Para prejudicar Richa, Pessuti quer entregar o porto de Paranaguá ao governo federal | Fábio Campana

Para prejudicar Richa, Pessuti quer entregar o porto de Paranaguá ao governo federal

O governador Orlando Pessuti desembarca amanhã em Brasília com o firme propósito de devolver o porto de Paranaguá para a União. Ninguém duvida de que esssa atitude obedece, antes de tudo, a uma vontade política de prejudicar o próximo governo, mesmo que isso signifique um enorme prejuízo para o Paraná.

Pessuti tem audiência às 16h30 com Pedro Brito, da Secretaria Especial de Portos. Dele espera a iniciativa da federalização e enquanto isso não acontece, Pessuti quer a autorização para gastar em obras de infraestrutura R$ 120 milhões dos R$ 430 milhões em caixa no porto.


43 comentários

  1. CAÇADOR DE PETISTAS
    segunda-feira, 22 de novembro de 2010 – 11:46 hs

    O Porto de Paranaguá é dos Paranaenses seu irresponsável.
    Cidadão imprestável que n~/ao aceita uma derrota.

  2. carlao
    segunda-feira, 22 de novembro de 2010 – 11:51 hs

    os deputados tucanos ja queriam federalizar o porto,porque só agora vai prejudicar o parana?

  3. OBSEVADOR
    segunda-feira, 22 de novembro de 2010 – 11:58 hs

    a reportagem nao procede.. haja vista que a própria dilma ja disse que NÃO quer o porto federalizado.. a ida do pessuti la tem outra motivação.. descubra… haha mas é fato que o porto vai continuar nas mãos do Estado..

  4. fiscal de realeza
    segunda-feira, 22 de novembro de 2010 – 12:09 hs

    PELO MENOS SABEREMOS QUE NÂO SERA PRIVATIZADO
    É UMA GRANDE GARANTIA
    POIS AI O BETO VAI DEIXAR DE CUMPRIR UMA DE SUAS PROMESSAS COM SEUS FINANCIADORES DE CAMPANHA
    PORTO DE PARANAGUA SEGURO NAS MÂOS DA DILMA
    LIVRE DE PRIVATIZAÇÔES

  5. Jose Carlos
    segunda-feira, 22 de novembro de 2010 – 12:11 hs

    O porto devia ser privatizado, nas mãos de quem entende do assunto e pode enxergar os interesses de seus usuários… no mundo inteiro portos são atividades privadas, administradas pelos próprios interessados e sujeitos à fiscalização pública… do contrário o que ocorre é o que vimos nos últimos vinte anos: atraso, incompetência, empreguismo, nepotismo, suspeitas de corrupção, falta de investimento, etc, etc, etc… ou seja, tudo aquilo que caracteriza a administração pública de interesses privados… e não foi privilégio da atual administração ou seu antecessor imediato, mas, de todas as administrações desde o fim do ciclo do café… Paranaguá deu marcha-a-ré e foi superado pelos portos do sul mais modernos e muito melhor administrados… basta olhar a cidade: uma cidade portuária sempre espelha a prosperidade de seu porto e ali a cidade é o reflexo do porto, uma aparência suja, decadente, abandonada à própria sorte…

  6. Vigilante do Portão
    segunda-feira, 22 de novembro de 2010 – 12:31 hs

    E a “thurma” do Pessutão, não vão defender a “brilhante iniciativa”?

    ENTREGUISTA.

    Depois dessa, vou sugerir que “devolvam” o Paraná para São Paulo.

    “Dar” o Porto e R$300milhões, para o governo Federal.
    Ótima idéia.

    É um dos motivos do Paraná estar perdendo terreno para Santa Catarina.

    Governantes medíocres, políticos fracos.

    Enganadores.

