Federalização dos portos paranaenses seria um retrocesso para o Estado, diz Rusch | Fábio Campana

Federalização dos portos paranaenses seria um retrocesso para o Estado, diz Rusch

A notícia de que a reunião que o governador Orlando Pessuti tem, na próxima quarta-feira, com o diretor da Agência Nacional de Transportes Aquaviários (Antaq) seria para tratar da devolução da administração dos portos do Paraná para o governo Federal causou preocupação aos deputados da Oposição na Assembleia Legislativa.

O líder da Oposição, deputado Elio Rusch (DEM), ressaltou que não é a federalização que irá solucionar os problemas que os portos de Paranaguá e Antonina enfrentam e defendeu que a administração da autarquia continue sendo feita pelo governo do Paraná.

“O poder público tem que dar condições para que a economia paranaense seja alavancada. E estar no comando do Porto é um meio para que isso ocorra”, declarou.

“Infelizmente, o governo do estado desrespeitou, nos últimos oito anos, a lei que regulamenta a administração portuária e precisamos agir para evitar que a federalização aconteça”, completou.

A dúvida dos deputados é se a intenção de federalizar o porto partiu do Governo Federal, já que os problemas em Paranaguá são muitos, ou se o governo do Estado decidiu devolver a concessão dos portos para a administração federal. “Se a ideia da federalização partiu do Governo Federal, cabe ao governador buscar meios para impedir que isso aconteça e não fomentar a iniciativa. O que não podemos é aceitar que isso seja levado adiante. O Paraná tem a concessão dos portos desde 1949, não é porque nos últimos oito anos a administração ficou a deriva que iremos perder essa concessão agora”.

O líder oposicionista lembrou que em 2007 os deputados federais Eduardo Sciarra (DEM) e Ricardo Barros (PP) pediram a intervenção do porto como alternativa até que fossem resolvidos os problemas causados por falhas de administração. “Foi uma solução temporária, em razão de medidas administrativas adotadas pela superintendência da APPA que contrariavam os interesses da sociedade. O pedido de intervenção foi feito para solucionar questões administrativas e também afastar o superintendente da época. Em momento algum eles pediram a federalização do porto. Só um louco seria capaz disso”, relatou.

Rusch acredita que a partir do ano que vem a gestão do governador eleito Beto Richa (PSDB) terá condições de fazer uma administração de vanguarda na administração dos portos paranaenses. “Se a federalização ocorrer, será um prejuízo incalculável para o Paraná. Com certeza a futura administração vai dar uma nova dinâmica na administração dos portos de Paranaguá e Antonia.”

Requerimento

Os deputados apresentaram um pedido à Assembleia para que dê início a uma mobilização para manter os portos do Paraná sob administração do governo estadual. A iniciativa teve o apoio de 25 parlamentares. O requerimento teve a votação adiada para esta terça-feira.

O líder do PSDB na Assembleia, deputado Ademar Traiano, destacou que é preciso unir esforços de parlamentares, sociedade, sindicatos, movimentos sociais e entidades de representações para que os portos paranaenses continuem sendo administrados pelo governo do estado.

“Gostaríamos de saber a opinião da Fiep, Faep, Faciap, deputados federais e senadores eleitos sobre o assunto. Temos que encontrar um meio para que os portos possam gerar riqueza para o estado e retomar o caminho do crescimento. É preciso que todos estejam unidos para atingirmos esse objetivo”, disse “Nos preocupa essa notícia. Temos que buscar medidas para defender o patrimônio e os interesses do Paraná. O que o Porto precisa é de uma administração eficiente, e o novo governo terá condições de fazer isto”, concluiu.


25 comentários

  1. malaquias
    segunda-feira, 22 de novembro de 2010 – 18:47 hs

    E a RPC não vai se manifestar….. Se o Dr Francisco aqui ainda estivesse, já estaria detonando esta idéia de aproveitadores e antiparanistas.

