Colisão entre dois ônibus deixa pelo menos 40 feridos em Curitiba | Fábio Campana

Colisão entre dois ônibus deixa pelo menos 40 feridos em Curitiba


Corpo de Bombeiros teve que utilizar parte de seu efetivo para atender a ocorrência.

Luiz Henrique de Oliveira e Bruno Henrique da Banda B

Uma colisão entre dois ônibus de linha, no Centro de Curitiba, deixou 40 pessoas feridas, sendo que nove foram transportadas para hospitais na capital, na tarde deste sábado (08). Para atender as vítimas foi necessária uma megaoperação do Corpo de Bombeiros que mantém fechada a Travessa da Lapa desde as 16h. Helicópteros e quase todo o efetivo de ambulâncias da corporação foram utilizados.

O choque envolveu um biarticulado da linha Santa Cândida Capão Raso, prefixo BD141, da empresa Glória, e um ligeirinho da linha Fazenda Rio Grande Guadalupe, da empresa Leblon, prefixo 15L19. O ligeirinho vinha pela Rua André de Barros, sentido Fazenda Rio Grande e o biarticulado pela Travessa da Lapa, sentido Capão Raso, quando aconteceu a colisão. Com o acidente, o biarticulado ainda invadiu a loja de Imóveis Hauer, localizada no térreo de um apartamento na região, no entanto, não haviam pessoas no local no momento do acidente. Como o coletivo está atravessado no meio da rua, dentro do edifício, a Travessa da Lapa só poderá ser liberada quando o veículo for retirado.

Segundo informações do Corpo de Bombeiros e de testemunhas, um dos dois coletivos teria furado o sinal causando a colisão. “Isso sempre acontece por aqui, existe sinalização mas os motoristas são imprudentes. Praticamente todas as ambulâncias e helicópteros do Corpo de Bombeiros foram chamados para atender a ocorrência”, contou à Banda B, o coronel do Corpo de Bombeiros, Luiz Henrique Pombo.

Feridos

Segundo o Corpo de Bombeiros 40 pessoas ficaram feridas, sendo que nove tiveram que ser encaminhadas a diversos hospitais na capital. Três dos feridos foram de helicóptero para que o atendimento aos ferimentos fosse mais rápido. Ainda, 31 pessoas foram atendidas na pista por ambulâncias e socorristas do siate.


24 comentários

  1. Netto
    sábado, 8 de janeiro de 2011 – 17:15 hs

    Caracaaaa

  2. PAZ NO TRANSITO DE CTBA JÁ!!!
    sábado, 8 de janeiro de 2011 – 17:34 hs

    ENQUANTO ESSES MOTORISTAS DE ONIBUS GUIAREM IGUAL UNS ALUCINADOS ACHANDO Q SÃO PILOTOS DE FÓRMULA 1 E NÃO RESPEITAREM O TRANSITO, SERÁ ASSIM SEMPRE!!
    ACHAM Q TUDO PODE, PENSAM Q ESTÃO TRANSPORTANDO UMA MANADA????
    ISSO TA VIRANDO ROTINA NA NOSSA CAPITAL JA PERCEBERAM? OU ALGUEM “COMPETENTE” TOMA ATITUDE, OU ISSO VIRÁ A ACONTECER NOVAMENTE INFELIZMENTE!!!

  3. Vigilante do Portão
    sábado, 8 de janeiro de 2011 – 17:37 hs

    Qual dos dois “FUROU O SINAL”?

  4. Emerson
    sábado, 8 de janeiro de 2011 – 17:52 hs

    Os piores sao os motoristas dos onibus metropolitanos. Verdadeiros fascinoras que não respeitam os pedestres, demais motoristas e as leis de transito.

    Pontos de parada sao solenemente ignorados. Tem um na Rua Paula Gomes quase esquina com Mateus Leme, que dificilmente eh utilizado, sendo que os motoristas sempre param na quadra seguinte, na frente do Cartorio Giovanetti, travando o transito.

  5. Fiscal do Povo
    sábado, 8 de janeiro de 2011 – 18:01 hs

    Como sempre um dos motoristas quis aproveitar o sinal e passou no vermelho ou arrancou o ônibus antes do sinal abrir… infelizmente cenas de inadimplência dos motoristas é comum vermos todos os dias, pois eles se “acham” os donos da rua apenas porque estão em um veículo maior, fazendo como lhes convier na cabeça e esquecendo que estão transportando vidas.