  7. MIGUEL DE CERVANTES
    segunda-feira, 22 de novembro de 2010 – 12:45 hs

    NÃO É MÁ IDÉIA! POIS O ATUAL SUPERINTENDENTE PERMITE QUE UM ADVOGADO QUE DETÉM UM CARGO COMISSIONADO NAQUELA AUTARQUIA, POR INCOMPETÊNCIA, RESPONDA UM PROCESSO ADMINISTRATIVO, CARACTERIZANDO UM FATO “SUI GENERIS”, QUANDO A DEMISSÃO DESSE INDIVÍDUO É “AD NUTUM”, E POR SE TRATAR DE UM ‘NEPOTE CRUZADO”, EXIGIMOS QUE AQUELA ADMINISTRAÇÃO TOME AS PROViDÊNCIAS CABÍVEIS, QUE O CASO REQUER, POIS

  8. Alvaro
    segunda-feira, 22 de novembro de 2010 – 12:49 hs

    Pessoal do Beto!!! Nao pernitam isso!!!

  9. Cascavel
    segunda-feira, 22 de novembro de 2010 – 12:59 hs

    O melhor para o Paraná é passar a administração do Porto para o governo Federal.

  10. EMERSON
    segunda-feira, 22 de novembro de 2010 – 13:02 hs

    SE ELE FIZER ISSO, A ASSEMBLÉIA ESTADUAL TEM QUE CONSIDERÁ-LO “PERSON NON GRATA” NO PARANÁ.
    É UMA TRAIÇÃO AO “PARANISMO”.
    TRAÍRA SERÁ SEMPRE TRAÍRA!

  11. douglas
    segunda-feira, 22 de novembro de 2010 – 14:10 hs

    Ué, vocês jornalistas não vivem dizendo que o Porto não dá lucro?…………..

  12. ELIANE
    segunda-feira, 22 de novembro de 2010 – 14:17 hs

    Ele que não esqueça, que vai haver outras eleições , povo não vai esquecer o que ele está fazendo com o Paraná. Requião tinha razão, ele está destruindo tudo o que o Paraná conseguiu. Pessuti você conseguiu acabar com sua carreira política no Paraná.

  13. eduardo dalmora
    segunda-feira, 22 de novembro de 2010 – 14:33 hs

    Acho a idéia do Pessuti ótima. É uma tentativa de evitar a inevitável privatização… Ou alguém duvida que esse Richa ai vai vender a Copel, a Sanepar, o porto e o que mais conseguir transformar em cash…

  14. Antônio Nunes
    segunda-feira, 22 de novembro de 2010 – 14:48 hs

    Pessuti tá com raiva do Requião e quer prejudicar os paranaenses. Já estou começando a dar razão pro Mamonão quando pede a saída imediata do Pansuti.
    Colocar “sem-voto” no poder é brabo!

  15. Silvio Antonio Biazotto
    segunda-feira, 22 de novembro de 2010 – 15:04 hs

    QUE BOM ASSIM NÃO SOBRARÁ TANTO DINHEIRO PRO PRÓXIMO GOVERNO; QUE JÁ VENHO DIZENDO QUE NÃO É SANTO NÃO.
    POR QUE SE FOSSE EU TERIA UM SANTINHO AQUI AQUI EM CASA PARA HORAR.
    SILVIO ANTONIO BIAZOTTO.

  16. Pedro Malazartes
    segunda-feira, 22 de novembro de 2010 – 15:34 hs

    Cuspa pro alto, Biazotto, mas não saia do lugar.

  17. Sofredor
    segunda-feira, 22 de novembro de 2010 – 15:41 hs

    Quem imaginava isso do Pessuti, devolver o Porto de Paranaguá a união para prejudicar o Beto Richa, isso não pode acontecer seu Pessuti, nesse caso você esta prejudicando e o povo do Paraná que acolheu por muitos anos colocando o senhor no poder, isso e o troco que vovê vai dar, afinal o Paraná não é seu, mais sim de todos nós Paranaense. Se liga Pessuti.

