Pessuti e equipe de Richa trocam farpas | Fábio Campana

Pessuti e equipe de Richa trocam farpas

Por Ivan Santos do Bem Paraná

O governador Orlando Pessuti (PMDB) contestou ontem a iniciativa da equipe de transição do governador eleito, Beto Richa (PSDB), que através do líder do novo governo na Assembleia Legislativa, deputado Ademar Traiano (PSDB), vem barrando a votação da proposta de regulamentação da Defensoria Pública do Paraná. Na terça-feira, Traiano pediu vistas do projeto na Comissão de Constituição e Justiça da Assembleia, adiando por pelo menos uma semana a votação de parecer, e por consequência, a chegada da proposta no plenário da Casa. Pessuti atribuiu a iniciativa a uma disputa pela “paternidade” da criação do órgão, que deve ampliar o atendimento a pessoas carentes que não têm condições de pagar um advogado. Os aliados de Richa defendem que a proposta da criação da Defensoria seja postergada para a próxima administração.

“Eu gostaria que os deputados votassem (ainda em 2010). A Constituição prevê a existência do órgão e os deputados, quando votaram a Lei de Diretrizes Orçamentárias no mês de junho, aprovaram recursos para a criação de uma defensoria”, lembrou o governador, que disse não entender a mudança de posição dos deputados. “Se a Assembleia não quiser votar agora, a responsabilidade é da Assembleia. Não estamos colocando ninguém em camisa de força. A mim parece que está sendo deixado para adiante por um capricho pessoal de querer este ou aquele ser o ‘dono’ da Defensoria”, avaliou.

Traiano alega que os recursos previstos para o Orçamento de 2011, de R$ 28 milhões, não são suficientes para cobrir os custos da implementação do projeto, que cria cerca de 400 novos cargos, e segundo ele, representaria um gasto de pelo menos R$ 42 milhões. “Não se trata de vaidade, mas de ter responsabilidade e não aprovar nada que venha no afogadilho sem saber o que vamos receber em 1º de janeiro”, afirmou.

O líder do novo governo diz que até agora a atual administração não repassou as respostas aos pedidos de informação da equipe de transição de Richa, que incluem 165 itens. “Até agora não temos informações precisas sobre a situação financeira do Estado. As questões foram respondidas parcialmente e de forma incompleta”, explicou o tucano, lembrando ainda que a cautela do novo governo é motivada também pelo fato dos gastos com pessoal do Estado já estarem perto do limite legal.


11 comentários

  1. quinta-feira, 18 de novembro de 2010 – 10:59 hs

    Isso mesmo dep.Traiano,tudo o que vier de Pansuti tem que ser barrado na ALE,principalmente as criações de novas secretarias de estado e as vergonhosas licitações ao apagar das velas,e, atenção observem se não há parentes de secretário(a)s como “ganhadores” das licitações,para não virar de vez a “CASA DA MÃE JOANA”….
    Uh!Uh!Ah!Ah…. 44 dias e FOOOOORRRRAAAAA PANSUTI
    Uh!Uh!Ah!Ah…. 44 dias e FOOOOORRRRAAAAA PANSUTI
    Uh!Uh!Ah!Ah…. 44 dias e FOOOOORRRRAAAAA PANSUTI
    OU CASSAÇÃO JÁ
    IMPEACHMENT JÁ
    IMPEACHMENT JÁ
    IMPEACHMENT JÁ

  2. Cascavel
    quinta-feira, 18 de novembro de 2010 – 11:09 hs

    Este deputado esta contra o povo.
    Até 31 de dezembro o governador é o Orlando Pesuti.
    Porque não deixam ele governar até o final de seu mandato e o próximo que espere chegar o seu dia.Porque este deputado não vai fiscalizar a Assembléia e ver onde foi parar o dinheiro desviado e quem é responsável?

  3. quinta-feira, 18 de novembro de 2010 – 11:25 hs

    Pessuti tem que tomar chá se “semancol” e acordar…. o fim do seu governo-tampão está próximo, só tem 29 dias e meio (contando com horário desse comentário!).
    Ele não foi eleito governador, e sim o Requião. Tá se achando o quê??!! Deixar pepinos pro Beto e encher as burras no apagar das luzes.
    Pessuti poderia cumprir sua missão com dignidade, como em qualquer democracia, mas ficará na história política do PR como o mais ridículo e patético período de governo paranaense.
    Se manca Pessuti! Limpe as gavetas e saia de fininho….