  2. fiscal de realeza
    segunda-feira, 22 de novembro de 2010 – 19:08 hs

    É BOM MESMO DEVOLVER PARA O GOVERNO FEDERAL POIS O RICHA COMO DEPUTADO E REPRESENTANTE DO LERNER QUERIA PRIVATIZAR IMAGINE COMO GOVERNADOR
    É AQUELA HISTORIA
    CACHORRO MORDIDO DE COBRA TEM MEDO DE LINGUIÇA

    É BETO ACHO QUE NÂO VAI DAR PARA PRIVATIZAR O PORTO

  3. Pedro Malazartes
    segunda-feira, 22 de novembro de 2010 – 19:19 hs

    Fiscal de Realeza é adepto da doutrina do Estado mandonista, intervencionista. Seguidor do atraso, do retrocesso. Não enxerga a inaptidão do serviço público para o desenvolvimento. Não vê a corrupção favorecida pelo uso da máquina pública com o apadrinhamento de agentes políticos.
    Recicle-se.

  4. Da Poltrona
    segunda-feira, 22 de novembro de 2010 – 19:44 hs

    A grande verdade é uma só – se o Paraná (ou o governo do Estado) quer ter o Porto como sua autarquia é preciso – conditio sine qua non – que realmente assuma a instituição como integrante da administração pública estadual (inclusive com funcionários efetivos pertencentes aos quadros do Estado) e estabeleça para ela metas claras e definidas de execução de programas e projetos que digam respeito às suas finalidades institucionais.

    Mais: que se proceda uma reengenharia completa da instituição que ficou totalmente “descompensada” após a gestão do “melhor portuário do planeta”.

    O que não pode é ter uma instituição ao largo da administração pública estadual – tipo “e la nave va” – sem regime de tutela efetiva do governo.

  5. Ricardo
    segunda-feira, 22 de novembro de 2010 – 19:52 hs

    Essa atitude de Pessuti é pra deixar com pulga atras da orelha.
    PT e PMDB cavalgam juntos.Deixar o Porto nas mãos de Beto Richa e ser descobertos todas as falcatruas do governo antigo não pode acontecer. Inda mais Beto sendo do PSDB.
    Essa conversa é pra tentar não deixar nada pra ser descoberto. A solução seria entregar o porto pro PT(Governo Federal) e salvar o coro de todos.
    Duvidam???

  6. Troiano
    segunda-feira, 22 de novembro de 2010 – 20:35 hs

    Para o fiscal de realeza: ô, tonto, como é que o Richa vai privatizar um porto que é FEDERAL, o Paraná só tem a concessão! Para de contar mentiras!

  7. João Nobrega
    segunda-feira, 22 de novembro de 2010 – 20:41 hs

    Paranaguá está suja, abandonada e destruida. Não culpo o prefeito da cidade, pois esta é explorada por grupos econômicos fortissimos os quais fazem por ela passarem caminhões os quais sujam e depedram a cidade como um todo. Bilhões de dolares passam por aqui e nada fica para cuidar da cidade. Outra questão são os investimentos que o governo federal deve fazer no porto e é lógico que não fará se o governador for adversário político. Santos é federal, Itajaí é municipal e os portos e as cidades só crescem e Paranaguá contina na mesma. Sabemos que com o Beto quem mandará no porto são os operadores portuarios e grupos economicos que vão continuar sugando a cidade, por isso a importância da federalização num compromisso maior com a cidade.

  8. DO LITORAL
    segunda-feira, 22 de novembro de 2010 – 20:44 hs

    O líder oposicionista lembrou que em 2007 os deputados federais Eduardo Sciarra (DEM) e Ricardo Barros (PP) pediram a intervenção do porto como alternativa até que fossem resolvidos os problemas causados por falhas de administração. “Foi uma solução temporária, em razão de medidas administrativas adotadas pela superintendência da APPA que contrariavam os interesses da sociedade. O pedido de intervenção foi feito para solucionar questões administrativas e também afastar o superintendente da época. Em momento algum eles pediram a federalização do porto. Só um louco seria capaz disso”, relatou.
    QUE PENA RUSCH !
    O BETO VAI PAGAR POR UMA CAGADA DOS SEUS ALIDADOS ! E AGORA NÃO ADIANTA SE ESPERNEAR. O FEITIÇO VIROU CONTRA O FEITICEIRO, E DÁ-LHE DILMA. ALIÁS O BETO RICHA DISSE QUE SUA VITÓRIA NÃO SERIA COMPLETA SEM A VITÓRIA DO SERRA. QUE PENA ! JÁ MANDEI E-MAIL PARA DILMA, GLEISI, BERNARDO, VANHONI E TEMER.