  18. joão carlos sorcesse
    segunda-feira, 22 de novembro de 2010 – 15:41 hs

    É melhor entregar a nossa queridissima Dilma, nossa presidente que graças a Deus foi eleita do que ao capital extrangeiro como devem ser os planos do governador eleito e sua equipe, Lerner, Tanigush e cia.

    João carlos

  19. joão carlos sorcesse
    segunda-feira, 22 de novembro de 2010 – 15:47 hs

    O governo federal entregou a Br 116 no perimetro da cidade de Curitiba á Prefeitura da Cidade modelo e olha o que aconteceu. Gastaram cento e tantos milhoes em 9 km em uma obra já inaugurada e inutil, com todos os defeitos que um obra poderia ter. Nem a iluminação da obra funciona e se for enumerar os problemas vai ser um livro. Sem falar que começaram do meio e não do inicio que hoje está intrafegável nos dois sentidos. Obra de arquitetos de interiores e paisagistas.
    O governo federal deve fazer o maior esforço para pegar a administração do Porto, salvem o Porto por favor, Pessutti não deixe esse patrimonio cair nas mão do capital estrangeiro. Facilite ao máximo para devolver o Porto a união antes do dia 01/01/2011.

    João carlos

  20. Tyllerand
    segunda-feira, 22 de novembro de 2010 – 15:56 hs

    E aqueles “diretores” que aparecem de vez em quando na APPA, vão facilitar para o Pessuti.

  21. Pina
    segunda-feira, 22 de novembro de 2010 – 15:56 hs

    O Pessuti está demonstrando ser pior caráter e mal elemento irresponsável igualmente ao Requião, unica coisa que diferencia os dois é que Requião foi eleito Senador e vai encerrar a carreira em Brasília, já Pessuti deve ser vereador em Ivaiporã e morrer com os pés no barro, onde alíás, ele nunca deveria ter saído!!!!!!
    O fim de feira triste!!!!!!!!!!!

  22. segunda-feira, 22 de novembro de 2010 – 16:31 hs

    Isso deve servir de consolo para Ricardo Barros que propos a federalização do porto,eu concordo com o Ricardo,não so o porto deveria ser federalizado, mais todo estudo superior que ainda esta nas maos do estado e onerado os cofres estaduais.

  23. Joãozinho
    segunda-feira, 22 de novembro de 2010 – 16:40 hs

    Foi se unir a PETEZADA e deu nisso. Tudo para ELLES

    Essa é a PRIVATIZAÇÂO A MODA DO PT

  24. Fernando Conforme
    segunda-feira, 22 de novembro de 2010 – 17:06 hs

    Prejudicar o Beto? Acho que não. Pelo menso não enquanto administrador de verdade, e não figura de publicidade. Federalizar o porto apenas vai ajudar a tirar problemas que sobrariam para a administração dele. Vai ser bom para o Estado. O que vai sair um pouco prejudicado é o plano contínuo de invenção publicitária feita sobre a imagem de Beto Richa, convenhamos…

  25. jo baka
    segunda-feira, 22 de novembro de 2010 – 17:11 hs

    ESTOU DECEPCIONADA COM O PESSUTI EM TENTAR TIRAR O PORTO DE PARANAGUA,POIS O ISS TEM QUE FICAR NA CIDADE, POR ISSO SEREI VICE DO ROQUE QUE É MAIS CORAJOSO E PEITUDO.

  26. MARINGA
    segunda-feira, 22 de novembro de 2010 – 17:15 hs

    ESSE PESSUTI QUE É METIDO A PAVAROTI NÃO PASSA DE UM MAU CARATER ,E COMO SEMPRE O POVO DE PARANAGUÁ QUEBRANDO A CARA COM ESSES QUE SE PASSAM POR BONZINHOS.TENHO CERTEZA QUE BETO RICHA SERA O MELHOR GOVERNADOR DESTE ESTADO E NO NOSSO PORTO COLOCARA PESSOAS COM CAPACIDADE E MORAL,BOTANDO NA CADEIA A TURMA DO PMDB E AMIGUINHOS DO MARIOZINHO DO ROQUE E DO PESSUTI.