  6. Chrystian Sobania Wowk
    sábado, 8 de janeiro de 2011 – 18:28 hs

    O transporte coletivo em nossa cidade está uma calamidade. Além do sucateamento da frota, quando ligamos para reclamar, sempre a URBS diz, estamos estudando, e que o serviço é correto e adequado. Foi-se o tempo que nossa cidade tinha o modelo de transporte do Brasil. É uma VERGONHA, o atual prefeito não toma iniciativa, tampouco os “nobres” vereadores agem, são todos coniventes com os desmandos das empresas.

    Caro Luciano Ducci, o transporte coletivo está um caos, já houve tragédias, quantas mais terão que acontecer? Terá que morrer um parente de político ou integrante da Corte de sua Prefeitura?

    Lembre-se que o trânsito em nossa cidade é deficitário, os motoristas de ônibus tem que dirigir, cuidar da porta, cobrar a passagem, ou seja, claro acúmulo de função, e a Prefeitura fecha os olhos…lembre-se caro Prefeito, tem Copa aí… abra o olho… nossa cidade não é mais aquela maravilha que foi no tempo de Lerner e Greca.

    Vergonhosa ainda a licitação do Transporte, ademais, toda a URBS é, com sua administração pífia e equivocada, sabendo tão somente cobrar os estacionamentos, e multas.

    Abre o olho Ducci e URBS, a cobrança vêm na urna.

    Sds.,

    Chrystian Sobania Wowk

    PS: Campana, espero que não me censure neste comentário.

  7. sábado, 8 de janeiro de 2011 – 19:46 hs

    E agora, quantas testemunhas vão ser plantadas pela tropa de choque da máfia das empresas e sindicato que sempre aparecem e “provam” a inocência dos bons e queeriidinhos motoristas?

    Outra coisa: quem vai pagar os custos deste acidente ou vão colocar nas famosas planilhas da URBS?

    E, as câmeras da cidade, mais uma vez não funcionam à favor do povo, em Ribas Carli??

    Viva o sistémico transporte coletivo de Curitiba…

  8. COMBATENTE
    sábado, 8 de janeiro de 2011 – 20:07 hs

    Quais helicópteros…. O Corpo de Bombeiros utiliza um da PRF….O GRAER do Pessuti só funciona no papel…… Hj existem bem menos ambulâncias do que precisamos… O pessoal está excasso.. PB CEASA está fechado… em cada caminhão de combate tem apenas 03 bombeiros…SOCORRO, AJUDEM OS BOMBEIROS…

  9. Tiozão
    sábado, 8 de janeiro de 2011 – 20:25 hs

    É só controlar a velocidade destes IDIOTAS dos ligeirinhos !
    DIRETRAN só sabe multar sem cartão do Estar e uso do celular,
    ônibus e motos não tem limites e educação em Curitiba !!

  10. Vixi....
    sábado, 8 de janeiro de 2011 – 20:51 hs

    É só o começo……… mudanças urgentes no transporte coletivo!!!!!!

  11. Pepe Deodato
    sábado, 8 de janeiro de 2011 – 21:31 hs

    O motorista de onibus em Curitiba, é obrigado a cumprir o trecho, no mesmo tempo de 30 anos atraz.

    O sindicato da categoria não faz nada contra as empresas. Os vereadores, são cegos e surdos em relação o fato.

    Hoje as ruas da capital, possuem praticamente oitenta por cento a mais de carros transitando a mais do que quando foram estabelecidos horarios de trechos dos onibus urbanos..

    LAMENTAVELMENTE, FOI mais um dos 12 acidentes diários com onibus em Curitiba e mais uma vez com muitas vitimas.

