Acredite: Governo propõe fim de prisão para pequenos traficantes | Fábio Campana

Acredite: Governo propõe fim de prisão para pequenos traficantes

Do O Globo

Pedro Abramovay, secretário nacional de Políticas sobre Drogas, disse que o governo Dilma Rousseff vai apresentar ao Congresso e à sociedade uma proposta de acabar com a pena de prisão para o pequeno traficante de drogas, que atua no varejo.

A ideia é punir essas pessoas com penas alternativas e reduzir o problema da superlotação carcerária. Entre 2006 e 2010, dos 70 mil presos em todo o pais, 40 mil se enquadravam na categoria de pequenos traficantes. Segundo Abramovay, essas pessoas estão sendo aliciadas pelo crime organizado dentro das penitenciárias.

Ao mesmo tempo, o governo quer aprovar o projeto de lei que prevê pena de três a oito anos para os integrantes de organizações criminosas. Para debater essas mudanças, a presidente Dilma Rousseff tirou a secretaria de Abramovay do Gabinete de Segurança Institucional da Presidência, comandado por generais, e transferiu-a para a alçada civil do Ministério da Justiça.


21 comentários

  1. BIGCRAB
    quarta-feira, 12 de janeiro de 2011 – 9:19 hs

    Só falta nossa presidentA dar cargos e premiação para

    os pobres pequenos traficantes . SUGIRO O BOLSA TRAFICANTE!!!!!

  2. xereta
    quarta-feira, 12 de janeiro de 2011 – 9:24 hs

    Quer dizer que ao invés de endurecer as leis, eles querem é liberar? Do que esse pessoal que faz as leis tem medo? De serem pegos pela lei que fizeram?

  3. Adalberto
    quarta-feira, 12 de janeiro de 2011 – 9:37 hs

    Quando o crime é apenas o tráfico de drogas, concordo totalmente. Inclusive apóio a descriminalização das drogas.

    Para os que vão meter o pau em mim, procure ler um pouco sobre o assunto e usar um pouquinho o cérebro pra ver que a sociedade só terá a ganhar com essa postura.

  4. Pedro Vigário Neto
    quarta-feira, 12 de janeiro de 2011 – 10:00 hs

    – O crime organizado tomou conta de tudo;
    – Agora quer fazer a distribuição de drogas no varejo;
    – Resumindo: Mijou fora do penico, tem que levar porrada;
    – Se não pode, não pode e está acabado;
    – As drogas estão acabando com muitas famílias. Isso é crime e desta forma deve ser encarado. Não tem moleza para ninguém. Não tem meio termo. Tolerância zero !!!
    – E a PeTezada tem que parar de ficar inventando tanta merda;
    – Tô de saco cheio;

    Abraço.

  5. Cytia
    quarta-feira, 12 de janeiro de 2011 – 10:03 hs

    A Lei Federal 11.343/06 praticamente já despenalizou o porte e uso de substancia entorpecente. O art. 28 desta Lei já prevê pena alternativa ao pequeno traficante, disfarçado de usuário. Portanto não que se falar em fim de prisão para pequenos traficantes, que isto já vem ocorrendo desde 2007 quando essa lei entrou em vigor.

  6. Tadeu
    quarta-feira, 12 de janeiro de 2011 – 10:11 hs

    Já disse, esse mundo é do Capeta.

  7. Lino Galdino da Silva Neto
    quarta-feira, 12 de janeiro de 2011 – 10:23 hs

    É só olhar para essas pessoas e perceber o porquê delas defenderem tal atrocidade. No momento em que o mundo luta contra o avanço das drogas, tentam fazer do BRASIL um paraíso dos narcóticos. Quando deveríamos repensar sobre o enquadramento dos viciados que por hora chamamos de “DOENTES”, esses que verdadeiramente são a fonte alimentadora do tráfico e da violência, na contramão os intelectuais pensadores de plantão do Supremo e alguns defensores da liberação de algumas drogas passam a dar amplo horizonte aos “Pequenos” agora não mais “traficantes” e sim “Comerciantes de drogas” para que destruam nossas famílias matando nossas crianças, jovens, adolescentes e até mesmos nossos pais, pois ninguém estará a salvo diante de tal barbárie. Soltemos então, também os pequenos assassinos, aqueles que só mataram uma ou duas pessoas, ou como dizem aqueles que matam somente para ganhar seu pão de cada dia.