  27. Borduna
    segunda-feira, 22 de novembro de 2010 – 17:26 hs

    A Federalização tira o Porto do PSDB e joga no colo do PT. E Beto Richa quietiiiiiiiinho tomando vinho Bordeaux na riveira francesa, em férias. Quem mandou votar no cara…..

  28. Orlando Pessuti
    segunda-feira, 22 de novembro de 2010 – 17:48 hs

    Fábio outra vez voce não diz a verdade. NUNCA tratei, NUNCA pedi que o Porto de Paranaguá fosse ou seja devolvida ao governo federal. SEMPRE defendi que continue sobre a gestão do povo do Paraná e dirigido por gente de Paranaguá. Vou sim à ANTAQ tratar da liberação do superávit financeiro do Porto para o caixa do Estado. Abrs. Orlando Pessuti

  29. Nobre Cristão
    segunda-feira, 22 de novembro de 2010 – 17:53 hs

    Federalizar o porto e as universidades estaduais significa economia aos cofres do Estado do Paraná, além de garantir melhor prestação dos serviços.

  30. VERDADE
    segunda-feira, 22 de novembro de 2010 – 18:12 hs

    Camisa de força nessa Maria Louca II…o retorno!

  31. Carlos Honorato da Silva
    segunda-feira, 22 de novembro de 2010 – 18:21 hs

    Era de se esperar, no apagar das luzes da era Requião/ Pessuti. Mais coisa virá, as falcatruas serão reveladas. O que esse pessoal demonstra é ódio, rancor, desilusão pela derrota e por serem apeados do poder, enxotados no voto pela população. Beto terá que comunicar estas mazelas de forma clara e transparente. O governo, a partir de 2011, terá muitas dificuldades para administrar o caixa do Estado, tamanha a lambança e herança deixadas. O pior são as conversas de bastidores, com detalhes e minúcias pouco republicanas..

  32. Vigilante do Portão
    segunda-feira, 22 de novembro de 2010 – 18:22 hs

    Não sei se é o caso, entretanto, não deixa de ser uma idéia:

    Propor uma ação de “Interdito Proibitório”.
    É um governante “pródigo”.

    Pródigo: aquele que gasta sem limites e se desfaz de patrimônio, sem a devida paga.

  33. SERGIO
    segunda-feira, 22 de novembro de 2010 – 19:30 hs

    PESSUTI E REQUIAO FARINHA DO MESMO SACO.

  34. coveiro
    segunda-feira, 22 de novembro de 2010 – 19:34 hs

    E ainda tem paranaense que defende esta naba chamada Pançutti.
    A federalização do Porto é mais cabides de empregos para os cumpanheiros ptistas que ficaram sem cargo. Vai virar moeda de troca.
    Itajaí e Rio Grande agradecem.

  35. segunda-feira, 22 de novembro de 2010 – 20:11 hs

    Espero que nao aconteça, mas nao duvido. Política é assim, Uma sujeira só

  36. segunda-feira, 22 de novembro de 2010 – 21:16 hs

    eu acredito no pessuti.

    não peça para o dinheiro saia do porto para ir para o estado.
    e sim que o governo gaste o dinheiro num porto moderno, investir em maquinarios novos, novo silao, trazer devolta o patio de containers, que o lerner tirou, o porto tem condiçao e tem dinheiro paras deixar um portto competivo com os outros portos.
    vamos deixar um porto moderno. vamos richa, eu tbm acredito em teu governo, coloque um superintendente a altura do segundo porto do pais e guando o porto fazer uma greve escute os nossos presidente e troque rapinho o super.
    voce vai como ficara o porto dxo parana.

