Lula descarta manter Exército por muito tempo no Rio | Fábio Campana

Lula descarta manter Exército por muito
tempo no Rio

Foto:Marcia Foletto/Ag.Globo/UOL

Do Blog do Josias de Souza

Lula e o ministro Nelson Jobim (Defesa) acataram apenas parcialmente o segundo pedido de socorro do governo do Rio às Forças Armadas.

Aceitaram esticar a parceria iniciada na semana passada com as ações que resultaram na retomada da Vila Cruzeiro e do Complexo do Alemão.

Porém, Lula e Jobim torceram o nariz para a ideia de prolongar a presença de militares nas favelas cariocas por mais de sete meses.

Deve-se a informação à repórter Eliane Cantanhede. Em notícia veiculada na Folha, ela reproduz declaração de Jobim:

“Em nenhum momento se pensou em transformar o Exército em polícia. Isso não vai acontecer”.

Neste sábado (4), conforme já noticiado aqui, Jobim vai ao Rio. Em reunião com Cabral, explicitará os termos da segunda fase da cooperação policial-militar.

A julgar pelo que disse Jobim, o prazo deve ficar em aberto: “É preciso ter flexibilidade para avaliar de tempo em tempo”.


4 comentários

  1. Pedro Malazartes
    sábado, 4 de dezembro de 2010 – 17:38 hs

    Ao petê não interessa a briga com o narcotráfico que sustenta as Farc que deu dinheiro prás campanhas de Lula e de Dilma.

    Não fosse o tiro no pé dado pelo pessoal preso em Catanduvas para a turma do Rio sairem queimando carros, ônibus e afrontando a polícia, tava tudo na lesma lerda.

  2. CAÇADOR DE PETISTAS
    sábado, 4 de dezembro de 2010 – 18:14 hs

    Eu acho que ele deveria se concentrar no PASSIVO MORAL que ele tem para com esta nação. E um recado: O senhor está em débito senhor (ex) presidente. Não pense que o tempo o fará maior. O senhor será lembrado como o presidente que encolheu a moral e a ética deste país. Teve a chance de promover mudanças que, de fato, pavimentassem um futuro melhor para nossa gente, mas não, contentou-se em dar continuidade a uma política econômica que não foi o seu governo que criou, e patrocinou políticas assistencialistas que em nada melhoraram a qualidade da assistência a saúde, educação e segurança. O senhor anda lendo as notícias do ENEM, das emergências atoladas de gente, dos arrastões e mortes pelo tráfico…? O tempo é senhor de tudo, principalmente quando começa a tirar os véus que encobrem a insensatatez. Cuidado com o tempo, muito cuidado…

    PT, O CÂNCER DO BRASIL

  3. joão carlos sorcesse
    sábado, 4 de dezembro de 2010 – 18:27 hs

    Lula, é meio louco mas não é burro. Sabe que não pode deixar as forças armadas muito tempo por lá, encima do morro., é contagioso.
    Afinal, o que faz a secretaria de Segurança do Rio de Janeiro com o dinheiro destinado a segurança publica. cada passo por pressão da Globo, vai as forças armadas para lá.
    O pior que os comandantes e a Globo poem e a culpa no Brasil, como se o pais inteiro fosse culpado da corrupção dentro dos quarteis e na policia civil carióca.
    Por que o Brasil mantem os comandos do Leste e o escambal naquele estado, porque 40% da folha de pagamento do governo federal destinada a militares, empresas estatais, corporações federais naquele estado.
    Presidente, ainda dá tempo. retire as três armas daquele estado, alimentando os morros com armas e treinamento. A Capital federal é Brasilia. Faça no entorno de Brasilia a cidade militar, e envie todos, todos os militares, aviões, tanques para lá. É o centro do Brasil, mais estratégico que isso impossivel.
    O SR. agindo dessa forma, tira da cabeça da Globo e de seus moradores induzidos pela própria que a Capital do Brasil é a cidade maravilhosa, para os Ricos e desastrosa para os pobres.
    A verdadeira capital do BRASIL é BRASILIA.

    Outro ponto é a saude no estado do Rio de Janeiro,e no Brasil, inclusive aqui na capital modelo . assunto para outro comentário.

    João carlos

  4. Vigilante do Portão
    domingo, 5 de dezembro de 2010 – 3:40 hs

    A Declaração foi “após o almoço”?

    Bem, não interessa. Já desmentiram
    “Não pegou bem”. O Jobim desmentiu tudo e disse que as Forças Armadas ficarão muito tempo e que subirão o morro.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*