  12. observando
    sábado, 8 de janeiro de 2011 – 21:48 hs

    Por falar em sinal … Os da frente pararam, sei lá a razão, batida, transisto … de forma que fui obrigada a parar e o radar me mandou 7 pontos e infração gravíssima. Quem vai acreditar? O Infeliz expedidor da multa diz que furei o sinal … Ó no povo …

  13. Amelio ral aas
    sábado, 8 de janeiro de 2011 – 21:51 hs

    Sou de londrina e estivena semana passada em curitiba,logo que sai da 277,entrei em uma marginal,ai comecei constatar o que e´buraqueira,tem buraco dentro do buraco,ai pensei na exigencia do londrinense,que por 10% disso botava o prefeito com 30% ou menos de popularidade,e no caminho,comentei com minha esposa a velocidade com que os onibus articulados transitam,ora na minha cidade se eu andar mais de quarenta por hora sou multado,porque eles andam a mais de oitenta,e outra coisa ,uns onibus velhos,quando passam ,parece que vão derreter,eu acho que tem gente que deveria ter saudade do lerner,porque abandonaram a cidade,e ainda ter 75% de popularidade,precisa muita obra para essa cidade ser a capital sorriso que sempre nos paranaenses nos orgulhamos,para de enganar o povo curitibano,seus politicos enrolões

  14. GERSONI NETTO
    sábado, 8 de janeiro de 2011 – 22:20 hs

    Boa Dr. Chrystian !!!!!!!!!!! Aaa esse ano nao tem p seu Coxinha, rsrsrs. So da ATLETICOOO. Abs

  15. Vigilante do Portão
    domingo, 9 de janeiro de 2011 – 9:13 hs

    O poder público (de todas as esferas) faz muito pouco para EVITAR acidentes.

    Começando pelas “arapucas” das AutoEscolas.
    As punições, como exemplo, servem apenas para as pessoas de bem.
    Vejam o caso do Carli.
    Mais de um ano e não decidiram se ele será julgado pelo Juri.

    Fico com inveja dos Americanos. Fosse lá, o manganão estaria PRESO.

    No mesmo diapasão, temos o caso do filho do Bibinho e do Deputado João Arruda (sobrinho do Requião). Beneficiados pela fragilidade do nosso sistema punitivo.

    Começaram uma campanha do bafômetro, deu manchetes e manchetes.
    Fica a pergunta:
    Quantos bafômetros a polícia do Paraná usa?
    Não sou abordado, seja nas vias urbanas ou nas estradas, pela polícia, há anos (acho que uns 8 anos).

    Colocar radares é fácil, um “contratinho” vantajo$o e tá lá o “pardal”.
    Ainda outro dia, a Tv mostrou um carro apreendido (por acaso), com milhões em multas.
    Fica a idéia de que as autoridades NÃO ESTÃO PREOCUPADAS com os criminosos do trânsito.
    Caso contrário, motoristas com muitas multas seriam visitados e punidos. Quando pegos dirigindo, com a carteira apreendida, deveriam ter punição severa.

  16. Parreiras Rodrigues
    domingo, 9 de janeiro de 2011 – 9:41 hs

    Acidentes acontecem: falhas humanas ou mecânicas. As empresas de ônibus “encostam” os veículos que atingem os 10 anos de uso. Novamente assistimos críticas generalizantes. O comportamento dum motorista num determinado momento não pode ser estendido a todos os demais profissionais. Ando bastante de ônibus e observo como são cuidadosos. Existem passageiros que são verdadeiros “pentelhos”. Mas, por culpa de uns e de outros, não vou me incluir nessa massa.

  17. Josafá
    domingo, 9 de janeiro de 2011 – 9:42 hs

    Cade os vereadores de Curitiba, fiscalizar o transporte publico da cidade não é tarefa deles, esta ocorrendo muitos acidentes com o transporte coletivo, tem que fiscalizar a URBS e verificar como anda os nossos motoristas, um dia desse vi o absurdo de um motorista atendendo o celular em um bi articulado…

  18. vigilante joao
    domingo, 9 de janeiro de 2011 – 11:20 hs

    so lamento o acidente mas enquanto os motorista pensarem que estao na formula 1 vai ser sempre asin.

  19. cade os radares
    domingo, 9 de janeiro de 2011 – 11:58 hs

    enquanto isso os radares so fiscalizao e multao os carros e cade os radares para fiscalizar e multar os onibus esses motoristas de onibus sao completamente uns loucos que abusao da velocidade tem alguns bons motoritas sim mas a maioria nao respeita nada

  20. Vigilante do Portão
    domingo, 9 de janeiro de 2011 – 12:03 hs

    O Sobania deveria pegar ônibus em outras capitais.