  8. Gil - Ctba
    quarta-feira, 12 de janeiro de 2011 – 10:37 hs

    A pena teria que ser alternativa se o pequeno traficante denunciasse o GRANDE traficante, aí sim talvez desse algum tipo de melhora p/ o combate ao tráfico.
    Que barbaridade!!!

  9. Laila
    quarta-feira, 12 de janeiro de 2011 – 10:41 hs

    Estão querendo criar um fato para distrair a atenção da sociedade, às voltas com a criminalidade recorde e a inflação em alta.
    Eles sabem muito bem que, em plebiscito, jamais seria aprovada a idéia.
    Morreu a velha ladainha que a criminalidade era problema social. Reduziu-se a pobreza e educação tem para todos que quiserem, mas os índices de criminalidade aumentaram.
    Agora, precisam achar algum culpado para tirar a culpa dos próprios ombros: elegeram as drogas. A droga é a culpada, não as autoridades, dizem eles.
    E chegam, por derradeiro, ao cúmulo de isentar criminosos graves de pena (pena alternativa = piada) privativa de liberdade porque não há vagas nos presídios.
    Não tem presídios mas tem dinheiro pra até doar a outros países, sediar a Copa, as Olimpíadas e sustentar guerrilheiro italiano.
    É como, no Natal, mandar uma parte das visitas embora porque não tem talheres para todos.
    E tem jumento que apóia…até algum jumentinho junior morrer de overdose ou prensado nas ferragens por obra de algum drogado. Aí não vai apoiar mais.

  10. Paraná
    quarta-feira, 12 de janeiro de 2011 – 10:49 hs

    Brilhante solução para a superlotação: “Para sanar a superlotação em presidios é só não prender mais ninguem”.

  11. VLemainski-Cascavel
    quarta-feira, 12 de janeiro de 2011 – 11:23 hs

    Ao invés de aumentar a pena para que os traficantes e usuários respondam pelas consequências e sintam medo de operar com a ilegalidade, vem uma “otoridade” e defende a minimização da pena…. Será que alguma “coisa” não prejudicou os neurônios desse tal de Pedro?

  12. quarta-feira, 12 de janeiro de 2011 – 11:29 hs

    É o governo Dilma “começando a trabalhar” de verdade.

    QUEM VOTOU 13?

  13. ricardo
    quarta-feira, 12 de janeiro de 2011 – 12:10 hs

    Desde quando a lei severa e a cadeia evitaram a desestruturação das famílias causadas pelas drogas ? E as perdas de jovens para o tráfico ?
    Ora, alguma coisa deve ser feita a respeito. Endurecer não adiantou e, quem sabe, como alternativa, até a descriminalização poderia ser tentada.
    Dizem que legalizar o jogo do bicho não é bom negócio porque se acabarão as propinas e os negócios sujos tão interessante para muitos (políticos e policiais inescrupulosos, por exemplo). Este talvez seja o mote para que tantos desejem que a coisa continue como está: as drogas são o combustível para a corrupção, a lavagem de dinheiro e outros fatos condenáveis.

  14. Borduna
    quarta-feira, 12 de janeiro de 2011 – 13:06 hs

    E uma mãe ou pai que é flagrado roubando pão ou uma fruta na feira pra dar a filho faminto? Cadeia. Traficantes “pequenos” ?Liberdade. É o sinal dos tempos. O apocalipse está por um fio. Isso é Brasiuuuuuuuuuuuuuuuu.

  15. Borduna
    quarta-feira, 12 de janeiro de 2011 – 13:11 hs

    Gostei da idéia do Gil-Ctba acima. O pequeno traficante que entregar com nome e edereço o fornecedor maior, merecerá delação premiada, ou seja, liberdade. Já o grande fornecedor? Cana e pau de arrara pra ele entegar a sua fonte, a assim por diante…Mas pra isso perecisamos de “cabras machos” na polícia e no judiciário. Cadê?

