode ficar no discurso de “governo anterior ” tem que agir !!!!”Sirenes do passado não assustam bandidos do presente”

  4. Amelio ral aas
    segunda-feira, 31 de janeiro de 2011 – 14:14 hs

    A cota nos finais de semana de trez a quatro dezenas de mortos,entre armas brancas e armas de fogo.Será o uqe eu estou pensando é verdade?voces policiam bem o centro da cidade e deixa as periferias tambem ao deus dará.Digo tambem porque voces só embelezam o centro da cidade,deixando o resto,com as buraqueiras,os moledos,a dengue,o anel que circunda a cidade,voces abandonaram,é a confiançaque se fazendo propaganda do centro,se elegem enganando o resto da população.o sr beto richa poderia explicar o inesplicavél,como pode uma cidade comportar uma guerra urbana no seu nariz,e ganhar premios emais premios,como boa gestão disso e daquilo,moro em uma cidade de quinhentos mil habitantes,e temos em media 150 mortes violentas por ano,voces tem isso em um mes,e aqui desancamos o secretario de segurança varias vezes,porque não suportamos isso,povo de curitiba,não fique batendo palmas,e dando esses indices de popularidade,para esses politicos porque não merecem,está na hora de fazerem cobranças,voces estão vivendo uma guerra,por causa do oba oba desses enganadorres do povo.

  5. luis gringo
    segunda-feira, 31 de janeiro de 2011 – 14:22 hs

    a culpa e do requião e do secretario de segurança….
    putz e verdade e outro governo agora!!!!
    nada mudou,so o tom das criticas de alguns.

  6. terça-feira, 1 de fevereiro de 2011 – 12:06 hs

    TEM UM DETALHE,,TEM GENTE QUE NÃO TEM PAPEL HIGIENICO PRA LIMPAR Á ….. E TEM REVÓLVER????????????????????????

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*