Equipe de Pessuti tenta explicar hoje o rombo nas finanças | Fábio Campana

Equipe de Pessuti tenta explicar hoje o rombo nas finanças

Do Blog da Joice Hasselmann

A equipe de transição formada pelo governador do Estado, Orlando Pessuti, responde hoje (26), pela manhã, aos questionamentos feitos pela equipe do governador eleito Beto Richa, apresentados ontem, à imprensa. Um dos pontos mais polêmicos é quanto à falta de dinheiro para a próxima gestão. Segundo a equipe de Beto, o rombo nas contas do estado chega, por baixo, a um bilhão e meio de reais.

Outro questionamento, que deve ser respondido, é quanto a possibilidade de o governo adiantar recursos da Copel previstos para o ano que vem, para pagar o 13º salário dos servidores estaduais. Seriam adiantados cerca de 140 milhões de reais arrecadados com tributos. Ontem, a equipe de transição de Beto Richa afirmou que a situação atual é grave e impressionante.


8 comentários

  1. sexta-feira, 26 de novembro de 2010 – 10:58 hs

    Pessuti é igual ao Requião. Quando pode denunciar e dizer ao povo o que realmente acontecia no governo se calou, consentiu e mesmo bradando com seu “hoje inimigo”, aprovou tudo o que já fora feito na forma do silêncio. É isso. Os dois merecem os ombros inimigos para lamentar ou para rir do povo juntos.

  2. sul PR.'.
    sexta-feira, 26 de novembro de 2010 – 11:41 hs

    tentarão explicar o inexplicável…….derrepente eles também, explicam os dolares na casa de um certo cidadão de sobrenome Requião……

  3. EMERSON DE PARANAGUÁ
    sexta-feira, 26 de novembro de 2010 – 12:04 hs

    EXPLICAR PORQUE QUEREM METERA A MÃO NO CAIXA DO PORTO E DA COPEL.
    PORQUE FALIRAM O ESTADO E QUEREM QUEBRAR AS QUE ESTÃO SADIAS….
    FORA PANSUTI E SEU BANDO DE TRAPALHÕES INCOMPETENTES E PILANTRAS….

  4. Vigilante do Portão
    sexta-feira, 26 de novembro de 2010 – 12:56 hs

    Hummmm, adiantamento de impostos.

    Nada impede a Copel de “adiantar o pagamento do ICMS. Entratanto, esse diinheiro “pertence ao “caixa” de janeiro, NÃO PODE SER USADO EM DEZEMBRO.

    Uma simples leitura das regras básicas de ORÇAMENTO e de Contabilidade.

    Cabe ação Judicial, impedindo que recursos do Orçamento de 2011, sejam gastos em 2010.
    Assim, quebra a previsão orçamentária de 2011.
    A Despesa está prevista e o recurso já foi gasto no ano anterior.
    Regime de Caixa e Regime de Competência. Contabilidade básica.

    A Lei de Responsabilidade Fiscal NÃO PERMITE que o administrador público, deixe “restos a pagar” e que gaste recursos do ano seguinte.

  5. A melio ral aas
    sexta-feira, 26 de novembro de 2010 – 13:40 hs

    Quebra porto voces vao ver agora no proximo governo,esse grupo curitibano que detem um terminal de containers,vai tomar conta de tudo,e tudo que acontece de anormal no porto tem uma ponta dessa mafia.tem que faser limpa e privatisar.

  6. Gilberto
    sexta-feira, 26 de novembro de 2010 – 16:00 hs

    Se o Beto quizer ver sacanagem na administração publica abra uma CPI para investigar os cargos comissionados na Sanepar, vão se surpeender.

  7. VERDADE
    sexta-feira, 26 de novembro de 2010 – 17:03 hs

    Meu Deus! Quanta sandice…As contas estão como sempre estiveram. O Pessuti cumpre o cronograma de obras já programado para 2010. De resto, é tudo igual como em tantas outras transições que já vimos ao longo dos anos. O problema é que a turma do Beto está querendo criar dificuldades para vender facilidades! Já vi este filme…

  8. Marlene Gunther
    sexta-feira, 26 de novembro de 2010 – 22:07 hs

    Vi as explicações da turma do Pessuti e mentiram onze vezes nas dez respostas!

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*