Lula enaltece seu governo em discurso no Itamaraty | Fábio Campana

Lula enaltece seu governo em discurso no Itamaraty

Agência Estado

Uma semana depois do segundo turno das eleições, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva ainda não saiu do palanque. Desta vez, o discurso político enaltecendo seus oito anos de mandato foi no Palácio do Itamaraty, na cerimônia dos formandos do Instituto Rio Branco. Em discurso de quase meia hora, Lula disse aos novos embaixadores que eles agora vão representar o País do pré-sal, da ferrovia Transnordestina e de outras obras realizadas nesses últimos oito anos de governo.

Lula lembrou das relações do Brasil conquistadas com a Argentina, com a Bolívia (no episódio do gás), com o Paraguai (na discussão sobre Itaipu) e a com Venezuela. E destacou o empenho do seu governo nas relações comerciais com a África. O presidente lembrou das críticas que recebeu ao visitar os países africanos e fez graça ao afirmar que nos governos anteriores a preferência era pela França.

Lula disse também que foi o único presidente que rompeu com a prática de indicação de políticos derrotados, em vez de profissionais formados, em eleições para cargos de embaixador. “Muita gente que foi presidente antes de mim deve estar com a coceirinha na cabeça e perguntado porque ele fez e eu não fiz”, provocou, esquecendo que, no início de seu governo, nomeou políticos para embaixadas, como Tilden Santiago, para Cuba, e o próprio ex-presidente da República Itamar Franco para as embaixadas de Portugal e Itália.

Ao parabenizar os novos formandos, Lula comentou a eleição da primeira mulher que assumirá o governo em 1.º de janeiro. Segundo ele, a presidente eleita, Dilma Rousseff, representa a geração de 1968, que chegou ao poder pela via democrática e que aos 20 anos “ousou lutar pela liberdade democrática”.

“Hoje o mundo está curioso em saber o que é o Brasil do pré-sal, do presidente metalúrgico que termina o governo com 83% de popularidade e que elegeu uma mulher que até há pouco ninguém conhecia”, disse. “O Brasil hoje é citado não pelos defeitos, mas pelas virtudes”, completou. Ele fez elogios ao ministro das Relações Exteriores, Celso Amorim. “Vai ser difícil a imprensa brasileira reconhecer que Amorim foi o mais importante ministro das Relações Exteriores.”

“O Brasil tem reservado no século 21 um papel de destaque na política mundial. Nós não jogaremos fora a chance deste País, que foi jogada fora no século 20. O Brasil será uma das grandes potências do mundo para fazer tudo aquilo que os outros não fizeram. Não queremos ser uma potência para ser igual e fazer as mesmices, repetir as guerras, as agressões. Queremos ser uma potência para provar que é possível criar um mundo diferente do que temos hoje”, concluiu.


10 comentários

  1. Parreiras Rodrigues
    sexta-feira, 5 de novembro de 2010 – 16:54 hs

    As 467 páginas do livro O Chefe, do jornalista ex-petista Ivo Patarra, mostram o outro Brasil. O do roubo sem peias, sem cadeia. Mostram o enriquecimento ilícito e afrontoso dos Netos do Brasil, dos apaniaguados do Filho do Brasil.

    Hoje, nem meio dia era e o impostômetro da fachada da Associação Comercial do Paraná – esquina da Quinze com a Presid. Faria, mostrava números acelerados como os das bombas de gasolina apontando marcas superiores de arredacação de um trilhão, 35 bilhões e lá vão cacetadas. Mesmo mal arrecadado devido a sonegação, o Estado obriga-se a privatizar estradas. Portos, aeroportos e ferrovias, um atraso vergonhoso.
    E para os novos bem aventurados do Itamaraty, um desfile de uma obra aqui, outra acolá.
    Nada disse a respeito de perdão de dívidas de países governados por

  2. alberto reinoso
    sexta-feira, 5 de novembro de 2010 – 17:33 hs

    PQP! o festival de besteira prossegue, esse homem não tem pudor,
    o que diz de bobagem é uma fábula…O Brasil, com a estabilidade do REAL , perdeu a sua maior chance de mudar de vida. Vamos continuar nas mãos sujas de SARNEI, RENAN, LULA,COLLOR…
    VEJAM AGORA APÓS A ELEIÇÃO: ELES QUEREM MAIS DINHEIRO E VÃO RECRIAR A CPMF , Temos que criar uma nova
    oposição, esse babaca do AÉCIO, que traiu o SERRA, mandou o
    seu preposto ANASTACIA defender a volta da CPMF…procura-se
    uma nova oposição, com urgência.

