Alagamentos geram protesto na Vila Barigui | Fábio Campana

Alagamentos geram protesto na Vila Barigui

Do Paraná on-line:

Moradores da Vila Barigui, em Curitiba, fecharam ontem, durante toda a manhã, as duas pistas da BR-376 (Contorno Sul) e as ruas marginais. O motivo do protesto foi o alagamento ocorrido na última sexta-feira (21), em que muita gente teve a casa invadida pela água, gerando prejuízos. Por causa do protesto, houve um longo congestionamento na rodovia.


8 comentários

  1. Parreiras Rodrigues
    domingo, 23 de janeiro de 2011 – 13:50 hs

    Eu estava no congestionamento. Moradores jogam lixo que provocam alagamento e depois protestam interrompendo o trânsito.

    De primeiro, a gente bagunçava na aula, o professor dava um berro e a gente afinava. Agora, a gente puxa a faca, o revólver, o pai vai a diretoria que suspende o professor que cai em depressão e busca outra profissão.

    Tem direito demais prá poucos deveres.

  2. Carlinhos
    domingo, 23 de janeiro de 2011 – 14:14 hs

    Tem direitos para poucos e deveres para os demais.

  3. Juarez
    domingo, 23 de janeiro de 2011 – 15:38 hs

    Ainda andam vendendo imagem mentirosa de Curitiba no exterior.

  4. Marcio
    domingo, 23 de janeiro de 2011 – 17:03 hs

    É isso aí… a culpa é da populãção que joga o lixo nas ruas e por isso tem alagamento…

    Nunca a culpa vai ser da prefeitura que não realiza coleta de lixo ou obras de melhorias naquela região….

    Estão tentando justificar o problema colocando a culpa nos pobres, igual a Rede Globo tenta fazer com São Paulo…

    Vergonha!

  5. Luiz Silva
    domingo, 23 de janeiro de 2011 – 17:55 hs

    Mas até estragos da chuva a sociedade tem que pagar?
    Haja imposto!

  6. Ambientalista
    domingo, 23 de janeiro de 2011 – 20:06 hs

    Acho engraçado o pensamento da população,geralmente invadem áreas que são destinadas a preservação ambiental,fundos de vale,varzeas e etc, é claro que em muitas vezes com a conivencia de uma parte de políticos sem uma boa índole,após isso, jogam tudo o que há de lixo pela frente,tal como cotonetes,fio dental,sofás,pneus,saquinhos de lixo e depois não querem ser engolidos pela água..Creio que a minoria política que muito incentivou e ou que ainda persiste em incentivar invasóes visando os seus votos deveria mudar a sua atitude, e o lado político que atua na vigencia de seu mandato deveria parar de fazer vista grossa para as ocupações irregulares e entrar em ação,visando o começo de centenas de correções,pois a natureza tem avisado,tem cobrado,e nos mostra que obras de melhoria serão paleativas,o que é necessário é que haja as devidas desocupações das áreas que cabem integralmente ao meio ambiente.

  7. Wilmar
    segunda-feira, 24 de janeiro de 2011 – 8:58 hs

    Sábado na CBN um técnido da área garantiu que a Vila não devia estar ali, pois fica em área geologicamente destinada à expansão do rio. Enquanto a Prefeitura não promover a remoção das pessoas que moram lá para outro local, continuaremos a ler esse tipo de notícia.

  8. luis gringo
    segunda-feira, 24 de janeiro de 2011 – 11:00 hs

    Fabio,conheço a região e tenho varias familias amigas que moram nesse bairro,o problema das enchentes nessa area e muito antigo, ajudei a marcar reunioes com o administrador da regional a 3 anos ele nos disse que a culpa era da secretaria municipal de meio ambiente,marcamos uma reunião com o secretario de meio ambiente que disse que a culpa era da secretaria de obras,fomos a secretaria de obras que foi al local e prometeu uma solução.
    Tudo isso a 3 anos, na sexta feira aconteceu tudo de novo,então a culpa não e so dos moradores, e bom estar informado para opinar.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*