  4. JK
    quinta-feira, 18 de novembro de 2010 – 11:28 hs

    Se o Panssuti alega que estão adiando pra dar a ´´paternidade“ para o futuro Governador, ele tem que primeiro ver o que ele faz, como reinaurar o Palacio Iguaçu INACABADO, apenas pra dizerem por ai que foi o Panssuti que inaugurou, pois a plaquinha de bronze com o nome dele vai estar la, alem de outras coisas que ele faz por ai pra beneficio proprio…Sem dizer das trocas de farpas com o ex governador Requião, onde ele quer se fazer de bonzinho contra o vilão, mas foi aliado do louco Requião aceitando sair como vice governador, onde todo mundo sabe o que é e quem é o Requião, o Pessuti não passa de outro mal carater igual ao ex imperador do Paraná…

  5. Zangado
    quinta-feira, 18 de novembro de 2010 – 12:17 hs

    O governador Pessuti, no caso da defensoria, está pagando o mico da incompetência daqueles que elaboraram o anteprojeto sem as devida cautela e perspicácia de amoldarem a instituição a ser criada, sem violentar sua essência, evidentemente, ao numerário previsto no orçamento para o ano entrante e às particularidades do ordenamento jurídico e administrativo do Estado.
    Deveria agir em consequência, em face dos elaboradores do anteprojeto, pois, prejudicaram a boa vontade do governador e delongaram a criação necessária da instituição ao atendimento dos carentes.

  6. Ammarante mello rego
    quinta-feira, 18 de novembro de 2010 – 13:51 hs

    Outro pensador tocando flauta

  7. oblongo
    quinta-feira, 18 de novembro de 2010 – 14:06 hs

    Não seja ingenuo “cascavel”, esse pessut é uma cobra travestido de asno: idiota e capacho que serviu ao requião mesmo não confiando nele, esperou feito um biruta durante mais de sete anos para ter um pseudo-poder durante aproximadamente sete meses… tiveram sete anos e dez meses para criar a defensoria publica e resolvem fazer isso em menos de dois meses alegando que quem ta barrando o projeto o faz por vaidade… vaidades a parte, pessut, deixa de ser mal carater, seja homem ou volte a ser o pacato que demostrava ser durante todo esse tempo…
    Será que sobra uma migalha pra ele no governo dilma?
    Morto e enterrado politicamente.

  8. Celso
    quinta-feira, 18 de novembro de 2010 – 15:22 hs

    O Pessuti não foi eleito Governador, portanto quremos
    que ele se acalme, só está quebrando um galho.

  9. Luís Adolfo Kutax
    quinta-feira, 18 de novembro de 2010 – 16:49 hs

    O governo Pessuti encerra em 31/12/2010, com orçamento sendo executado, votado em 2009, para ser executado em 2010, tudo legitimado na Assembléia Legislativa, e isto vem ocorrendo, com evidências de que a legislação está sendo totalmente respeitada. Normalmente a população exige trabalho e neste caso muitos querem que ele pare de trabalhar.
    Este é o rítmo de trabalho do então menino da roça que acostumado ao trabalho penoso da lavoura busca enfrentar todos seus obstáculos. Segue em frente Pessuti…
    http://www.tribunaregionaldalapa.com.br/index.php?mod=3&id=370

  10. LEÃOLOBO
    quinta-feira, 18 de novembro de 2010 – 18:46 hs

    Se é jogo de vaidades ou de interesses pessoais, somente o tempo dirá. Mas eles estão esquecendo, que a população que não possui condições de contratar um advogado, não pode esperar até o próximo governo tomar posse. Existe “N” fatores que podem ser discutidos e adiados se possível. Mas neste caso da Defensoria Pública, já orçado e aprovado na Assembléia para o exercício de 2010, eu não vejo o porque desta barração. Não é ilegal e nem é coisa nova. Foi descutida e aprovada, até pelo Sr. Traiano. Se é vaidade ou não, eu não sei, mas que é uma pura sacanagem com o povão isso eu tenho certeza.

  11. Falavinha
    quinta-feira, 18 de novembro de 2010 – 23:15 hs

    Há um ditado popular que diz: quer conhecer o homem
    de poder à ele. O Gafanhotão vai quebrar o Estado.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*