Governo libera FGTS para vítimas de chuvas | Fábio Campana

Governo libera FGTS para vítimas de chuvas

O governo elevou de R$ 4,65 mil para R$ 5,4 mil o limite de saques do Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS) para os trabalhadores que moram nos municípios devastados pelas chuvas na região serrana do Rio de Janeiro.

A medida faz parte de um decreto assinado pela presidenta Dilma Rousseff, publicado hoje no Diário Oficial da União. A mudança também favorece moradores de cidades em situação de emergência ou estado de calamidade pública em outras regiões do país. Poderão fazer a retirada, os trabalhadores que não tenham sacado recursos do FGTS nos últimos 12 meses.

De acordo com o último balanço divulgado, 635 pessoas morreram nos municípios de Nova Friburgo, Petrópolis, Teresópolis, Sumidouro e São José do Vale do Rio Preto em decorrência do soterramento e do alagamento provocados pelas fortes chuvas que atingiram a região na semana passada. A situação também é crítica em alguns municípios de Minas Gerais e São Paulo.


4 comentários

  1. O TOCANTINS
    segunda-feira, 17 de janeiro de 2011 – 11:26 hs

    QUANDO HOUVE A ENCHENTE EM BLUMENAU HÁ UNS 25 ANOS, O GOVERNO LIBEROU INCLUSIVE AS CONTAS PARALISADAS DO FGTS….. PORQUE ESTE LIMITE???

  2. Joãozinho
    segunda-feira, 17 de janeiro de 2011 – 13:16 hs

    Governo Federal , o culpado por essa tragédia toda deve é ajudar os desabrigados, a cidade e o povo em geral E NÃO APENAS LIBERAR O QUE LHES PERTENCE.

    Quem está ajudando de verdade é o Povo isso sim, merece aplausos.

  3. segunda-feira, 17 de janeiro de 2011 – 13:56 hs

    Porque o governo federal, não faz como fez para ajudar os necessitados de outros paises (exemplo Haiti), libere recursos a fundo perdido e não comprometer o FGTS, esse fundo não foi criado com esse objetivo, o governo que deixe o FGTS para que trabalhador possa usar oportunamente. Agora só falta o Governo federal, criar um novo Imposto para cobrir prejuizos em catastrofes. É facil fazer contas para o cidadão pagar, ser solidario sim. Más ser otário não. estamos de olho

  4. Nara Salamunes
    segunda-feira, 17 de janeiro de 2011 – 14:16 hs

    1-Da verba destinada ao socorro das vítimas, valores equivalentes aos respectivos FGTS deveriam ser entregues a elas. Talvez, assim, fosse melhor e realmente utilizado com elas. A condição a ser cumprida pelas vítimas seria sua saída das áreas de risco.

    2-As enchentes de Blumenau e de Tubarão, esta há mais de 30 anos, não se repetiram naquelas proporções. É a hora de estabelecer as devidas comparações e saber os porquês!

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*