  9. Orlando Pessuti
    segunda-feira, 22 de novembro de 2010 – 20:57 hs

    Prezado Elio Rush, vou a Brasilia para buscar a liberação do superávit do Porto que voces Deputados Estaduais autorizaram. Não vou tratar de Federalização, pois sempre entendi que o Porto deve ser gerido pelo povo do Paraná e que os Diretores devam ser escolhidos dentre os Parnanguaras. Quem sempre defendeu a volta do Porto para o Governo
    Federal foi gente do seu partido e não do meu partido. Abrs Pessuti.

  10. defer
    segunda-feira, 22 de novembro de 2010 – 21:06 hs

    a rpc nunca se manisfestou contra o falecido curi, é uma empresa sem valores e principios a rpc!

  11. segunda-feira, 22 de novembro de 2010 – 22:01 hs

    Se o Fiscal de Realeza fosse mesmo fiscal não estaria se vangloriando com as atitudes do Pessuti e sim fiscalizando seus atos absurdo, já passou da hora de se organizar um levante contra estes atos absurdo do Pessuti, de cada rincão do Estado dirigir pessoas p/ a Capital e fazer um grande protestos em frente ao Palácio do Iguaçu e dizer para o Pessuti que nunca neste ato se praticou tantas barbaridades em final de governo, isto se fosse final de governo porque este |Pessuti é governo de transição, e o Requião se conhecia a fera como desmonstra conhecer deveria se sacrificar e não ter deichado o governo nas mão de quem tem o mínimo de espírito paranaense.

  12. Desconfiado
    segunda-feira, 22 de novembro de 2010 – 23:21 hs

    Desconfio q querem passar para o governo federal, porque se o governador eleito resolver fazer uma auditoria, muita gente vai pra cadeia…

  13. segunda-feira, 22 de novembro de 2010 – 23:45 hs

    vamos nos mobilizar sim esses cara tem medo do beto porque ele sabe adiministra vai fazer um otimo governo queira ou nao esse bando de safado os portos vao ficar sim com o Paraná o BETO nao vai vender nada vcs que nao aceita o FHC vendeu o que estava podre grassas a essa venda que nos temos o pais que e hoje senao meu amigo a vaca ja tinha ido pro brexo

  14. ivo
    terça-feira, 23 de novembro de 2010 – 1:39 hs

    Ninguém comenta, mas o Ricardo Barros já tentou e o povo fechou o pau nas galeria da assembléia.
    Até o Rafael Greca interviu…

  15. Vigilante do Portão
    terça-feira, 23 de novembro de 2010 – 4:05 hs

    Povo Lerdo.

    O Beto Richa, como Deputado e o Lerner como governador, NÃO IRIAM PRIVATIZAR O PORTO.

    Trata-se do domínio da UNIÃO, entregue ao Estado para administrar.

    NÃO PERTENCE AO ESTADO, portanto, não poderia ser PRIVATIZADO pelo estado.

    Mais uma tolice de gente desinformada.

    Bom mesmo foi o Requião:

    Não fez dragagem;
    Rebaixou o Porto de Paranaguá à condição de “portinho”, cujo calado não permite atracação de navios de grande porte;
    Entregou Antonina aos Fundos de Pensão, depois brigou com os Fundos e, na prática inviabilizou o Porto;
    Construiu um terminal de Álcool, refez o terminal, depois de constatar “ERRO DE PROJETO”, – Aliás, o Terminal NÃO FUNCIONA -;
    Não providenciou a LICENÇA AMBIENTAL, provocando até o fechamento do Porto que funciona sob Liminar;
    Brigou com os graneleiros, na pataquada dos “TRANGÊNICOS”, transferindo boa parte do movimento de grãos para outros estados;
    Sucateou o Porto, deixando de fazer investimentos.

