Beto Richa diz poema de Jamil Snege em seu discurso de posse | Fábio Campana

Beto Richa diz poema
de Jamil Snege em seu discurso de posse

O poema “Meu Paraná eu Faço”, de Jamil Snege (1939-2003), marcou o governo de José Richa, de 1983 a 1986. Declamado na íntegra por Beto Richa, foi o ponto alto do discurso de posse.

Jamil Snege teve relação estreita com José Richa. Foi o principal criador de sua campanha eleitoral em 1982. Em 1983 preparou essa peça quando Richa já estava no governo, que é uma bela declaração de afeto ao Paraná e seu povo.

Leia íntegra do poema no Leia Mais

MEU PARANÁ EU FAÇO

NO CABO DE UMA ENXADA
NO VOLANTE DE UM CAMINHÃO
NA ESCOLA EM CONSTRUÇÃO
NO RISCO DE UMA ESTRADA
O MEU PARANÁ EU TRAÇO.

SEM DESÂNIMO E SEM CANSAÇO
VOU SEMEANDO ESTE CHÃO.

VOU ABOIANDO O GADO
COLHENDO A ESPIGA MADURA
TIRANDO DA TERRA A FEITURA
NEM QUE SEJA DE UM NACO DE PÃO.

O MEU PARANÁ EU PLANTO.

O PEDAÇO QUE ME CABE
SEJA DE NOITE OU DE DIA
NO CAMPO OU NA CIDADE
SOL QUENTE, MARÉ FRIA
O MEU PEDAÇO EU GARANTO.
NA FÁBRICA, NA OFICINA
NO ESCRITÓRIO, NA USINA
NÃO TEM TEMPO RUIM.
GEADA OU CERRAÇÃO
ENCHENTE OU ESTIADA
NA PONTA DA MADRUGADA
JÁ ESTOU CUIDANDO DE MIM.

QUE IMPORTA SE A VIDA É DURA…
AMANSO ELA NA CANGA
TRANSFORMO USURA EM FARTURA
METO O PEITO, DOU CASTIGO
O MEU PARANÁ EU BRIGO.

POR ISSO EU DIGO, IRMÃO
TOME CONTA DESTE CHÃO
GARANTA O SEU PEDAÇO…
ASSUMA O SEU QUINHÃO.

O MEU PARANÁ SOMOS TODOS
CADA QUAL COM SUA PARTE
SEU OFÍCIO E SUA ARTE
REPARTINDO O MESMO PÃO.

Jamil Snege (1939-2003)


6 comentários

  1. hino do paraná
    domingo, 2 de janeiro de 2011 – 17:19 hs

    Com a imparcialidade de ser paulista de nascimento e paranaense por opção, com filhos e investimentos nesta terra, faço uma sugestão que esse belíssimo poema se torne um hino “alternativo” do paraná.

    É salutar que nosso estado tenha mais orgulho “saudável” da terra, tal qual os gaúchos, p.ex. e ultrapasssá-los, nos transformando na 4° força da federação, deixando a timidez e a autofagia de lado.

  2. A A CASAGRANDE
    domingo, 2 de janeiro de 2011 – 20:42 hs

    INDEPENDENTEMENTE DE TER USADO ELE DECLAMOU MUITO BEM E SEM DUVIDA NENHUMA É MUITO PARANAENSE E MUITO BONITO. GOSTEI

  3. Ricardo
    domingo, 2 de janeiro de 2011 – 22:19 hs

    Acertou, o Beto, na escolha do poema deste saudoso e ilustre paranaense.
    Na ordem : melhorar e muito, a Saúde, Segurança e Educação devem ser as metas a serem alcançadas.
    Em quarto lugar destaco o necessário punho de ferro para fazer com que as concessionárias das rodovias procedam às duplicações do anel de integração e que faziam parte dos contratos; e sem aumentar os preços, que já são extratosféricos. Aqui, uma viajada na maionese: quem permitiu que as concessionárias só cortassem o mato, tampassem buracos e pintassem o asfalto ? E a troco do quê ????

  4. Luiz Cesar Valentim
    segunda-feira, 3 de janeiro de 2011 – 11:44 hs

    Fábio, tive a oportunidade de trabalhar ao seu lado (Equipe Propaganda) e do Jamil (Opus). Foram pessoas importantíssimas
    na minha vida profissional. Vocês são verdadeiros artistas na camunicação. E o Beto nosso Governador foi muito feliz em ter escolher o poema do nosso saudoso Jamil.
    Abraços
    Valentim

  5. rosemeri kredens
    segunda-feira, 3 de janeiro de 2011 – 15:21 hs

    Espero não só declaração de poema e sim homenagens. Acho que o Parana inteiro merecemos ver o nome desse grande gênio JAMIL SNEGE marcado para sempre na nossa história.

  6. fred
    quarta-feira, 5 de janeiro de 2011 – 10:32 hs

    me fez lembrar vários discursos do Requião, uma verdadeira obra de arte paranaense.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*