Maria Tereza Uille Gomes para a JUSTIÇA | Fábio Campana

Maria Tereza Uille Gomes para a JUSTIÇA

Nascida em Londrina, formou-se em Direito pela UEL em 1985. É mestre em Educação pela PUC/PR, tem pós-graduação em Direito de Processo Penal pela PUC/PR e é doutoranda em Sociologia pela UFPR. Foi procuradora-geral de Justiça e presidente da Associação Paranaense do MP, sempre eleita pela categoria. Está no Ministério Público desde 1987. Tem 46 anos.


16 comentários

  1. Maria Aparecida Araujo Pimenta
    segunda-feira, 20 de dezembro de 2010 – 18:45 hs

    E na Sanepar Diretor Administrativo tem que ser da casa, alguem que conhece a empresa

  2. Amir
    segunda-feira, 20 de dezembro de 2010 – 19:44 hs

    Parabéns Dra. Maria Tereza Uille pela indicação. Com certeza fará um grande trabalho como Secretária da Justiça assim como sempre fez onde passou.

  3. Parreiras Rodrigues
    segunda-feira, 20 de dezembro de 2010 – 20:07 hs

    Dra Maria Tereza é uma das mais gratas escolhas para o secretariado do gov. Beto Richa. E num certo episódio, postou-se altiva, serena. Manteve ereta postura, fitando horizontalmente os olhos do seu contendor, numa digna atitude de quem dignifica, valoriza e honra a toga que lhe pesa sobre os ombros.

  4. Dias Gomes
    segunda-feira, 20 de dezembro de 2010 – 21:15 hs

    Não vão achando que essa Sra. é de Londrina. Apenas nasceu
    lá. Tal como o Romanelli não deve saber onde fica a Rua Sergi
    pe… Bem feito !!!

  5. LUIZ MARIO
    segunda-feira, 20 de dezembro de 2010 – 21:16 hs

    Parabéns!
    Merecidamente. Ela é séria, trabalhadora e competentíssima.
    O Governador Beto Richa foi muito feliz na escolha.
    Tenho a certeza de que teremos uma Senhora Secretária da Justiça no Paraná.
    Que Deus te abençoe e ilumine Doutora Maria Tereza Uille Gomes.

  6. Da Poltrona
    segunda-feira, 20 de dezembro de 2010 – 21:51 hs

    Esperamos que o Parquet adquira a sensibilidade e a fortaleza de uma promotora de justiça para cumprir seu munus publico perante os poderes públicos, deixando de lado o status de desapercebimento que fez do Parquet um mero espectador acidental diante do cabedal de denúncias públicas nessa última gestão governamental, desde o caso das tv laranjas e seus indefectiveis pen drives até o passivo judicial do pedágio “baixa ou acaba” que assoma mais de 300 milhões de prejuízo aos cofres públicos.

  7. ACORDA BRASIL
    terça-feira, 21 de dezembro de 2010 – 11:07 hs

    Parabéns pela escolha Gov. Beto Richa!! A Dra. Maria Tereza reúne todas as condições para realizar um excelente trabalho junto a Secretaria da Justiça.

  8. brigitte chaurais
    terça-feira, 21 de dezembro de 2010 – 12:27 hs

    ótima notícia, pelo menos uma mulher no secretariado.

  9. curioso
    terça-feira, 21 de dezembro de 2010 – 12:53 hs

    Ela também vai pedir exoneração do MP como o Delazari fez ? Acho que precisa, né ?

  10. terça-feira, 21 de dezembro de 2010 – 14:30 hs

    Tal escolha não podemos esquecer que é politica , e assim sendo somente o tempo falará ,

  11. Opa
    terça-feira, 21 de dezembro de 2010 – 17:13 hs

    Uma indicação espetacular.
    Essa sim é merecedora do cargo que vai ocupar.
    Parabens Drª Maria Tereza, Secretaria da Justiça.

  12. FAROL ALBANES
    terça-feira, 21 de dezembro de 2010 – 19:46 hs

    DIAS GOMES O QUE TU SABES DE LONDRINA NADA…QUEM SE FORMOU EM 1985 NA UEL FEZ ESTAGIO NO CADEIÃO/ DELEGACIA DA RUA SERGIPE,HOJE TOMBADO PELO PATRIMONIO HISTORICO…..O PARANÃ VAI CONHECER UM NOVO TEMPO,DOS NASCIDOS EM LODRINA QUE PASSAM A GOVERNAR O PARANÃ.

  13. Sandro
    terça-feira, 21 de dezembro de 2010 – 21:01 hs

    De fato é uma ótima escolha e ela é uma excelente pessoa, além de eficiente profissional, no entanto, creio que realmente pode existir o impedimento dela se dedicar a vida política, no cargo de secretário estadual, sem abrir mão do cargo de promotora ou procuradora de justiça que ora ocupa no MPE. Sem dúvida nenhuma o CNMP tomará conhecimento desse assunto e exigirá um posicionamente assim como fez com o secretário de segurança da gestão Requião que hoje não é mais promotor de justiça, pois abriu mão e pediu exoneração do cargo depois de ter perdido mandado de segurança que impetrou contra o CNMP inclusive no STF que já pacificou entendimento que integrante do MP, assim como os juízes, não podem participar de cargo político ou em comissão em outra instituição que não seja o MP.

  14. Antonio da Silva Santos
    quarta-feira, 22 de dezembro de 2010 – 15:30 hs

    A escolha de uma mulher que conhece tão bem o sistema carcerário é magnífca. A situação juridíca dela é bem diferente do Secretário Delazari, pois ela entrou no Ministério Público antes de 1988, portanto pode licenciar-se tranquilamente. Conhece bem Londrina e sabe bem aonde é a rua Sergipe, pois seus pais lá muitos anos.

  15. ECLER IMOVEIS
    segunda-feira, 7 de fevereiro de 2011 – 14:08 hs

    ACHEI OTIMO PELA ESCOLHA ELA E INTELIGENTE E VAI RESPONDER A ALTURA , E DESSAS BOAS ESCOLHA QUE O PARANA PRECISA . VALEU

  16. Luiz Manoel Silva
    terça-feira, 3 de abril de 2012 – 14:05 hs

    Olá Dra. poderia ser mais clara quando diz que o processo de privatizacao de presidios copiado do PSDB de Sao Paulo é inovador…
    Este processo é de 1972? bastante inovador… falta pouco para perder os dentes…

    se o governador Beto Richa nao quer trabalhar por que brigou para ser governador…..SERIA SÓ PARA MELHORAR A RENDA DA FAMIALIA???

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*