  16. MCC
    quarta-feira, 12 de janeiro de 2011 – 14:17 hs

    Sem a mínima noção do senso de realidade.
    Vamos privilegiar os mercadores da morte, em detrimento da família brasileira.
    Parabéns dona Dilma, está prestando um excelente desserviço ao que é certo, correto, moral, ético e justo.
    Que tal soltar também os homicídas e latrocidas, os também injustiçados por esta “perversa” sociedade.

  17. Wagner Moura
    quarta-feira, 12 de janeiro de 2011 – 14:48 hs

    A Lei Federal 11.343/06 praticamente já despenalizou o porte e uso de substancia entorpecente. O art. 28 desta Lei já prevê pena alternativa ao pequeno traficante, disfarçado de usuário. Portanto não que se falar em fim de prisão para pequenos traficantes, que isto já vem ocorrendo desde 2007 quando essa lei entrou em vigor

    Informe-se melhor, minha querida.
    Essa lei não diferencia quem é traficante, quem é usuario e dá brecha pra muita coisa. De 70 mil presos no ano passado 40 mil eram pequenos traficantes. De que adianta lotar os presidios com um ciclo que NUNCA vai acabar se nao cortar o problema pela raiz? O tráfico é muito mais prejudicial do que as drogas, e só regulamentando-as o tráfico desaparecerá. Não haverá dominio de territorio, gastos desnecessarios com compra de armas e treinamento de soldados. Dinheiro que pode muito bem ser revertido para a area da SAUDE, que é o verdadeiro problema das drogas e deve ser tratado FORA DA ESFERA CRIMINAL. Sem contar os impostos arrecadados em cima dos produtos. Pra quem acha que maconha serve apenas pra dar onda, INFORMEM-SE melhor antes de digitar mentiras e falácias na internet.
    Bando de papagaio do telejornal.

  18. quarta-feira, 12 de janeiro de 2011 – 16:09 hs

    O problema em da lei que isenta de crime pequenos traficantes é que nós brasileiros teremos nossas casas arrombadas cada vez mais por usuários de drógas que na ânsia de comprar drogas e com a liberdade dos pequenos traficantes irá só aumentar os furtos e arrombamentos.
    Sem falar nas famílias que já sofrem com filhos e parentes viciados em drogas em consequência da falta de prisão para pequenos traficantes.
    a coisa pelo jeito desandou de vez. Tá tudo dominado.

  19. Lucio Flávio
    quarta-feira, 12 de janeiro de 2011 – 19:11 hs

    Wagner Moura, meu filho…não troque as bolas. A lei abaranda as penas para USUÁRIOS (os dependentes) e a matéria aqui trata dos TRAFICANTES (os que faturam em cima da desgraça alheia e a semeiam).
    Regulamentar o tráfico, vc disse??
    Bebeu, foi?

  20. roberto
    domingo, 16 de janeiro de 2011 – 16:12 hs

    Acho penas alterativas o maior barato. Sugiro algumas:
    1-fôrca
    2-Cadeira elétrica
    3-guilhotina
    4-apedrejamento

  21. Mariana Ribeiro da Silva
    domingo, 23 de janeiro de 2011 – 17:44 hs

    Quem propôs esse absurdo com certeza mora em condomínios de luxo, então não convivem com o inferno de morar perto de bocas de fumo. Esses “pequenos traficantes” não tem a menor noção de convívio social. Aterrorizam, ameaçam, infernizam os moradores os redor. É fácil falar em descriminalização, para o usuário que só vai na boca, compra e vai embora, mas quem mora perto é que paga o pato. Arruaça e fedor de drogas o dia todo. Risco de levar bala perdida, pois sempre há rixa entre esses traficantes, e é um dando tiro no outro. Se cismarem que algum vizinho está denunciando, eles batem ou matam. É uma vergonha, em vez de se criar mais presídios, endurecer as leis, agilizar o judiciários para acabar com a impunidade, a Dilma quer ajudar ainda mais os bandidos. Reduzir impostos, melhorar a escola publica e o SUS ela não propõe, mas ajudar vagabundo ela quer. QUE VERGONHA DILMA!!!!

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*