  37. Diogo Almeda
    terça-feira, 23 de novembro de 2010 – 10:35 hs

    Caiu a mascara!!! Eu defendi Pessuti, julgando que ele, que por muitas vezes foi prejudicado por RR, seria integro, de carater!! Desconfiei quando ele nao cumpriu o acordo com Fruet para derrubar o RR, e quando começou a onerar nossos cofres e assinar obras!! Pesuti e RR sao farinha do mesmo saco…Juntamos a muitos politicos de outros Estados e vemos porque o Brasil esta na M…..! Pagando o que NOS pagamos de impostos, ter a saúde, a segurança, a educação precaria desse jeito é o maior exemplo! Sem falar na falta de etica que nossos representantes tem em querer IMUNIDADE parlamentar, pois parte se do principio que NOSSOS representantes tem que ser Honestos! Voto obrigatório entao…nem se fala! Brasil, o país da contradição! Ta faltando coragem, honra, respeito ao povo…Para mudarem isso!!

  38. terça-feira, 23 de novembro de 2010 – 10:47 hs

    Federalizar rodovias também é prejudicial para o estado; pois um estado forte tem que ter controle do que circula nas suas vias, acorde para este fato meu povo. São Paulo controla 96% das suas rodovias e seus portos por isso é uma potência.

  39. sério
    terça-feira, 23 de novembro de 2010 – 12:59 hs

    Para quem não gosta de privatizações…ou porquê é um burro que teve preguiça de estudar e quer um cargo de CC ou porquê vai perder o carguinho ahaha… Pois a privatização siguifica a desoneração do estado em gastar dinheiro público em empresas que sempre ficam no prejuízo, dinheiro este que seria para investir em educação, saúde e segurança. Exemplo disso é a CSN, a Vale e tantas outras que ao invés de consumir dinheiro público, na verdade, recolhem milhões em impostos e tributos aos cofres públicos que serão ou deveriam ser aplicados em educação, saúde e segurança. Lembro do tempo da Telepar (estatal) naquela época para se ter um telefone tinha desembolsar quase o valor de um carro e declarar no imposto de renda, hoje, temos de graça quantas linhas quiser e sem contar a concorrência o que faz reduzir o custo. Veja por exemplo a Paraná Previdência, se fosse administrada por uma fundação ou por particular estaria com a situação financeira saudável e não precisaria que o estado aportasse milhões do dinheiro público para saldar o rombo. Ah, mais uma coisinha para quem não gosta de privatização…se a PETROBRÁS é nossa como disse a Dilma, porquê então o litro da gosolina custa o dobro que mesma gasolina do Paraguai que sequer tem um posso de petróleo? responda essa. Outra pergunta, mais fácil de responder…se o pessoal que vota no PT diz que quem é bem de vida e tem carro é burguês, porquê então vive dizendo que o brasileiro melhorou de vida e pode comprar carro casa e etc… quer dizer então que virou burguês? espero que alguém me explique estas indagações. ahaha

  40. Maicon
    terça-feira, 23 de novembro de 2010 – 14:52 hs

    Pessuti vai jogar bingo, chega, você não ganha nem para presidente de associação de moradores

  41. Mari
    terça-feira, 23 de novembro de 2010 – 14:54 hs

    A questão é uma só: esses políticos estão é de olho no lucro, na receita que o Porto de Paranaguá gera. Descobriram a galinha dos ovos de ouro…

  42. Amelio ral aas
    terça-feira, 23 de novembro de 2010 – 19:23 hs

    O pessuti e requiao ,mandem faser dna nessa turma ai em cima,que eles estao bravos com voces ,voces nao pagaram pensao pra mae deles,agora guenta

  43. Luís Adolfo Kutax
    terça-feira, 23 de novembro de 2010 – 20:33 hs

    Pessuti tem palavra, Osmar tem palavra. Honra não se compra e não se vende, se conquista. E isto Pessuti tem de sobra… e a quem rendo minhas homenagens:
    http://www.tribunaregionaldalapa.com.br/index.php?mod=3&id=370

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*