Perguntas que Pessuti poderia responder hoje | Fábio Campana

Perguntas que Pessuti poderia responder hoje

O governador Orlando Pessuti encerra hoje a sua participação na ópera bufa do fim-de-governo do PMDB. Entre outras, dá almoço para jornalistas, assemelhados e o picadinho relations. Depois, concede entrevista.

Bem que poderia responder a uma pergunta básica, se ela viesse a ser feita, e responderia a razão pela qual os principais gargalos da infraestrutura do Paraná não foram eliminados pela ação do governo do PMDB que durou oito anos e marcou a década com os adjetivos de infame e perdida.

Para lembrar as mentes flácidas diante do governante, aqui vai uma pequena lista do que não foi feito e é absolutamente necessário: a construção da Transbrasiliana, do Corredor Ferroviário do Oeste, da Ligação da BR 376/277, do anel rodoviário e do contorno ferroviário de Curitiba, da extensão da Ferroeste entre Foz e Guaíra, da nova ferrovia Curitiba-Paranagua, da retomada da estrada Boiadeira, da ampliação do aeroporto de Curitiba e de um novo porto em Pontal do Sul.

Ou seja, os governo do PMDB surfaram nos resultados da industrialização feita por Jaime Lerner, em cima do crescimento nacional e internacional e continuamos a esperar as obras necessárias e urgentes para poder crescer e agregar valor à economia e gerar empregos decentes com maiores salários. O resto foi propaganda vazia e bufonaria.


9 comentários

  1. Zangado
    quinta-feira, 30 de dezembro de 2010 – 9:15 hs

    E o pedágio “baixa ou acaba”, que não baixou nem acabou e só aumentou ?

    E o passivo judicial do pedágio “baixa ou acaba” que assoma mais de 300 milhões de prejuízo ao erário público ?

    Toda esse estelionato político vai para debaixo do tapete ?

    Sim, vai, graças ao compadrio entre os poderes públicos estaduais que jamais apuram responsabilidades dos “donos do poder” porque se beneficiaram recíprocamente durante esses últimos oito anos.

    E o povão bão de voto ainda reelegeu Requião.

    Temos todos que colocar o nariz de palhaço devido ao analfabetismo político de uma parcela da população que quiçá já nem sabe em quem votou ?

  2. jose teixeira neto
    quinta-feira, 30 de dezembro de 2010 – 9:31 hs

    pessutti, o deslumbrado,kkkkkk

  3. Eleonora
    quinta-feira, 30 de dezembro de 2010 – 9:41 hs

    “… surfaram nos resultados da industrialização feita por Jaime Lerner” e tentaram ainda destruir sua reputação para levar os louros, mas Jaime Lerner vem provando que é superior a isso tudo e continua inabalável e respeitado internacionalmente pela competência em “pensar cidades”.

  4. Reinoldo Hey
    quinta-feira, 30 de dezembro de 2010 – 9:51 hs

    Sr. Pessuti. Gostaria de saber quando efetivamente o senhor vai me pagar os valores que me deve das promoções de fevereiro e de abril e a progressão de outubro.
    Desculpe-me, mas esse dinheiro é meu, todo meu, totalmente meu. E eu não me lembro de tê-lo emprestado ao Estado para quitar outros débitos que, na verdade, não me dizem respeito.
    Atencviosamente,
    Reinoldo

  5. Previsões 2011
    quinta-feira, 30 de dezembro de 2010 – 10:17 hs

    Pessutti veja
    Leia
    Lula leia as Previsões do Bruxo Chik Jeitoso e reflita irmão, o cara não e´burro.

    Previsões do Bruxo Chik Jeitoso

    http://nogalberto.blogspot.com/2010/12/chik-jeitoso-da-seus-pitacos.html

  6. Marcos
    quinta-feira, 30 de dezembro de 2010 – 10:26 hs

    Acrescenta aí a famosa frase: PEDÁGIO: BAIXA OU ACABA!

  7. PM
    quinta-feira, 30 de dezembro de 2010 – 10:39 hs

    O Requião já no 1º ano de governo aumentou os salários da PMPR em mais de 100% depois do Lerner ficar 8 anos sem dar aumento.
    A Assembléia aprovou a PEC 64 este ano e o governo tem um prazo de 180 dias para regulamenta-la, esperamos que o Beto seja pelo menos igual ao Requião e faça o pagamento deste aumento tão merecido a nossa gloriosa PMPR já neste inicio de 2011.

  8. mio cardio
    quinta-feira, 30 de dezembro de 2010 – 11:45 hs

    Não esquecer quer surfaram em cima do excepcional desempenho de Curitiba em sua estratégia de desenvolvimento econômico.

  9. L
    quinta-feira, 30 de dezembro de 2010 – 14:54 hs

    Faltou dizer que Pessuti foi o principal responsável pelo falso surto de febre aftosa no Paraná, ao sair confirmando as falas de seu chefe Bufão, sem qualquer prova…

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*