    Enquanto isso, os Portos de Santa Catarina, estão MUITO BEM. inclusive os terminais PRIVADOS.

  16. Silvio Antonio Biazotto
    terça-feira, 23 de novembro de 2010 – 8:49 hs

    COM CERTEZA, BETO RICHA É UM CIDADA MUITO CAPITALISTA, QUE BOM, ASSIM FICA BEM MAIS FÁCIL ENVESTIMENTO NO PORTO.

  17. marcão
    terça-feira, 23 de novembro de 2010 – 9:20 hs

    Principalmente porque será menos $$$ para ser deviado pelos nossos políticos!!!

  18. Cascavel
    terça-feira, 23 de novembro de 2010 – 9:57 hs

    E o melhor é federalizar antes do Beto asumir o governo do estado para não nos arependermos depois.
    Esta turma do Beto (Lerner) só causam prejuizo para o povo paranaense e um exemplo claro disto são estas rodovias privatizadas que cobram um absurdo de pedágio e não fazem a duplicação necessária, só falta o estado ainda dar dinheiro para a duplicação ai é para acabar mesmo.
    Duplicação com recurso 100% das concessionárias e aumentar o valor do pedágio e mesmo asim o lucro das concessionárias é absurdo! Poderia baixar em 50% o valor do pedágio e mesmo asim duplicar.

  19. marcão
    terça-feira, 23 de novembro de 2010 – 10:27 hs

    Mas em 2007 os amigos do Beto, os Dep. Ricardo Barros e Eduardo Sciarra haviam feito exatamente este pedido.
    Agora que o amigo foi eleito mudaram de idéia! Por que?

  20. Piá Curitibano
    terça-feira, 23 de novembro de 2010 – 10:40 hs

    Privatização => Menores custos => Melhoria da Economia do Estado

  21. terça-feira, 23 de novembro de 2010 – 10:41 hs

    Não vamos deixar federalizar rodovias, pois isso também é tirar força do estado. Acorda meu povo.

  22. BARNABÉÉÉE
    terça-feira, 23 de novembro de 2010 – 12:08 hs

    Federalizar ou privatizar pior não fica !!!!
    Só serve como cabide de emprego com altíssimos salários, sem contar os PFs

  23. Amelio ral aas
    terça-feira, 23 de novembro de 2010 – 13:54 hs

    tem que federalisar mesmo .esse porto so serve para cabide de emprego a uniao tem que engetar muito dinheiro para modernisalo,o estado so nao fali a copel e a sanepar porque e uma mina sem fim de receitas no resto e incompetente para gerir grandes instalaçoes,onde a competencia e”nessessaria,

  24. Mari
    terça-feira, 23 de novembro de 2010 – 14:51 hs

    Não precisa federalizar o Porto de Paranaguá. É só acabar com essa praga dos cargos comissionados que nada entendem de Porto (devolver o Porto aos Portuários de carreira). E, colocar uma Diretoria que realmente entenda de Porto para arrumar o estrago que Eduardo Requião deixou por aqui. Os portuários e a cidade não aguentam mais ver tanto descaso dos governantes para com o Porto de Paranaguá.

  25. MIGUEL DE CERVANTES
    terça-feira, 23 de novembro de 2010 – 16:20 hs

    NÃO CONTANDO COM O COMISSIONADO QUE RESPONDE A UMA SINDICÂNCIA NAQUELE PORTO, E O SUPERINTENDENTE, NÃO SEI A RAZÃO, O MANTÉM NO CARGO COM SALÁRIO DE APROXIMADAMENTE 10 MILHAS MENSAIS, FÓRA O “ALHO” – JÁ FOI “MOEDA DE TRÓCA” – QUANDO DEVERIA SER DEMITIDO, POIS O SEU CARGO PERMITE A DEMISSÃO “AD NUTUM”. FÓRA, E QUE PROCEDA UMA RECLAMAÇÃO TRABALHISTA, COMO ESSA QUADRILHA FAZIA E FÁZ COM OS PORTUÁRIOS. QUEM O ESTÁ MANTENDO NO CARGO TEM QUE SER PUNIDO, OU ESTÃO COM RECEIO DOS PADRINHOS.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*