    Moro no Portão e, qundo vou de ônibus ao centro, demoro MENOS do que indo de carro.

    Tive sorte, nas inúmeras vezes que fiz o trajeto, usando o Expresso (Pinheirinho ou Capão Raso), peguei ônibus em bom estado.
    Dependendo do horário, alguns estavam lotados.
    Culpar o Prefeito ou os Vereadores, pelo fato de um motorista FURAR um SINAl, é tolice.

    Lembrando que o acidente em questão ocorreu num SÁBADO, em pleno periodo de férias.
    Digo isso, para afastar a idéia boba de que o trânsito caótico (sic), motivou a pressa que culminou com o avanço do sinal e teve, por consequência o acidente.

    A cidade, bem como TODAS as outras grandes cidades e algumas médias e pequenas, não estavam preparadas para o aumento vertiginoso do número de carros em circulação.

    Gosto de lembrar que Curitiba ficou 4 anos do governo Requião, SEM RECEBER APORTES DO GOVERNO ESTADUAL.

    Esse dinheiro, cerca de R$400milhões, serviriam, por exemplo, para construir alguns viadutos e trincheiras.

    Mais, em outras capitais, os governos Federal e Estadual, colaboraram na construção de modais de transporte, Metrô, por exemplo.
    No caso de Curitiba, por ciumeira do PT, a obra não foi incluída no PAC e o governo Estadual (REquião) não moveu uma palha para ajudar.

    É cômodo reclamar do Trânsito caótico ou das dificuldades do transporte coletivo.

    Muitos dos queixosos, são aqueles que estacionam em fila dupla, enquanto aguardam os filhos saírem da escola.

  21. Geraldo Soares
    domingo, 9 de janeiro de 2011 – 12:34 hs

    O detalhe que esse biarticulado é o mesmo que entrou em uma loja de motos a uma quadra atrás do local do acidente de ontem. Eu não ando mais nesse BD 141.

  22. Chrystian Sobania Wowk
    domingo, 9 de janeiro de 2011 – 17:56 hs

    Gersoni Netto, meu forte abraço companheiraço de campanha, estamos juntos em 2012!!!!

    abs.

  23. xereta
    segunda-feira, 10 de janeiro de 2011 – 9:23 hs

    É muito fácil chamar de idiota o motorista que está lá nas ruas todos os dias movendo a população trabalhadora da cidade. Sendo assaltados, xingados e desrespeitados por pessoas mal educadas e que se acham grande coisa. Talves os que escrevem aqui, cheios de razão, sejam aqueles motoristas que furam sinal, param em fila dupla na frente dos colégios particulares, se irritam quando suas empregadas chegam atrasadas por causa dos ônibus ou por seus carrões importados terem que passar ao lado do coletivo cheio de pessoas que estão indo pro trabalho. Alguem errou agora, idiota, facínora… é melhor pensar antes de escrever sobre um acidente grave com trabalhadores.

  24. Regina
    sexta-feira, 14 de janeiro de 2011 – 10:15 hs

    É fácil culpar os motoristas, quando não sabe a verdadeira razão porque andam assim, nessa pressa toda, quando o poder público, vereadores e prefeito, sabem da situação e não fazem nada, sabendo que eles tem que cumprir o itinerário de muito tempo atraz, quando o trânsito aumenta cada dia, e se não o fizerem são multados, sem falar que muitos tem que cuidar porta e ainda cobrar. O pessoal da URBS deveria tomar vergonha pela exploração que está fazendo com esses pobres coitados e matando a população. Quem está culpando os motoristas favor se informar das verdadeiras condições de trabalho dos mesmos e tentar ajudar no lugar de julgá-los. Fala-se que Curitiba tem o melhor transporte público, só pode ser conversa de político sem scrúpulo, enquanto Porto Alegre tem transporte público com ar condicionado, aqui são ônibus sucatados que vive estragando e deixandp o assageiro na mão, só eu nsses últimos meses perdi vários compromissos devido problemas em ônibus. QUE VERGONHA PARA CURITIBA!

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*