  3. Teodoro
    sexta-feira, 5 de novembro de 2010 – 17:54 hs

    Sera que nos do Sul do Brasil merecemos escutar tanta besteiras saidas da boca do analfabeto Lula e de sua escolhida não menos despreparada Dilma!!!!!!!!

  4. sergio
    sexta-feira, 5 de novembro de 2010 – 18:26 hs

    Merece teodoro merece,e voce quer ouvir mais besteiras,te arrumamos um sampaio

  5. J Carlos
    sexta-feira, 5 de novembro de 2010 – 18:58 hs

    Mais que indignação, devemos prestar atenção nos pronunciamentos, porque nos dão pistas importantes: “geração de 1968…ousou lutar pela liberdade democrática”. Os guerrilheiros comunistas lutam por democracia? não é isso que impera em Cuba e outros países. “Geraçao 1968” significa que agora, no poder, vão implantar o que pretendiam naqueles anos. Cuidado!, Fiquemos atentos.
    Reconheço que Amorim foi o melhor ministro para canalizar as maiores trapalhadas das relações internacionais que o Brasil já teve. Nisso foi mesmo o melhor.
    Cuidado com a geração 1968, agora no poder. Cuidado.

  6. Parreiras Rodrigues
    sexta-feira, 5 de novembro de 2010 – 19:17 hs

    …nada disse a respeito de dividas perdoadas de países governados por tiranos, dos passeios pelo mundo em viagens flagrantemente turísticas pois em nada de concreto redundaram, da situação da vergonhosa infraestrutura – portos, aeroportos, hidrovias, ferrovias e rodovias, da folha inchada de apaniguados, e principalmente do legado do maior volume de corrupção e ladroagem já visto no país, incluindo ai os vinte anos da ditadura.
    Nada disse das fronteiras escancaradas para pro narcotráfico.
    Nada disse, finalmente, da sua ilegalíssima participação como cabo eleitoral da candidata tirada do bolso da jaqueta.
    Eu, hein…

  7. CAÇADOR DE PETISTAS
    sexta-feira, 5 de novembro de 2010 – 19:21 hs

    Será que ele foi humilde de agradecer ou mencionar sobre o Plano Real de FHC, que deu sustentação á econômia brasileira? Ora, claro que não. Lula, não tem este perfil, Lula da Silva é arrogante, prepotente e autoritário. Para Lula da Silva, o Brasil somente existe a partir de 2002. Espero muito peloo dia em que definitivamente de adues a política nacional e acredito ainda que, a partir desta data, os valores éticos e morais voltarão a fazer parte da vida do cidadão brasileiro pois, do jeito que Lula vem conduzindo o Brasil, de forma desordeira, imoral e ausência total de respeito as leis e costumes, as pessoas estão cada vez mais acostumadas a viver na ilegalidade e isto é um perigo.

    Lula, o seu espirito é muito pobre.

    PT, nuca mais.

  8. CONTINUA ELE
    sexta-feira, 5 de novembro de 2010 – 20:03 hs

    Realmente alguma coisa esse cara tem de muito errado. Nao sei porque ainda temos de aguentar tanta mentira e pior que tem gente que acredita. Dá nojo. Pior que nós q nao votamos em Lula e nem em Dilma vamos ter de pagar por 8 anos de roubos, mentiras, compra de votos, enriquecimentos ilícitos, turismo desenfreado da tropa do senhor Lula e do proprio… Mas diz um jornalista: o povo que vota em Lula aprecia a sua ignorância, seu modo analfabeto de falar, sua roupa q nao condiz com um estadista e o povo brasileiro que se identifica com Lula ama nao ter mais de ir para a escola, o Presidente mal estudou mesmo! Belo exemplo. Mas assim continua tudo na mesma e o povo que nao quer colocar a mao na massa prefere manter esse governo fantasioso e hipócrita de Lula e o pior está por vir.

  9. ildo
    sexta-feira, 5 de novembro de 2010 – 22:48 hs

    Oque eu mais admiro no Lula Bussunda é sua modéstia.
    Ninguém gava o Zeca, o Zecagava sozinho.
    Esqueceu de dizer que nunca na “hixxtória”deste “paixx” um Pseudo- trabalhador e uma Pseudo- mulher foram eleitos para comandar o pais

  10. ALEMÃO
    sábado, 6 de novembro de 2010 – 22:11 hs

    O SUL É O MEU PAÍS.
    Que tal voltarmos com esta campanha? Mas o requião não deve fazer parte desse novo país.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*