Mais um buraco no orçamento que Beto Richa vai receber | Fábio Campana

Mais um buraco no orçamento que Beto Richa vai receber

Assembléia altera a LDO — Lei de Diretrizes Orçamentárias — e orçamento de 2011 vai destinar mais R$ 270 milhões para o Tribunal de Justiça e R$ 80 milhões para Ministério Público Estadual.


13 comentários

  1. joão carlos sorcesse
    segunda-feira, 6 de dezembro de 2010 – 10:44 hs

    O governador eleito deixou na cidade de Curitiba, milhões de Buracos, não dá para andar nas ruas. ele já está acostumado com buracos, é a área dele.especialista em demolição de cidades modelo.
    Agora deixou o DUCCi para alargar e criar novos, até o momento ele está seguindo a cartilha.De quebra está instalando umas lombadas nas ruas,
    altissimas, verdadeiros monstros. ex. algacir munhoz mader no CIC. com pouca sinalização, a rua é escura como toda a capital modelo, resultado, danos nos veiculos e a qualquer momento uma ou mais mortes.
    Esperar o que dessa adminstração, só o caos. Esqueceram de avisar aos técnicos da PMC que as fábricas de automóveis lançaram modelos mais baixos de veículos. que se dane o usuário.
    A administração atual do PMDB,no governo estadual está corretamente fazendo a sua função, fechando as portas, as janelas, os cofres, porque já conhecem o style de adminstração do governador eleito. Eles estão tão sómente protegendo o povo paranaense. normal.

  2. Maurício
    segunda-feira, 6 de dezembro de 2010 – 11:49 hs

    Enquanto isso, o Pessuti levou até o guarda-costas para Cancun.

  3. Felipe
    segunda-feira, 6 de dezembro de 2010 – 12:05 hs

    Destinar verba ao Tribunal de Justiça (que tem um dos menores orçamentos do Brasil) e ao MP nao é rombo, é investimento em Segurança Pública.

  4. Cascavel
    segunda-feira, 6 de dezembro de 2010 – 12:38 hs

    Isto não é buraco pois é uma necesidade.
    Muita desculpa antecipada deste futuro governo que não parece querer cumprir suas promessas.

  5. CAÇADOR DE PETISTAS
    segunda-feira, 6 de dezembro de 2010 – 13:00 hs

    O pior é o buraco que o fascista LULA DA SILVA, deixou para a sua “cumpanheira” mas, este não é o problema pois, o PT como sempre usara a prática de esconder tudo pra debaixo do tapete ou alguem ainda não entendeu o porque do desespero do fascista Lula para eleger a cândidatda virtual Dilma?

  6. Ana
    segunda-feira, 6 de dezembro de 2010 – 13:03 hs

    Felipe…………não seria por acaso investir em “segurança jurídica” haja vista a Segurança Pública ser responsabilidade de órgão do Estado????

  7. Mais informação
    segunda-feira, 6 de dezembro de 2010 – 14:06 hs

    Por favor blogueiro, o Paraná é uma das maiores economias do país, entretanto, seu respectivo Tribunal de Justiça é um dos que menos recebe recursos na nação! Isto não é um rombo. Para comprovar, caso saiba, compare a justiça estadual com a federal, em celeridade, remunerações, entre outros.

  8. Rodrigo Pereira
    segunda-feira, 6 de dezembro de 2010 – 14:23 hs

    Que o Pessuti está prorrogando diversos contratos a esmo e comprometendo as divisas do estado, não se tem dúvida. No entanto, tal repasse de verba ao TJ/PR é uma necessidade premente e que vem sendo discutida a muitos anos no Paraná.
    Para se ter uma ideia, em inspeção recente do Conselho Nacional de Justiça no TJ/PR foi constatado que é um dos piores Tribunais do Brasil: principalmente pela falta de infra-estrutura e de servidores – até por que não existe um Plano de Carreira para os mesmos.
    Por tais razões, o aumento do repasse de verbas do Estado ao Tribunal beneficiará não só a instituição, mas, inclusive, toda sociedade civil, pois implicará em uma prestação jurisdicional mais célere e de qualidade.

  9. Tuku Nare
    segunda-feira, 6 de dezembro de 2010 – 17:14 hs

    Parabens Joao Carlos Sorcesse, pelas tuas criticas construtivas, e embasadas
    que deveria ser ouvidas, por quem de direito. Quanto ao caçador ESDRUXULO de
    petista, deveria consultar o Chik Geitoso, para curar o seu rancor, e ciumeira, que faz mal a saude.

  10. TEOKU NARE TA
    segunda-feira, 6 de dezembro de 2010 – 18:12 hs

    TO GOSTANDO DO COMENTARIO DO PEIXE AI EM CIMA

  11. Jose
    segunda-feira, 6 de dezembro de 2010 – 20:40 hs

    O “rombo” existente factualmente, e que deveria ser comentado, é a ineficiência do Poder Judiciário paranaense em julgar os litígios propostos pela população, bem como a falta de estrutura para os membros do Ministerio Público e servidores exercerem suas funções.
    As falhas apontadas nao se corrigem por dircursos ou ações de marketeiros durante a epoca de eleição, mas sim por investimentos consistentes, tanto estruturais quanto em mão de obra, leia-se servidores, que permitam aos orgãos jurisdicionais exercerem seu mister constitucional na plenitude.
    Cabe ressaltar que os investimentos no poder judiciário nao beneficiam somente servidores ou magistrados, beneficiam a sociedade como um todo, posto que as demandas prospostas – pelos paranaenses que dispoe de recursos pecuniarios pois no Parana não existe Defensoria Pública, e vários póliticos tem,não sei o motivo, recalcitrância de cria-la – terão uma duração mais celere, seja em função da estrutura eficiente ou de servidores bem remunerados que nao deixaram os quadros do Tribunal para exercerem outros cargos de nivel federal que atualmente possuem remuneraçao bem superior.

  12. Queromeu
    segunda-feira, 6 de dezembro de 2010 – 23:51 hs

    Até imagino qual será o destino dessa grana.

  13. Felipe
    terça-feira, 7 de dezembro de 2010 – 11:48 hs

    Ana, ingnorar que o MP e o Judiciário são fudamentais à Segurança Pública é, no mínimo, desconhecimento das funções destes órgãos.
    Quanto à ineficiência do Judiciário, muito se deve à falta de orçamento. Os fóruns (principalmente do interior) estão caindo aos pedaços, os computadores são arcaicos, os funcionários são escassos e aqueles que conseguem logo deixam o TJPR para partir para outras carreiras… Processos aguardam meses na pilha por falta de funcionários para movimentá-los. É preciso urgentemente investir nas carreiras do MP e do TJ.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*