Nova regulação para mídia digital será feita com ou sem consenso | Fábio Campana

Nova regulação para mídia digital será feita com ou sem consenso

Da Folha.com

O ministro Franklin Martins (Comunicação Social) abriu hoje seminário internacional promovido pelo governo para discutir novas regras ao setor de mídia digital (rádio, TV e internet) com uma advertência aos empresários. Segundo ele, “nenhum grupo tem poder de interditar a discussão” sobre um novo marco regulatório e é melhor que o debate se dê num clima de entendimento.

“A discussão está na mesa, está na agenda, ela terá de ser feita. Pode ser feita num clima de entendimento ou de enfrentamento”, afirmou.

Num tom professoral, o ministro disse a uma plateia formada por dirigentes de agências reguladoras em vários países, de entidades representantes dos veículos de comunicação e da sociedade civil organizada que, “apesar de momentos de fúrias mesquinhas, a nossa sociedade tem vocação para o entendimento” e, mais de uma vez, pediu que se afaste os “fantasmas” desta discussão.

Entidades como ANJ (Associação Nacional de Jornais), Abert (Associação Brasileira de Rádio e Televisão), entre outras, enxergam na proposta do governo de criar novas regras para serem seguidas pelo setor de telecomunicações e radiodifusão uma tentativa de impor censura à liberdade de informação e controlar os meios de comunicação.

Em seu pronunciamento, o ministro classificou o temor de “truque”, segundo ele, “porque todos sabem que isso não está em jogo”, desconsiderando que a Confecom (Conferência Nacional de Comunicação), realizada pelo governo no ano passado, aprovou várias medidas restritivas à liberdade de imprensa que Estados tentam viabilizar por meio da criação de conselhos de comunicação.

O ministro afirmou que o país não discute questões como a propriedade de rádios e TVs por parlamentares porque não quer fazer esse debate. “Todos sabemos que os deputados e senadores não podem ter TV, mas todos sabemos que eles têm, através de subterfúgios dos mais variados. Está certo? Evidentemente que não. Por que não se faz nada? Porque a discussão foi evitada.”

Ele repetiu que o governo Lula prepara um anteprojeto de lei para entregar à presidente eleita, Dilma Rousseff, que será o “ponto de partida” para uma nova política para o setor. Segundo ele, a expectativa é que Dilma encaminhe o texto para consulta pública ou discussão do Congresso quando assumir e trate o assunto como prioritários em seu governo.


15 comentários

  1. PERLINZÃO
    terça-feira, 9 de novembro de 2010 – 19:13 hs

    IIIIIIIIIIIIIII, COMEÇOU A DITADURA?

  2. CAÇADOR DE PETISTAS
    terça-feira, 9 de novembro de 2010 – 19:45 hs

    Lei da mo0rdaça á caminho.
    Você votou na “coisa”?
    porque votou/
    Você acreditou nas mentiras do DITADOR POPULISTA LULA e votou em sua desqualificada cândidata virtual?

    Brasil, rumo a Venezuela.
    PT, op câncer do Brasil.

  3. Pinguela
    terça-feira, 9 de novembro de 2010 – 21:13 hs

    O Franklinstein colocou seu monstrengo na rua e quer que a gente ache bonito ?

    Pede para sair, maluco !

    O Muro de Berlin já caiu, a Alemanha oriental já abriu os arquivos da Stasi ?

    Tira um tempo e vai asistir o filme ” A Vida dos Outros”, talvez você ainda tenha jeito, sô …

  4. sergio londrina
    terça-feira, 9 de novembro de 2010 – 22:10 hs

    BOLIVIA ,VENEZUELA,PARAGUAI,OMEU PARA DE SE ESTRESSAR , NOS NAO TEMOS NADA COM ISSO

  5. Izidoro2211
    terça-feira, 9 de novembro de 2010 – 22:25 hs

    ministro ptrallhaaaaa

  6. Laila
    quarta-feira, 10 de novembro de 2010 – 0:53 hs

    “Isso aqui vai ser uma democracia, nem que eu tenha que arrebentar quem se opuser”.

    kkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

    Filhote de Mussolini?

    Quem mandou a mídia denunciar o esquema:

    http://veja.abril.com.br/080409/mainardi.shtml

  7. Cardoso
    quarta-feira, 10 de novembro de 2010 – 8:29 hs

    Alguém pode informar como se pede asilo político a outro país?

  8. Observador
    quarta-feira, 10 de novembro de 2010 – 8:50 hs

    Quem é que vai abaixar a “bolinha” desse “pseudo-ditador”?

  9. S.R.
    quarta-feira, 10 de novembro de 2010 – 9:41 hs

    Ninguém pode alegar que não sabia. Votaram conscientes, mesmo sabendo que se tornariam escravos. Venderam a liberdade por uma bolsa familia. Agora aguentem o tranco.

  10. Bagualla
    quarta-feira, 10 de novembro de 2010 – 9:57 hs

    quando ele era somente jornalista, criticava seriamente qualquer tentativa de dificultar os trabalhos da midia, qualquer que fosse…
    AHH como é bom estar do outro lado do muro…..

  11. Renato Paranaguá
    quarta-feira, 10 de novembro de 2010 – 11:22 hs

    É estranho o conseito de liberdade de uma parte da imprensa brasileira, o estadão por exemplo, como pode falar em liberdade de imprensa quando demite uma jornalista por falar ou contrário??? Acho que as midias que precisão consessão do governo para funcionar (Televisão, Rádio…) devem funcionar para a população e não para um empresário encher os bolsos e passar a opinião de apenas um grupo. O mais próximo de liberdade encontramos na internet, através de blogs como este, que a maioria da população pode ler e responder, e vai ficar ainda melhor quando o governo aprovar o projeto de banda larga pública.

  12. ALEMÃO
    quarta-feira, 10 de novembro de 2010 – 12:20 hs

    Primeiro cala-se a imprensa, depois é só continuar implantando o chavismo/comunismo e banditismo ptista .
    Votaram nela? Quantos milhões de idiotas existem no Brasil?

  13. Parreiras Rodrigues
    quarta-feira, 10 de novembro de 2010 – 14:25 hs

    Ipojuca Pontes, em seu livro A Era Lula, fala da intenção do petê de criar a ANJ que funcionaria nos moldes da agencia cubana de controle de notícia, da mídia virtual. É um dos passos para a instalação do Estado Totalitário. O segundo acontece com o aparelhamento do Estado, isto é, inchar a folha com funcionários que descontam de seus olerites um percentual pro partidaço.

  14. Piá Curitibano
    quarta-feira, 10 de novembro de 2010 – 15:02 hs

    Besteirol!!!!!
    Toda mídia digital, inteligente, via web, hospedàr-se-a no exterior sem censura.

  15. ALEMÃO
    quarta-feira, 10 de novembro de 2010 – 23:25 hs

    Piá Curitibano, por um acaso a china não controla o conteudo da internet que rola pelo país?

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*